A IURD constrói uma “catedral” no Porto no valor de 8 milhões de euros

“Dois auditórios, 19 apartamentos, uma zona de apoio social e um parque de estacionamento. São estas as valências da nova sede que a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) está a construir no Porto. (…) A Igreja diz que o prédio representa um investimento que ronda os oito milhões de euros.”

Fonte:
Público de 29 de dezembro de 2008

Portanto, em pleno período de “vacas magras”, em que todas as organizações, publicas ou privadas estão atoladas ou em volumes crescentes de Divida (Estado) ou sem capital para investimentos ou até para manter a sua simples atividade regular, a IURD enceta a construção de mais uma megapiramide babilónica no Porto. Ignorando ou desprezando (neste contexto, os dois termos equivalem-se) que é precisamente na Invicta que mais se faz sentir o flagelo do desemprego e que muitos dos seus 40 mil seguidores estão precisamente a atravessar essa condição, eis que a Seita segue o deplorável exemplo da Igreja Católica mais a sua megacatedral em Fátima e zás pega em oito milhões de euros larapiados na forma de “dizimas” a desempregados, reformados e assalariados pelo ordenado mínimo e torra tudo em cimento. Porque não apostar na redução da dizima, numa espécie de “choque fiscal” da dizima iurdiana ou na divisão dessa verba pelos crentes mais necessidades (e muitos serão, certamente)? Porque realizar este esbanjamento de ostentação precisamente num dos anos mais difíceis dos últimos cem anos?

Anúncios
Categories: Portugal, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: | 56 comentários

Navegação de artigos

56 thoughts on “A IURD constrói uma “catedral” no Porto no valor de 8 milhões de euros

  1. Fenix

    Quanto vale ignorancia das pessoas.

  2. Fred

    Mas é uma construção que vai gerar empregos, movimentar a economia local, alimentação, transporte, fornecimento de insumos, e convenhamos esse dinheiro já estava fora da economia, devidamente embolsado, como se diz por aqui. Pelo menos está voltando, um milésimo do que saiu é verdade.
    Outra coisa, normalmente nas catedrais eles instalam estudios de rádios e ou de tv, escolas profissionalizantes, creches para a comunidade, refeitórios e outras ajudas a comunidade, normalmente o que mais faltar na região.

    Obviamente isso atrai mais adeptos, mas ainda assim é um benefício social.

    Não sou religioso, muito pelo contrário, só sei dessas coisas porque eu mesmo já trabalhei na construção de uma catedral da fé, e foi, por coincidência ou não disparado em primeiro lugar, a pior obra da minha vida profissional, em relacionamento, em execução, em avaliação pessoal, em stress, em saúde, resumindo, no final jurei que nunca mais trabalharia em outra.

    E nessa época o Brasil estava em uma situação deverás desconfortável, com o Dolar indo para 4 Reais e o desemprego na construção civil estava em patamares nunca antes encontrados na história deste país (como diria o Lula). 🙂

  3. é um investimento não reprodutivo, isto é, não produz produto, nem serviços, nem bens exportáveis.
    O único rendimento da IURD são as dízimas, que retira a pessoas de pessoas geralmente já baixas…

  4. Fred

    sim, sim, concordo, mas é um investimento, não gera nada, a não ser mais adeptos.

    Não é o único rendimento não, os dízimos são o maior rendimento, mas eles tem estações de tv, rádios, jornais, etc.

    Sou completamente contra o comércio religioso, mas infelizmente é muito fácil semear nessa seara. 😦

    Sabe o pior, o maior concorrente deles no Brasil é o tráfico de drogas, eles conseguem tirar muitos deste meio, claro que cobrando um preço altíssimo em dizimos e trabalhos voluntários.

    • otusscops

      então voltaste a entrar no armário…

      conheceste Jesus???
      qual, o costureiro ou o presidente do Atlético de Madrid???

      áhhhh valente!!! 👿

  5. a religião tem sempre um efeito positivo, mesmo quando é “comercializada”… é sempre melhor ver alguém alienado por um qualquer fanatismo do que devorado pelo flagelo da droga, concordo. Mas continua a ser uma forma de alienação, certo?
    E como pressupõe uma anulação da Razão e nome da Fé… A coisa incomoda-me.

    • Paulo Cezar Barroso de Medeiros

      Nao. Voce parte do principio que a UNICA opca sao drogas. E isto obviamente nao e verdade. Meus pais, por exemplo, nao sao fanaticos religiosos, e nem por isso sao viciados em drogas. E eu tambem. Obvio que qualquer coisa, ate mesmo a violencia de se ter fe, e preferivel ao vicio em drogas. Se ter fe fosse algum tipo de virtude, um muculmano suicida seria o melhor home do mundo.

      • Eu também não era viciado em drogas quando me tornei “adepto”. Mas estava num período mto difícil. Venho de uma típica família portuguesa: Pai descendente de Minhotos, Mãe Ribatejana, férias na quinta dos avós, dias d’aulas na cidade com computadores, actividades desportivas, escoteiros etc… Bom aluno, namoradas, boa aparência (modéstia àparte).
        Mas aos 22 anos atingi o pico de um esgotamento cerebral derivado de ter demasiadas actividades: teatro universitário, banda de música, escrever, saídas à noite contínuas, borgas, festas, acampamentos, exames da faculdade, estúdio de fotografia em casa, ler demasiados livros, debates demasiado acesos sobre temas que me apaixonavam, associação de estudantes, etc, etc, problemas amorosos…. (ela deixou-me … lol). Enfim. Cheguei ao fundo do poço e duvido que alguém que tenha escrito aqui até agora, pelo que li, e só li até aqui, tenha chegado à exaustão e desespero mental a que cheguei.
        Solução pra mim: Psicofarmacologia (como alguns amigos meus fizeram e nunca mais dali saíram…) ou lutar com todas as forças para recuperar o ânimo e capacidade mental.
        Onde? Na Ig.Católica onde cresci e fiz todos os sacramentos não havia pista nenhuma de solução… Ir a Fátima? Já tinha ido duas vezes em miúdo e depois de ler algumas passagens bíblicas que a minha avó (na altura membro dos T.J.) me tinha dado, já não dava para continuar a quebrar sistematicamente o 2º mandamento dos 10: “não farás imagens para lhes prestares veneração”.
        Conclusão: comecei havidamente a ler a bíblia porque todos os livros que tinha lido até ali só tinham contricuído, para além do valor cultural, para me “baralhar” as idéias. A bíblia é difícil de ler… embora escrita por 40 homens ao longo dos tempos, alguns pescadores, pastores, e outras profissões humildes, outros estadistas, religiosos ou estudiosos… é difícil. Porquê? Porque, apesar de nos indentificarmos com muito do que ali está (porque quer queiramos ou não, odicialmente somos descendentes de uma cultura judaico-cristã – toda a europa) no entanto, o que ali se escreve é muitas vezes a antítese daquilo que “bebemos” diariamente nas sessões de 2 ou 3 horas de hipnotismo diário em frente às chamadas “televisões”. Foi com muito esforço que procurei “acreditar” na “Palavra de Deus”. Continuava deprimido e esgotado cerebralmente, sem motivação.
        Até que por “acidente” entrei na primeira “Catedral” de Portugal – o antigo Cinema Império, na Alameda D.Afonso Henriques me Lisboa – eu passava ali diariamente quando saía do Metro para ir para a Faculdade (Instituto Superior Técnico), mas nunca sequer tive curiosidade de entrar… só pensei 2 ou 3 vezes que para ali olhei com curiosidade: “são malucos, fanáticos”. Mas…. depois de 1 ano de esgotamento e depressão e hávida leitura da bíbila com “orações” auto-motivadas em casa e muito bater no peito “porquê Deus…. porquê?… ajuda-me….” senti-me “guiado” a entrar. Entrei.
        Fiquei perplexo com o ambiente, em estado de choque… mas o que é isto? Todos em voz alta a cantar, gritar, esbracejar, etc… Enfim… tentei participar.
        No fim da “reunião”, desorientado, esgotado, encaminhava-me para a saída quando fui abordado por uma bela jovem portuguesa de uniforme, (chamam-se obreiros), que me perguntou: “estás bem? queres que chame um pastor para te fazer uma oração?”.
        Assenti. Sentei-me numa das cadeiras e esperei.
        Surgiu um homem negro, alto, magro e perguntou-me como estava: (vi pela pronúncia que era Angolano…). Expliquei em poucas palavras que estava desmotivado, com demasiadas idéias sem conseguir por em prática, infeliz na vida sentimental (embora sempre tivesse namorada), enfim…
        So acenava que sim com a cabeça, quando acabei de falar disse-me: “aceitas que te faça uma oração?”.
        Aceitei. Pediu-me que fechasse os olhos e colocasse as mãos no peito. Eu não sabia o que era aquilo mas aquiesci.
        Biblicamente impôs-me as mãos sobre a minha cabeça e invocou o Nome do Senhor… senti o céu abrir-se sobre mim e o trono da Graça a “olhar para mim”. Pediu a Deus que terminasse a minha FRUSTRAÇÃO (foi inspirado porque nunca disse que estava frustrado mas o Espírito que escreveu a bíblia falou na boca deste homem). Chorei muitas lágrimas. Passado 1 minuto de oração, quando terminou senti-me uma nova pessoa! E desde então (há 10 anos) nunca mais parei de frequentar, ajudar, participar e falar bem desta obra iniciada no Brasil por um ex-funcionário público chamado Edir Macedo e iniciada neste planeta há 2000 anos por alguém que chamamos de Jesus Cristo.
        Hoje trabalho como Engenheiro Electrotécnico, sou dirigente desportivo, presidente de uma associação juvenil, casado com dois filhos, faço desporto, tenho amigos, faço música, passeio etc… Graças a Deus.
        Pena que a maioria dos portugueses não veja (porque não lhes mostram) ou não queira ver isto.
        Apenas olham principalmente para os “dízimos” e a “pronúncia” de quem prega.
        O Artigo do público é tendencioso em demasia e ilustra claramente que quem o escreveu e editou nunca teve um “encontro com Deus” ou respeita o trabalho social desta instituição (e outras como nós).
        Bem haja.

  6. Pingback: Jet Set « Em busca do hímen perdido

  7. Admiro a coragem dos homens de Deus da IURD,
    lugar onde tomei conhecimento do verdadeiro Evangelho, que me fez entender os meus direitos e deveres diante do Deus Poderoso e assim mudei o
    meu interior, reflectindo-se isso nos resultados da
    minha vida exterior. Moro no Porto e conheço os flagelos e amarguras do Povo que sofre nos hospitais. nos becos, na indiferença da Sociedade.
    Uma obra como a Catedral vem trazer aquilo que lhes falta: O apoio Espiritual ( pregação Evangelho) e o
    apoio da obra social para seguirem na caminhada
    até alcançarem, não uma utopia, mas aquilo que Deus prometeu a todo o ser humano que colocar a
    fé e confiança nas suas promessas reveladas na Bíblia Sagrada.
    Ah, como seria bom se toda a pessoa conseguisse entender esta verdade!

  8. A IURD é tudo aquilo que a igreja romana não é
    fala verdade ao invés de realizar aparições como fazião no passado
    todo o dízimo devolvido e transferido para os pópios membros através de obras como está

    que o DEUS da IURD abençoe a todos

  9. Parabenizo a IURD pelo seu trabalho social q é de grande relevância, pois existe eumsó home dois , o físico e o espiritual, se o corpo físico sucumbe, acabou o espiritual, vira-se bestas, animais raivosos; mt bomque exista as iurd, estão fazendo o que todas as outra deveriam fazer , com bem + afinco a enfâse.Que
    deus os abenções.

  10. Bem, eu não simpatizo com a IURD, nem com outras variantes “protestantes”, tenho que admitir… basta ler o que escrevo mais acima e noutros textos, para compreender o porquê destas minhas reservas.

  11. Eu falei “Social”, no mais…está bom p eu..cada um com seu ca um…

  12. Carlos Ferreira

    As igrejas têm todas isto de mau: em vez de seguir o exemplo de Cristo e fazer o trabalho fora dos templos, constroem obras como as que Cristo sempre contestou: os templos onde os fariseus passavam a vida a falar da Bíblia, mas a praticar a boa vida, a mentira, a corrupção e o saque dos dízimos. Dizem trazer a verdade e a virtude, a troco de dinheiro. Pedem o dízimo em nome de Deus, o que Cristo nunca fez. Com descaramento, dizem que o dízimo é para dar de acordo com a fé, técnica manipuladora que deixa o que não quer dar o dízimo com um complexo de culpa: se não dou, é porque a minha fé está em baixo!
    Desde 1971 que no Brasil nasceram templos evangélicos como cogumelos. E em vez de aumentar a paz e a harmonia, no Brasil cada vez temos mais corrupção, violência e roubo, num país riquíssimo.

    • Penso que os piores anos dos Brasil foram estão para trás quando quase não haviam igrejas evangélicas que pregassem a JUSTIÇA e a VERDADE e havia uma elite de opressores e usurpadores no poder.
      Desde então parece-me que tem vindo progressivamente a ficar mais evidente a FOSSO entre os JUSTOS e os INÍQUOS.
      Antigamente era uma massa cinzenta de gente com uns muito ricos e outros muito pobres… hoje em dia há mais LUZ.
      Assim como o Evangelho a partir do movimento protestante no séc. XVI possibilitou que países “bárbaros” – Noruega, Suécia, Dinamarca etc.. – se tornassem modelos a seguir (se bem que hoje em dia estão abandonando a sua raiz evangélica), creio que o mesmo se passará com os países chamados “3º mundo” que aceitem o verdadeiro Evangelho.

  13. Na onde deus madar seus servos niguem pode inpedir o poder dele agindo é magnifico Aleluias!!!!!!!!!!!!!!

  14. Como disse um rabino a mt milénio : “..se essa obra for de deus…” (Gamaliel ).

  15. Que continuem a salvar o corpo tbm, aliás, eu só acredito na existência do corpo…o resto é pó e ou cinzas..Estão de parabens lea e outras q assim agem. continuem

  16. Abrahao Ribeiro

    Os dízimos rezam na Bíblia, porém eis a sua finalidade no antigo testamento das escrituras bíblicas:

    Moisés (visionário com grande vontade idealista) depois de libertar os hebreus da escravidão secular no Egito, agrupou essas tribos na travessia por regiões áridas e caminhou na busca da terra idealizada em suas visões, onde fundou o Reino de Israel. Para manter essas tribos unidas no trabalho ativo que manasse leite e mel passou a organizar leis civis com caráter religioso. À classe sacerdotal cabia velar pela aplicação dessas leis, e falavam ao povo em nome da divindade. (Consultar livros bíblicos: Êxodo, Levítico e Deuteronômio)

    O que significam os dízimos: arrecadações tributárias, décima parte das riquezas que funcionavam como um fundo social para amparar os órfãos, as viúvas, os enfermos, os idosos na comunidade que estavam inabilitados para o trabalho comunitário, e até mesmo os estrangeiros que estavam transitando em território hebreu e que estivessem sofrendo necessidades especiais (Deuterenômio 14. 28 a 29 e cap 26. 12 a 13)

    Quem eram os responsáveis para administrar a arrecadação dos dízimos: os sacerdotes (líderes religiosos na comunidade)

    Jamais nas Escrituras mencionam ensinamentos que aprovam o uso indevido dos dízimos, ou seja: para fins de atividades particulares ou profissionais. Caso houvesse desvios dos dízimos que já estavam consagrados no Altar para a obra assistencial não haveria clemência, o sacerdote infrator era punido com a pena de morte (Levítico 27. 29)

    (Bíblia sagrada – tradução João Ferreira de Almeida)

    As ofertas também rezam no novo testamento da Bíblia; porem eis a sua finalidade cristã: doações voluntárias para ajudar cristãos pobres e necessitados (Atos 2. 45 e Atos 4. 34 a 35) ( I Coríntios 16. 1 a 4 e II Coríntios 8. 1 a 14)

    Jamais o evangelho descreve: que as ofertas eram realizadas com a finalidade de financiar direitos sociais de missionários da evangelização, que por sinal: é a causa do reino de Deus entre os humanos. Diante da integridade da conduta cristã, os missionários da causa evangélica são qualificados no novo testamento das escrituras como seguidores de Jesus (Lucas 9. 23). E deve trabalhar para fazer jus ao seu próprio sustento (Atos 18. 3) e (II Tessalonicenses 3. 6 a 10)

    Toda recompensa do missionário, que na verdade é uma missão de amor, é reservada no plano espiritual, fora dos círculos carnais, isto é: para a eternidade que se desdobra nas dimensões celestiais da vida imaterial em Deus. Por isso o missionário do Divino Mestre deve educar através das palavras e atitudes o desprendimento das coisas materiais. (Mateus 5. 19 * Mt 6. 20 a 21 * Mt 6. 33 * Mt 10 . 8 a 10 * Mt. 16. 24 a 26) (João 16. 33) (Atos 14. 22) (I Coríntios 2. 9 a 10) (I Cor 15. 50)(II Cor 4. 18) (II Cor 12. 1 a 4) (Gálatas 6. 8) (II Tessalonicenses 2. 14)

    • Este teólogo está fazer a coisas mais comum entre religiosos:
      Interpretar um montão de versículos da forma que convém à sua pré-conceitualizada visão do assunto em causa.
      Ou seja: agarrar nos versículos que convêm à sua causa pessoal (ou institucional) – pergunto-me se terá emanado de um seminário Romano-Católico – e aplicar a sua doutrina por cima como se põe recheio em cima de um bolo.
      Enfim: qualquer teólogo evangélico conseguiria fazer o mesmo que está aqui mas a favor de se doar os dízimos.
      Por isso é que há tantas religiões que se abonam de usar a bíblia: homens com idéias pré-feitas pegam na bíblia e usam para seu proveito.

  17. Fera

    Porque a igreja unive$al está a construir esse templo se a igreja do Vale formos e a de cedofeita estão bazias não é para salvar almas mas para mostrar grandeza, mas não a de Deus mas do Edir Macedo.

  18. Paulo

    Sou Obreiro e contesto contra o que o FERA disse , a Igreja no Vale Formoso está cheia , dá quase 1000 pessoas na reunião da manha de Domingo , elas estão cheias tanto a do Vale como de Cedofeita

  19. Ola. Concordo com o OBREIRO PAULO eu sou candidato a obreiro de 13 anos da IURD ,eu sei que as pessoa precisão de ajuda e pessoas só ficam criticando, olhe só Respire fundo por apenas 3 segundos . Agora pense “Quantas pessoas moreram agora e pessoas que moreram muitas vesses porque não tinha niguem para orientala que tem um Deus que iria ajudala !!!!!!” Viu por isso quantas almas o diabo levou para o inferno emmm . E quantas vezes vocês rejeitarão um covite . Por isso somos ladrões sabe do que de Almas…….. Espero que vocês pensem nisso!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Ena Biblia está escrito que quando uma alma vem para sua casa o céu esta em festa

  20. Snowmeow

    Cara… Primeiro, aprenda a escrever. Segundo, não é só almas que vocês roubam,não! É dinheiro, bens, esperanças e vidas. No fim, uma pessoa morre pobre, endividada, com nome sujo na praça, tudo graças à essa empreiteira parasitária que é a IURD.
    Você lê mesmo a Bíblia? Então leia Números 31, pra ver as coisas que o “santo povo de Deus” fez em seu nome. As ATROCIDADES cometidas em nome desse “deus” que nada dá, só tira.
    Por que o teu deus não cura os amputados?
    Por que o teu deus não cura os retardados mentais?
    Pobres de vocês, o dia em que descobrirem a verdade… Aí sim, vocês verão o que é o inferno.

  21. Lusitan

    Fabricio… respire fundo por apenas 3 segundos… Agora pense… Quantas pessoas morreram de fome porque o dinheiro que devia ter ido para os ajudar foi para uma construção magalómana?

    • Cara – quanta hipocrisia…
      Tá revoltado pela construção de um Centro de Ajuda Espiritual que rivaliza com os hospitais mais caros e que, afinal de contas, só podem ajudar o corpo físico e não o espiritual?
      Pois bem: revolte-se então com os líderes dos governos seculares eleitos que levam quase “60%” ou mais dos nossos rendimentos para aplicarem apenas cerca de 20% ou menos na construção e manutenção de serviços e infra-estruturas nacionais e gastam os restantes 40% a pagar dívidas que contraíram com banqueiros gananciosos e sustentar seus amigos poderosos que os ajudaram a subir ao poder.

  22. FERNANDO

    São poucas as catedrais da IURD no mundo, talvez umas 500, deveria ter muito mais.
    Só por meio da pregação da Palavra de Deus dentro dessas catedrais que abrigam aproximadamente 10 a 15 mil pessoas pode-se compreender o que é ter Deus na sua vida. Ter sucesso em tudo o que vc. faz. Dar o dízimo é pouco, 10% e eu fico com 90% e depois Deus me dá mais 180% e assim por diante. Sem falar na alegria de ter o Espírito de Deus dentro de vc.
    Sugiro que vão assitir a um culto, se a sua vida não mudar, não vá mais. Ahhh, sugiro se vc. tem medo não leve a sua carteira de euros, ninguem vai te pedir um centavo, mas como vc. não tem segurança, não leve.
    Abs,

  23. fantasia

    Eu vim ao mundo numa cegonha com um capuz e ela tinha………………………………………….blablballballll……..bla……..blaba

    Clavis o seu blog é razoável parabéns mesmo. Você é inteligente, gosta de ciência, é culto.

    O que mais gostei foi ver os seus textos serem originais(os que li) e já ter o blog desde 2006? e manter a qualidade.

  24. Rondini

    Olá amigos:
    Fiquei chocado ao ler que essa “igreja” está construindo mais um templo do dinheiro!
    Conheço muitas pessoas que foram lesadas pela tal “igreja”, como por exemplo, o caso de uma amiga, senhora digna de confiança, que falou que em uma filial da “igreja”, os pastores pediam para conferir as carteiras profissional para conferir se os fiéis não estariam negligenciando o dízimo.
    Vejam esse video no You Tube:

    Amigos, eu sei que toda discussão religiosa gera debates acalorados e é um tema delicado, mas não se deixem enganar. Pesquisem, informem-se e verão !
    Um grande abraço

    • Ando há 20 anos na iurd, costumo ir muitos dias por semana e nunca vi nada parecido com o que descreve. Também conheço pessoalmente pessoas que chegaram à iurd sem nada e agora são empresários. Acho que tudo depende das intenções de cada um. Se a pessoa fôr para só receber de Deus mas não quiser nada com Ele, vai sair frustrada, isso é verdade absoluta.

  25. obrigado, fantasia!
    sim, desde 2006… do caraças, hem?
    não há muitos blogs “uni-pessoais” com tal longevidade e ritmo de publicação…

  26. Silvano Reis

    A IURD ensinou-me em poucos anos a ler e a compreender a BÍBLIA o que não aprendi em tantos anos na católica a IURD libertou-me de todos os males de espíritos e vícios.
    Que DEUS vos abençoe a todos
    Obrigado IURD

  27. Filipa

    Toda a gente fala da IURD como se eles fizessem algum mal ás pessoas, como se roubassem alguém, mas se lerem a Bíblia sabem que está lá as ofertas e os dizimos. Os dizimistas o são, porque sao fieis a Deus e os ofertantes porque têm fé. Ao ser dizimista nos estamos a dar a Deus apenas um bocadinho do que ele nos dá a nos!!! Mas toda a gente fala de eles pedirem, mas não o fazem todas as outras religioes?? Em Portugal a religião predominanteé a católica, não pedem eles também??? E não nos ensinam eles erradamente a adorar santos? Est’a escrito: Ao Senhor,teu Deus adorarás e só a ele darás culto ( Mateus 4.10) e o que fazem na católica? Ensinam-nos a adorar santos para quê? Para terem mais dinheiro, eles têm caixa de esmolas para cada santo!!! O ÚNICO SANTO foi o Senhor Jesus Cristo que deu a vida na cruz para nos salvar.

  28. Maria Pereira

    A IURD ARREBENTA!!! se o Brasil e o mundo não melhora é culpa de alguns que não se uni a mesma fé da IURD e por onde esta maravilhosa obra passa só faz o bem as pessoas, amo esta obra pois só pregam a VERDADE por isso não agrada a todos pois esse mundo vive na mentira.

  29. Fale bem ou falem mal só quero que falem da Igreja Universal.O que seria de mim se não tivesse uma IURD no meu caminho talvez nem estaria mais aqui pra contar pois foi o DEUS dessa igreja que me salvou por isso é a igreja que mais cresce em todo mundo.Abíblia diz:pregai o evangelho a toda criatura então deixa Jesus fazer a sua obra,pois tudo que plantares colherá.Que Deus abençõe a todos.

  30. Eduardo Pereira

    Malta, é giro ouvir os outros a falar sobre a IURD e sobre a catedral do Porto, nós construimos para prestar culto a DEUS e não fazemos como os Católicos que gastaram 96 Milhoes de euros para construir o dito “Santuario de Fátima” para prestar culto a uma pedra ou algo parecido, a uma coisa que tem olhos mas não ve, tem boca mas nao fala e tem ouvidos mas não OUVE, será que alguem percebe o que realmente é. Já vi que os catolicos nao vêem que não estão certos ao prestar cultos a estatuas de pedra como fizeram no passado, mais precisamente, Bahal!!

  31. Ana

    Nao sao 8 milhoes, sao 18 milhoes. A ignorancia das pessoas é algo intrigante e triste! Como é possivel as pessoas acreditarem nestas fantuchadas? Por favor, Leiam livros de história, procurem na internet, e aprendam que o dinheiro nada vale, a fé diz respeito a cada um! Acordem. Se é para fazer o correcto porque nao dão o dizimo aos pobres? Acredito que Deus ajudaria muito mais cada pessoa pelos actos que faz e nao pela dizima que dá! Santa Ignorancia!

    • Eh verdade Ana – o que você escreveu revela a sua assinatura:
      Voce assinou seu texto como: Santa Ignorância.
      Pois é: já diz no livro mais lido do Mundo e que os Católicos impediram de ser lido durante quase 15 séculos mas graças a Deus desde o Séc.XVI que está disponível, A Bíblia:
      “Assim diz o SENHOR: Meu povo sofre por falta de conhecimento”.

      Ou seja… Ignorância.

      Graças a Deus pela IURD – não é perfeita, longe disso, como não o é ninguém nem nada feito por mãos humanas – mas pelo menos vai disseminando o CONHECIMENTO que luta CONTRA o SOFRIMENTO.

      Ben haja

  32. Odin

    Eu até simpatizo com as Igrejas que investem em escolas e universidades. Mas não sou adepto de nenhuma.

  33. Medeiros

    Quem de vcs crer em Deus? Se vc cre em Deus então cre em milagres, a IURD é um milagre no mundo, uma igreja que era pequena e agora é grande com grandes catedrais para mostra o tamanho desse Deus que é GRANDE, abrão os olhos todos os religiosos e seitarios que são iludidos e manipulados pelas religioes, onde e que se paga para fazer tudo na IURD ou na? Deus abençoe e veja se vcs começam a pensar um pouco, como uma igreja com 33 anos consegue enganar tantos bilhoes de pessoa no mundo todo em mais de 170 paises e ninguem faz nada? Deus abençoe abundantemnete!

  34. Thulour

    O Vaticano é rico? Qual o custo de uma Catedral Católica? Qual o benefício dela?

  35. Eu também não era viciado em drogas quando me tornei “adepto”. Mas estava num período mto difícil. Venho de uma típica família portuguesa: Pai descendente de Minhotos, Mãe Ribatejana, férias na quinta dos avós, dias d’aulas na cidade com computadores, actividades desportivas, escoteiros etc… Bom aluno, namoradas, boa aparência (modéstia àparte).
    Mas aos 22 anos atingi o pico de um esgotamento cerebral derivado de ter demasiadas actividades: teatro universitário, banda de música, escrever, saídas à noite contínuas, borgas, festas, acampamentos, exames da faculdade, estúdio de fotografia em casa, ler demasiados livros, debates demasiado acesos sobre temas que me apaixonavam, associação de estudantes, etc, etc, problemas amorosos…. (lol). Enfim. Cheguei ao fundo do poço e duvido que alguém que tenha escrito aqui até agora, pelo que li, e só li até aqui, tenha chegado à exaustão e desespero mental a que cheguei.
    Solução pra mim: Psicofarmacologia (como alguns amigos meus fizeram e nunca mais dali saíram…) ou lutar com todas as forças para recuperar o ânimo e capacidade mental.
    Onde? Na Ig.Católica onde cresci e fiz todos os sacramentos não havia pista nenhuma de solução… Ir a Fátima? Já tinha ido duas vezes em miúdo e depois de ler algumas passagens bíblicas que a minha avó (na altura membro dos T.J.) me tinha dado, já não dava para continuar a quebrar sistematicamente o 2º mandamento dos 10: “não farás imagens para lhes prestares veneração”.
    Conclusão: comecei havidamente a ler a bíblia porque todos os livros que tinha lido até ali só tinham contribuído, para além do valor cultural, para me “baralhar” as idéias. A bíblia é difícil de ler… embora escrita por 40 homens ao longo dos tempos, alguns pescadores, pastores, e outras profissões humildes, outros estadistas, religiosos ou estudiosos… é difícil. Porquê? Porque, apesar de nos indentificarmos com muito do que ali está (porque quer queiramos ou não, oficialmente somos descendentes de uma cultura judaico-cristã – toda a europa) no entanto, o que ali se escreve é muitas vezes a antítese daquilo que “bebemos” diariamente nas sessões de 2 ou 3 horas de hipnotismo diário em frente às chamadas “televisões”. Foi com muito esforço que procurei “acreditar” na “Palavra de Deus”. Continuava deprimido e esgotado cerebralmente, sem motivação.
    Até que, por “acidente”, entrei na primeira “Catedral” de Portugal – o antigo Cinema Império, na Alameda D.Afonso Henriques me Lisboa – eu passava ali diariamente quando saía do Metro para ir para a Faculdade (Instituto Superior Técnico), mas nunca sequer tive curiosidade de entrar… só pensei comigo mesmo, 2 ou 3 vezes que para ali olhei com curiosidade: “são malucos, fanáticos”. Mas…. depois de 1 ano de esgotamento e depressão e hávida leitura da bíbila com “orações” auto-motivadas em casa e muito bater no peito: “porquê Deus…. porquê?… ajuda-me….” senti-me “guiado” a entrar. E entrei.
    Fiquei perplexo com o ambiente, em estado de choque… mas o que é isto? Todos em voz alta a cantar, gritar, esbracejar, etc… Enfim… tentei participar.
    No fim da “reunião”, desorientado, esgotado, encaminhava-me para a saída quando fui abordado por uma bela jovem portuguesa de uniforme, (chamam-se obreiros), que me perguntou: “estás bem? queres que chame um pastor para te fazer uma oração?”.
    Assenti. Sentei-me numa das cadeiras e esperei.
    Surgiu um homem negro, alto, magro e perguntou-me como estava: (percebi pela pronúncia que era Angolano…). Expliquei em poucas palavras que tinha demasiadas idéias sem conseguir por em prática, desmotivado para estudar, passear, conversar… infeliz na vida sentimental (embora sempre tivesse tido namorada), enfim…
    Só me acenava que sim.., quando acabei de falar disse-me: “aceitas que te faça uma oração?”
    Aceitei. Pediu-me que fechasse os olhos e colocasse as mãos no peito. Eu não sabia o que era aquilo mas aquiesci.
    Biblicamente impôs as mãos sobre a minha cabeça e invocou o Nome do Senhor… senti o céu abrir-se sobre mim e o trono da Graça a “olhar para mim”. Pediu a Deus que terminasse a minha FRUSTRAÇÃO (foi inspirado porque nunca disse que estava frustrado mas o Espírito que escreveu a bíblia falou na boca deste homem). Chorei muitas lágrimas. Passado 1 minuto de oração, quando terminou, senti-me uma nova pessoa! E desde então (há 10 anos) nunca mais parei de frequentar, ajudar, participar e falar bem desta obra iniciada no Brasil por um ex-funcionário público chamado Edir Macedo e iniciada neste planeta há 2000 anos por alguém que chamamos de Jesus Cristo.
    Hoje trabalho como Engenheiro Electrotécnico, sou presidente de uma associação juvenil sem fins lucrativos, casado com dois filhos, faço desporto, tenho amigos, faço música, passeio etc… Graças a Deus.
    Pena que a maioria dos portugueses não veja (porque não lhes mostram) ou não queira ver isto.
    Apenas olham principalmente para os “dízimos” e a “pronúncia” de quem os prega… Enfim…
    O Artigo do Blog é tendencioso em demasia e ilustra claramente que quem o escreveu e editou nunca teve um “encontro com Deus” ou respeita o trabalho social desta instituição (e outras como nós).
    Bem haja.

  36. Daiane Bernardes

    “Dizem que não importa qual seja a verdade, as pessoas veêm o que querem ver”… E eu vejo essa construção como algo bom, e que teve tão somente a ajuda de seus Fiéis, que estão felizes com isso… Porque é algo bom pra eles, Pois o que o dinheiro não compra, como por exemplo uma família restaurada e Feliz, drogados que são regenerados, Pessoas sem perspectiva nenhuma de vida, e que lá conseguem ser transformadas, e Definitivamente, pra elas isso não tem Preço!
    Cada um trabalha por seu dinheiro e coloca onde quiser, é ridiculo que pessoas como o autor deste ‘Texto’ tendencioso e ridículo, ainda pense assim em pleno século 21.

    • é uma questão de utilidade e retorno: onde seriam mais úteis essas verbas? Onde poderiam reduzir mais o sofrimento humano? Quantas vidas salvariam em África ou num dos bairros pobres da cidade do Porto?
      O seu dinheiro é de cada um, assim como a opinião que podemos e devemos ter sobre o desperdício da aplicação do mesmo.

  37. Fenix

    Não é por um local de culto ser maior ou menor que o torna verdadeiro e muito menos pela sua riqueza oustenciva e organica. Mas sim na sua riqueza Humana e nisso todas tem pecados.O culto a qualquer deus não pode ser visto como um comercio pela igreijas ou mesmo pelo estado ou pelas pessoas individualmente. São os novos tempos e conforto do fieis. Isso não justifica,quem tem fé não presisa ar condicionado e até numa tenda se junta no sol de verão. Por isso amigos a simplicidade e a pureza que muitos se afastão para converter o maior numero possivel de fieis. Os afasta da verdade,corronpida pela ganacia singular e coletiva.

  38. Riquepqd

    Clavis,

    Normalmente gosto dos seus textos.

    Mas não acreditei que palavras tão preconceituosas tenham sido escritas por você. Um tremendo desrespeito contra quem professa a fé cristã protestante.

    Chamar a religião alheia de “…seita…” é pesado demais.

    Você prega a união entre os povos lusófonos, se quiser realmente o Brasil nesta união, então deve respeitar os evangélicos.

    O crescimento desta população no Brasil é extraordinário, há poucas décadas atrás, eram uma parcela insignificante da população.

    E atualmente são quase trinta milhões de evangélicos no Brasil! Curiosamente este crescimento foi paralelo aos últimos anos de maior desenvolvimento do Brasil.

    As estimativas é que em poucas décadas o número de evangélicos iguale e ultrapasse o de católicos no Brasil, e a Igreja Universal certamente é o principal símbolo deste fenômeno.

    Atualmente tem uma representação tão significativa, que a bancada evangélica no legislativo federal brasileiro chega até a impedir projetos do poder executivo, que considerem ofensivos aos valores cristãos:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/920652-dilma-suspende-kit-gay-apos-protesto-da-bancada-evangelica.shtml

    http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,bancada-evangelica-diz-que-dilma-considerou-de-mau-gosto-material-sobre-homofobia,723922,0.htm

    Por isso, para alguém que prega uma união com o Brasil, não é aconselhado discriminar os evangélicos.

    Outro ponto a destacar é que parece que a perseguição midiática arquitetada há décadas pela Rede Globo, já chegou até Portugal.

    No Brasil, a partir do momento em que o bispo Edir Macedo (que também é empresário) resolveu comprar a Rede Record, iniciou-se na minha opinião, a mais terrível perseguição midiática contra uma instituição e seu líder no Brasil.

    Tudo tramado por motivos financeiros pela Rede Globo, que temia perder o monopólio da TV e porque sempre deixou claro ser uma emissora ligada à Igreja Católica.

    Infelizmente, durante muitos anos a Globo influenciou (e ainda continua) as mentes dos brasileiros mais incultos, sempre fazendo jornalismo de acordo com o que lhe convinha, chegando até a prejudicar candidatos à presidência em seus debates, através de edições criminosas.

    E através de seu monopólio de mídia, conseguiu fazer uma lavagem cerebral na maioria dos brasileiros, onde muitos mesmo sem ter sequer entrado em uma Igreja Universal, declaram odiar o bispo Edir Macedo.

    Chegou até a fazer uma mini-série em 1995 para tentar denegrir ainda mais o bispo, na mini-série “Decadência” há um pastor corrupto e devasso, que desrespeita os símbolos cristãos e pasmem, várias “falas” do personagem foram retiradas de declarações públicas do bispo Macedo.

    Como uma mídia do tamanho da Rede Globo se presta a este papel?

    Após denúncias infundadas da Rede Globo, o bispo Macedo sofreu durante estes anos mais de vinte processos criminais no Brasil, sempre acusado de charlatanismo, curandeirismo, lavagem de dinheiro, sonegação de impostos, e outros crimes financeiros.

    Foi declarado INOCENTE EM TODOS, seja por falta de provas do crime ou por existirem provas que justificassem a inocência.

    Segundo o advogado do bispo, isto ocorre porque sempre são as mesmas denúncias “requentadas” pela Rede Globo, que geralmente as faz quando está perdendo seguidamente a audiência para a Rede Record, ou quando o grupo Record está prestes a fazer algum super lançamento, como a Rede Record News ou o site R7, que pouco antes de ser lançado, teve “novas” denúncias da Globo contra o bispo.

    Clavis pelo que já li dos seus textos, acredito que talvez você não tenha tido a intenção de ofender os cristãos da Igreja Universal, mas acredito que você pudesse ter escolhido melhor as palavras para fazer a critica a construção do templo.

    Porque da maneira que escreveu, parece que todos os pastores e bispos da IURD são uma cambada de ladrões, e seus integrantes uma cambada de fanáticos de pouca cultura.

    Se esquece que entre estes seguidores, além de pessoas humildes, também existem juízes, desembargadores, artistas, políticos, mega-empresários, profissionais liberais e etc. Enfim, são milhões de cristãos onde seria impossível enganar tanta gente durante trinta anos.

    Clavis, tomará que você também não tenha sofrido esta lavagem cerebral através dos tentáculos da Globo em Portugal

    Um abraço.

    • Bem, entao teremos que ficar discordando neste concreto… Conheco relativamente bem o mundo das religicoes de minoria (tambem chamadas de “seitas”) e a minha opiniao sobre a iurd esta devidamente fundamentada.
      Nao concordo com ninguem sobre tudo (o meu pensamento ‘e demasiado lateral e radical para que tal aconteca), pelo que estou habituado a respeitar o espaco de discordia do outro.
      Basta seguir as discussoes (amigaveis) que bastas vezes travo aqui com o Otus Scops sobre o Acordo Ortografico de 1990…

  39. Riquepqd

    Ok, sei que no dicionário a palavra seita tem significados relacionados a minorias, discidencias de religiões.

    Mas no Brasil soa extremamente ofensivo chamar uma religião de seita, no Brasil seita é sinonimo de “falsa” religião.

    Inclusive várias mídias ligadas a Rede Globo, já foram processadas por chamar a IURD de seita.

    Sei que não precisamos concordar em tudo, e isto é bom,

    Acho que o Otus está certo sobre o acordo ortografico, se eu fosse portugues também não concordaria porque o “portugues do Brasil” foi mais beneficiado no acordo do que o de Portugal.

    • Sim, seita tem conotacoes completamente diferentes de religiao para religiao: no catolicismo (merca das perseguicos heterodoxas nos seus primeiros seculos) ‘e altamente negativa, no budismo sao perfeitamente aceites (sendo o termo “seita” usado sem pudor e com a equivalencia de “escola”)
      Quanto ao Acordo: reitero: foi mal negociado pela parte portuguesa, mas ha que aceita-lo e bater-mo-nos nao pela sua abolicao, mas pelo seu aperfeicoamento… ‘E isto que basicamente aos seus criticos.

  40. Odin

    O Edir Macedo (fundador e líder da IURD) segundo a opinião do filósofo Olavo de Carvalho.


    E segundo Caio Fábio

    E segundo Silas Malafaia

    Os dois ministros evangélicos que brigaram entre si por causa de política, de partidos políticos. Servem a César ou a Deus, esses homens (principalmente o Edir Macedo)? Qualquer um deles tem todo o direito de ter a sua preferência partidária, pois o Brasil é uma democracia. Mas causar escândalos, inimizade, rivalidade, difamação, por causa de política?
    Mateus 7:15-23; Mateus 15:13-14;

  41. Querer ser não é para todos, nunca vi o Bispo Macedo falar de terceiros…Posso concluir que nem todos são o que parecem e as criticas existem…Homens como o Bispo Macedo existem poucos, por isso que continue com toda a força…Homem de Deus sim todos querem poucos conseguem….Faço desafio assistam a uma reunião da Iurd…Continuem sempre ajudando a salvar almas….

    • Odin

      “Querer ser não é para todos…”
      Não! Não é para todos. Se fosse, todos seriam. Só não seria quem não quisesse.
      “nunca vi o Bispo Macedo falar de terceiros…”
      Então, algum hacker malvado deve ter invadido o blog do bispo Macedo, e escrito aquilo lá só com a intenção de provocar atrito entre ele e o pr. Malafaia, com a única intenção de ridicularizar os líderes evangélicos famosos na mídia brasileira.
      http://www.bispomacedo.com.br/tag/silas-malafaia/
      “Posso concluir que nem todos são o que parecem e as criticas existem…”
      Sim, com certeza!
      “Homens como o Bispo Macedo existem poucos…”
      Graças à Deus! Para o bem ou para o mal, graças à Deus que não existem muitos como ele!
      “Faço desafio assistam a uma reunião da Iurd…”
      Agradeço ao gentil convite! Desafios, eu não aceito simplesmente porque não devo provar nada a ninguém, quanto a minha crença. O Criador sabe se vou herdar a vida eterna ou se vou para o fogo eterno no dia do juízo final. Se as pessoas acham que eu sou ímpio e pecador, ou se sou justo e santo, não me preocupo. E por mim, o Macedo pode adotar a mesma postura, não se preocupar com a opinião das pessoas, nem a minha. Mas com a opinião de Deus, ele deve se preocupar sim, se tiver juízo. Pode ser que eu me anime a ir a um culto da IURD.
      “Continuem sempre ajudando a salvar almas…”
      Um mérito o Edir Macedo tem sim. É inegável. Ele, através da IURD e da Rede Record, contribuiu para que muita gente recebesse Jesus e passasse a ler a Bíblia. Independente de quais sejam as reais intenções dele. Sim, este mérito, o Macedo tem sim. E ao contrário do que o Olavo de Carvalho disse, o Macedo é esperto, inteligente. Soube prosperar financeiramente na vida. E se ele for realmente a favor do aborto, espero que ele se arrependa com sinceridade antes de morrer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: