Da queda da produção industrial japonesa e do que ela significa para a economia mundial

A queda de 8,1 por cento na produção industrial japonesa é simplesmente a maior descida alguma vez registada no país do Sol Nascente. Este fenómeno reflete uma regressão brutal nas exportações em mais de 26 por cento e nos níveis de consumo do mundo Ocidental, principal importador dos bens tecnológicos e dos veículos automóveis fabricados neste país do Extremo Oriente.

A queda da produção industrial é mais intensa do que previam os economistas e o governo nipónico e sucede na linha da queda já registada em 2007, ainda bem antes da eclosão da presente crise financeira, a qual fora já da ordem dos 16,2 por cento.

O maior factor responsável por esta retração das exportações japonesas e da recessão do Japão, é a própria recessão nos EUA. Estes são o maior importador dos produtos japoneses e como os norte-americanos têm feito depender os seus elevados padrões de consumo de níveis crescentes de endividamento, não dos rendimentos salariais (estagnados ou em retrocesso há várias décadas) e estes reduziram-se dramaticamente com a crise financeira o consumo está a cair nos EUA abruptamente. O fenómeno do sobreendividamento não é contudo exclusivo dos EUA, mas verifica-se em graus diferentes em praticamente todo o mundo e está a arrastar o mundo para uma depressão comparável apenas à de 1929. Se as coisas forem minimamente semelhantes, teremos deflação, uma recessão que só daqui a dois anos alcançará o seu pico e que durara dez anos… Sendo apenas terminada com
… Uma guerra mundial.

Será que os senhores do CFR e do grupo de Bilderberg preparam bombardeamentos da NATO ao Irão, uma guerra entre o Paquistão e Índia e o reacender da guerra na Somália e no Afeganistão como prepararam (acreditam alguns teóricos da Conspiração) a segunda Grande Guerra para cessar com a “Grande Depressão” da década de trinta?

Fonte:
http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1354172&idCanal=57

Categories: Economia | Etiquetas: | 9 comentários

Navegação de artigos

9 thoughts on “Da queda da produção industrial japonesa e do que ela significa para a economia mundial

  1. Fred

    Clavis, o quanto desta crise é real e o quanto é fabricada? Não digo que não há crise, mas muito deste decréscimo de produção não é verdadeiro, vejo uma jogada pesada dos setores econômicos para adquirir vantagem a mais.
    Falo isso por ver algumas empresas que alegam prejuizos nunca antes ocorridos investido em novas unidades aqui no Brasil. Enquanto demitem no País de origem.
    No mínimo estranho!

  2. Vantagens..td querem tirar sua caskinha+ existe uma crise q se avizinha , pobre platinos e tenhamos + cuidados com o mercado interno , sem inflação, e ingetando dinheiro no pvão; para q a roda da fortuna (grande deusa..ñ eskeça de eu )ñ pare.

  3. há quem diga que os banqueiros estão a fazer forçar esta crise, para aumentar os seus rendimentos… e que controlam as crises, manipulando a quantiodade de moeda em circulação… há também quem lembre o que o FEB disse em março-abril de 2008 quando alertou para os elevados níveis de Emprego nos EUA e como isso estaria a reduzir a competitivdade da economia dos EUA no mundo…

  4. Fred

    Não sei se são só os banqueiros, acho que os industriais estão surfando nesta onda atrás de vantagens também.

  5. claro: vê o caso dos banqueiros e dos industriais automóveis: quantos lucros deram eles aos Estados e aos trabalhadores? E agora vão receber biliões dos impostos do Estado e (claro) dos trabalhadores…

  6. aLucIgEn

    O mais influente e reputada agência de notação do Japão está dizendo para o governo japonês perdoar completamente a divida americana, porque os E.U.A não teriam mais condições de quitar as dividas. É muito difícil para os E.U.A sair deste problema”, disse Akio Mikuni, presidente do Mikuni & Co em uma entrevista à Bloomberg. O Japão deve ajudar os E.U.A através do cancelamento completo da dívida, disse. Mikuni também afirmou que o dólar pode despencar 40 por cento do seu valor atual . fonte: http://www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601087&sid=aFgHlh.Dn4Lc&refer=home

    Meu Comentário

    As autoridades financeiras japonesas estão dizendo abertamente ao seu povo e seus investidores que os E.U.A já não são capazes de pagar as dívidas para o Japão, que as dividas devem ser totalmente perdoadas. Isto significa quebra total de confiança com E.U.A.

    Há varias razões para o governo japonês considerar e levar em diante o conselho do Sr. Mizumi.

    1. Proteger os seus investimentos nos E.U.A

    2. Proteger décadas de acumulação de dólares da divida americana, comprando grandes quantidades da economia norte-americana. Isto dá-lhes uma compensação, bem como o acesso as matérias-primas norte-americanas e outros bens que os japas precisam para sobreviver. Com a queda no consumo e a incapacidade de quitar qualquer divida, os ianques vão se tornar inúteis.

    3. Cimentar a relação com os ianques, porque a ascensão da China preocupa muito os japoneses. É sabido que as marinhas do mundo todo foram enviadas para combater os insignificantes piratas da Somália. A cooperação americana sem precedentes com as autoridades chinesas para combater os piratinhas da Somália levantam suspeitas. (o que está por detrás disso afinal?) O Japão também não ficou de fora, possui a terceira maior marinha do mundo, preocupados com a situação também enviaram navios de combate para Somália, (Somália fica em uma região próxima do antigo Jardim do Edem, suspeito?)

    Curiosamente, o Japão desde 1890 foi um cãozinho na Ásia. Agora não são mais! !

    4. Os E.U.A estão em enormes dívidas com vários países estrangeiros, eles vão querer as dívidas reembolsado de alguma forma. Certo?

  7. Curioso

    Errado! Os EUA não vão pagar nenhuma divida, vão dar calote em todo mundo. Os EUA possuem forças militares mais poderosas do planeta, são inigualaveis militarmente, com isso podem fazer o que apetece.

  8. já foram mais do que são…
    porque acha que o Irão continua a manter lá o seu programinha nuclear?
    No tempo de Saddam, sim… mas hoje, e perante um Irão tão forte e perante uma guerra tão absorvente como a do Iraque e outra que corre tão mal (Afeganistão) a capacidade de operação dos EUA está muito limitada.

  9. Revo

    aLucIgEn

    Japão sofre de morte cerebral…perdoar dividas significa sacrificar o povo, q trabalha e paga seus impostos..Este país é governado por traidores e puxa saco dos ianques…os governantes mereciam aquilo e muito mais…

    Navios de combate no Golfo do Eden, http://www.whatdoesitmean.com/index1180.htm

    ridiculo foi a parte q diz sobre extraterrestres

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: