Seguindo elefantes por… telemóvel

(Rangers quenianos em patrulha in http://maratriangle.wildlifedirect.org)

No Quénia, agora, os elefantes (pelo menos alguns) já podem usar telemóveis para avisar os habitantes das aldeias que se estão a aproximar das suas casas e culturas. Bem, eles não pegam propriamente no telefone e fazem a chamada, mas alguns deles receberam do “Kenya Wildlife Service” um colar equipado com um telemóvel e um receptor de GPS. Quando o receptor detecta que o elefante atravessou uma “cerca virtual”, o telemóvel recebe um sinal do receptor e envia uma mensagem SMS para os rangers quenianos.

O projeto resulta de uma doação da associação europeua de zoológicos e aquários e foi recentemente complementado por um programa semelhante que incluin sistemas idênticos, mas desta feita para monitorizarem por GPS as atividades de rinocerontes.

O sistema tem um grande impacto na vida dos agricultores quenianos que tantas vezes perdiam as suas colheitas com as devastações dos elefantes. Por vezes, disparavam e abatiam os animais, aumentando riscos de extinção a médio prazo da espécie. É certo que os elefantes se aproximam cada vez mais do Homem, em virtude da pressão deste sobre as suas regiões tradicionais de pastagem, mas estes contactos e as decorrentes perdas de paquidermes não são a principal razão pela qual a espécie caminha para a extinção já em 2020… E sim, a eterna busca pelo seu marfim. Com efeito, se em 1989 a população mundial de elefantes descia por ano 7,4%, agora ascende a 8%. Ou seja, nem mesmo a proibição de comércio de marfim, feita em 1989, conseguiu travar o ritmo de extinção, tamanho é o apetite nos mercados orientais (China, sobretudo) pelo marfim…

Bem, esperemos que esta utilização inteligente de tecnologia – combinante duas soluções relativamente baratas como o GPS e o telemóvel – possam abrandar a caminhada destrutiva do elefante sobre o nosso planeta e que os nossos filhos possam ainda conhecer esta magnífica espécie fora do cativeiro…
Fontes:

http://www.huffingtonpost.com/2008/10/14/kenyan-elephants-text-ran_n_134469.html

http://www.kws.org/rhino%20monitoring%20stratergy.html
http://www.nydailynews.com/news/us_world/2008/10/13/2008-10-13_texting_elephants_kenyas_rangers_get_tex.html
http://findarticles.com/p/articles/mi_qn4158/is_20050412/ai_n13592422
http://www.infoniac.com/environment/elephants-face-extinction-by-2020.html
http://www.hindu.com/2008/10/13/stories/2008101352791400.htm

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia | 7 comentários

Navegação de artigos

7 thoughts on “Seguindo elefantes por… telemóvel

  1. pedronunesnomundo

    só fiquei com uma dúvida: os elefantes têm de pôr o telemóvel a carregar todos os dias?

  2. Biriades Cartagulio

    para quem andava mais discreto, este comentário tem a mesma discrição que um elefante numa loja de porcelana 🙂

  3. pedronunesnomundo

    “andAVA”

    :):)

  4. pedronunesnomundo

    *mas, macacadas fora, este tipo de iniciativa só me faz lembrar uma coisa: ‘que os nossos filhos possam ainda conhecer esta magnífica espécie’, como diz o CP. esta e outras*

  5. Biriades Cartagulio

    ah ok bem me parecia, mas também gosto mais assim 🙂

  6. Biriades Cartagulio

    sim infelizmente já não existem muitos
    e é um velho problema a coabitação dos selvagens humanos com os animais selvagens

  7. bem, eles têm coleiras lá com os chips e antenas GSM, logo… sim, alguém tem que as trocar de quando em vez…
    não há muitos e esse é mais um problema da China…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: