Daily Archives: 2009/01/24

A Embraer reviu o design do C-390

//www.jrlucariny.com)

(O novo design do C-290 in http://www.jrlucariny.com)

A Embraer reviu a sua concepção do transporte militar C-390, respondendo a um pedido da Força Aérea Brasileira, que prefere um avião com uma maior capacidade de carga que a inicialmente estimada pela empresa aeronáutica brasileira para o C-390.

A nova concepção terá uma fuselagem mais ampla, motores a turbofan de maior potência (de um tipo que será seleccionado no começo deste ano) e uma cauda em T. Sobretudo, o avião será capaz de transportar até 19 toneladas de carga militar.

Estas adaptações não chegam contudo, isentas de custos… A concepção inicial pretendia aproveitar a máxima semelhança possível com o Embraer 190, um avião comercial de grande sucesso. Isto permitira produzir um avião militar de baixo custo de construção e manutenção. A nova concepção aproxima agora o C-390 dos seus concorrentes mais próximos, como o C-17. A Embraer continuará a integrar o máximo de componentes do 190, mas em numero inferior.

O avião será capaz de cumprir missões de transporte de tropas e carga, mas também foi concebido para missões de evacuação medica. A Embraer estuda também a possibilidade de o aparelho poder ser abastecido no ar.

Esta alteração aumenta as possibilidades de a FAB ser o primeiro cliente do aparelho… Após o primeiro voo de um protótipo em 2013, e a partir de 2015, onde começará a receber os 22 que a Embraer espera vender à FAB.

Fonte:
Air Forces Monthly, janeiro de 2009

Anúncios
Categories: Brasil, DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 20 comentários

Poeta popular vê a ’Bolsa-Vaselina’

A decisão do Ministério da Saúde de adquirir gel lubrificante para “reduzir os danos” nas relações sexuais anais, revoltou muita gente, (morrem tantas pessoas na fila dos hospitais, esperando uma consulta médica por 6, 8, e ás vezes 12 meses) mas inspirou o poeta popular Miguezim de Princesa, que, com muita graça, compôs o cordel “Bolsa-Vaselina”. O talento de Mieguezim de Princesa ultrapassou fronteiras. Seu trabalho será objeto de estudo do Trinity College (EUA), por iniciativa de Eric Galm, pesquisador de música brasileira e professor de etnomúsicologia, que escreve um livro sobre essa expressão de cultura popular no Brasil.
Leia abaixo o cordel “Bolsa-Vaselina”:
I
Sem ter mais o que doar,
O Governo da Nação
Resolveu, virando os olhos,
Gastar mais de R$ 1 milhão,
Doando para os viados
Bolsa-lubrificação.

II
Quem tem o seu pode dar
Da forma como quiser
Seja feio, seja bonito,
Seja homem ou mulher,
E tem de agüentar o tranco
Da forma como vier.

III
O Governo Federal,
Que em tudo quer se meter,
Decretou que o coito anal
Tem mas não pode doer
E o Bolsa-Vaselina
Surgiu para socorrer.

IV
Quinze milhões de sachês:
A farra está animada!
Vai ter festa a noite inteira,
Até mesmo na Esplanada,
Sem ninguém sequer sentir
A hora da estocada.

V
Coitada da prega-mãe,
Vai perder o seu valor,
Pois é ela quem avisa
Na hora que aumenta a dor
E protege as outras pregas
De algum violentador.

VI
O governo quer tirar
Do gay a satisfação,
Como mulher sem prazer
(Fonte de reprodução),
Porque tanta vaselina
Vai tirar a “sensação”.

VII
– É para reduzir danos
– Defende logo um petista.
Porque na hora do coito
Dá um escuro na vista
E a dor é tão profunda
Que eu sinto dó do artista.

VIII
– Mas tu já deste, bichim?
– pergunta Zé de Orlando.
O governista sai bravo,
Dando coice e espumando,
Pega o “rabo de cavalo”
E sai no dedo enrolando.

IX
O Brasil é mesmo assim:
Prostituta tem prazer,
Vagabundo tira férias,
Se trabalha sem comer
E quem dá o ás-de-copas,
Dá mas não pode doer.

X
O governo resolveu
Dar bolsa pra todo mundo
E criar um grande exército
De milhões de vagabundos
Só faltava esta bolsa
De vaselinar os fundos.

Categories: Humor | Deixe um comentário

Fertilizando os oceanos para reduzir o Aquecimento Global

(O quebra-gelos alemão Polarstern in www.awi.de)

(O quebra-gelos alemão Polarstern in http://www.awi.de)

Existem duas abordagens para lidar com o problema do Aquecimento Global: reduzir as emissões, ou reduzir o impacto das mesmas. Bem, de facto, há três opções, se contarmos com a “negação fantasista” dos neoliberais do Blasfémias para sermos mais exatos… Mas regressemos ao foco deste artigo, e abordemos um interessante projeto conjunto entre a Alemanha e a União Indiana que realizarão uma experiência de fertilização dos mares do Atlântico Sul através do lançamento de ferro, o qual, espera-se, deverá favorecer o desenvolvimento de microalgas capazes de absorver CO2 da atmosfera e, assim, reduzir os efeitos perniciosos do Aquecimento Global.

O projeto foi designado como “Lohafex”, um neologismo decorrente do cruzamento das palavras indianas para ferro “loha” e das inglesas “Fertilization EXperiment” e tem como objetivo avaliar a praticabilidade de tais lançamentos, assim como a sua eficácia. O navio está já a lançar as seis toneladas de ferro dissolvido que transporta nos mares do sul e os cientistas indianos, alemães, italianos, espanhós, britânicos, franceses e chilenos que estão no navio oceanográfico “Polarstern” estão já a registar os efeitos da experiência.

Existem atualmente outros projetos em estudo que procuram também combater por formas “técnicas” ou científicas o Aquecimento Global. Alguns já propuseram o lançamento de milhares de espelhos para órbita terrestre que poderiam deflectir a radiação solar e assim permitir que a Terra dissipasse lentamente o seu calor em excess. Como os espelhos poderiam incluir alguma forma de controlo remoto, poderiam ser ligados e desligados a comando e assim possibilitar um controlo quase absoluto do sistema, algo que não garante nem um outro projeto semelhantes que é o que colocar centenas de toneladas de poeira reflectiva na alta atmosfera nem este projeto de fertilização de algas. Qualquer um dos três projetos poderá ter consequências imprevisíveis no clima e na ecoesfera terrestre, a qual depende de um conjunto complexo de equilíbrios que o Homem tem vindo a perturbar nas últimas décadas com uma intensidade crescente. Estas tentativas de correção poderão ser perigosas e introduzir no sistema uma ainda maior imprevisibilidade, como prevê aliás a Teoria do Caos mas… será que ainda temos tempo para hesitar?

Fontes:

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1356975&idCanal=13

http://www.lohafex.de
http://www.guardian.co.uk/environment/2007/jan/27/usnews.frontpagenews

Categories: Ciência e Tecnologia, Ecologia | Etiquetas: | 5 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade