Breve nota sobre as origens do F-35…

As origens do JSF recuam ate ao começo da década de noventa quando foi decidida a fusão de vários projetos para novos aviões que então existiam:

1. O JAST, US Air Force e US Navy Joint Advanced Strike Technology e o
2. ASTOVL, o Advanced Short Take-Off and Vertical Landing, um programa anglo-americano.

Esta junção ocorreu em 1994 englobando ambos os programas sob a sigla JAST.

O avião devia ser um aparelho de baixo custo capaz de tomar o lugar de todo um leque de aparelhos em operação na USAF e na US Navy, como o A-10, o F-16, o F-18, o A-6 e ate os AV-8 Harriers… Daqui se vê a ambição a escala da importância que o programa JSF tinha para a Defesa dos EUA.

Em 1996, a Boeing e a Lockheed Martin foram selecionadas para entrar na fase final de selecto designada como “Weapon System Concept Demonstration”. Neste âmbito, a Boeing recebeu um contrato para construir dois protótipos, designados X-32, e a Lockheed Martin outros dois, sob o nome de X-35. Em 26 de outubro de 2001, a Lockheed Martin foi anunciada a vencedora e recebeu um contrato para a fabricação daquilo que é hoje conhecido como F-35 Lightning II, obviamente, o F-35, seria baseado no protótipo X-35 da Lockheed Martin.

Após a seleção da construtora norte-americana, oito países haveriam de se juntar ao programa, tornando-o num programa verdadeiramente multinacional, a uma escala nunca antes ensaiada no mundo. Atualmente, a parceria engloba Austrália, Canada, Dinamarca, Itália, Holanda, Noruega, Turquia e Reino Unido. Recentemente, alguns destes países exprimiram reservas pela sua continuação no programa, desiludidos com os atrasos do programa e com os problemas encontrados nos primeiros modelos de pré-produção… Aparentemente, a intenção de conceber um caça de massas, verdadeiro substituto do F-16 e de tantos outros tipos esta a revelar-se mais problemática que o previsto… O problema é que já é tarde para parar. Agora há que corrigir os erros de percurso, manter o projeto vivo e manter sempre em perspetiva que ainda que não seja tão excelente como o F-22, o F-35 ainda poderá acabar por revelar-se o pilar mais fundamental da Defesa aérea do Ocidente nas próximas duas décadas.

Fonte:
Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “Breve nota sobre as origens do F-35…

  1. O maior fracasso aeronautico dos últimos tempos..tudo baixo e preço mt alto…o seaherris e + barato e bem melhor, se repotencializado…faz + por mt menos.

  2. Pegasus

    Que venha o Rafale para o Brasil, estaremos bem servidos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: