Os “homens honorários” da Albânia

(Paskhe, um dos últimos “homens honorários” albaneses in http://www.bbc.co.uk)
Na Albânia, nas comunidades rurais do interior, ainda é possível encontrar mulheres que são… “homens honorários”. Tradicionalmente, as famílias albanesas eram conduzidas por uma figura masculina, ora quando esta por alguma razão, por morte, emigração ou por puro acaso estava inexistente, algumas famílias albanesas recorriam ao artifício de transformar uma das raparigas da família e forçava-a a viver como um rapaz, assumindo assim efetivamente a liderança do clã familiar, mas sob vestes e assumindo uma “personalidade” masculina. Esta prática foi severamente combatida durante o regime comunista de Enver Hoxha a prática quase desapareceu, mas chegaram aos dias de hoje, especialmente no norte rural albanês ainda alguns “homens honorários” ou “virgens juramentadas”, já que as mulheres que assumiam este papel eram também forçadas a nunca se casarem, nem a terem relações com homens, já que tal… teria sido encarado por esta conservadora sociedade como um acto de… homosexualismo! Felizmente a prática está hoje abandonada, e subsiste ainda em casos muito isolados e não renovados nas últimas décadas, numa das práticas mais sexistas que alguma vez encontrei e que felizmente irá desaparecer brevemente nas brumas da História…
Fonte:
Categories: Sociedade | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: