Daily Archives: 2008/12/04

Sobre os megasalários dos administradores do BPN

//wehavekaosinthegarden.blogspot.com)

Ele não sabia de nada... mas recebia como os restantes in (http://wehavekaosinthegarden.blogspot.com)

“A remuneração dos órgãos de gestão e de fiscalização custaram no ano passado ao BPN, segundo o relatório e contas de 2007, um total de 2,86 milhões de euros, um aumento de cerca de 2,4 por cento face aos 2,80 milhões de euros registados no ano anterior.”

Fonte:
Correio da Manhã, 28-11-08

Já que os bens do presidente do Banco foram todos transferidos para a ex-mulher, de quem se divorciou muito conveniente em marco, é óbvio que estes milhões – onde se contam os chorudos vencimentos da filha, do filho, do genro e até da ex-mulher – todos eles sabiamente encaixados em cargos executivos foram muito mal gastos, tendo em conta os clamorosos erros de gestão, entremeados por diversos crimes que estão agora sob investigação.

Este será alias uma das principais questões a reter neste imbróglio do BPN… Que justificação existe para um quadro remuneratório faraónico num país economicamente débil e numa organização onde estes valores estão desfasados em relação à realidade organizacional? Para quando o estabelecimento de um limite máximo aos vencimentos dos administradores, imposto a partir do ordenado mínimo na organização e contendo uma forte componente de prémios ligados diretamente ao desempenho da empresa? Com as generosas e imorais clausulas de rescisão dos contratos de muitos gestores (que deviam ser proibidas por Lei) e com níveis salariais comparáveis aos países mais ricos da Europa, compreende-se melhor esta anomalia destes gestores do banco mais gerido de Portugal se encontrarem também no restrito grupo dos mais bem pagos… Uma anomalia onde também radicam as presentes dificuldades do chamado “banco do PSD” e a necessária operação de salvamento realizada pelo governo dos companheiros de “rotatividade” do PS à custa dos meus (nossos) impostos.

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: | 10 comentários

Quids S15: Quem desenhou este mapa?

aaa100

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 2 comentários

Ferreira Leite e as reformas… ou o desejo de acabar com todos os serviços públicos

“Em democracia não é possível fazer reformas” (…). O que ela não disse, mas ficou implícito no seu discurso, é que, se os serviços públicos não podem ser reformados em democracia, a alternativa não é forçar essas reformas, mas sim… Acabar com tais serviços públicos.”

Vital Moreira
Público de 25 de novembro de 2008

Esta parece ser a clara tendência das ultimas lideranças do PSD… Uma tendência neo-liberal que já começara a ser clara no mandato de Menezes, e uma prova de que afinal, Ferreira Leite lá no fundo (se o tiver mesmo, o que não é certo) não lhe é fundamentalmente diferente. Esperemos que esta gafe não seja esquecida… Nem que esta atitude não seja camuflada pelo marketing eleitoral nem pela ofuscação das campanhas e que seja claramente expressa por Ferreira Leite nas próximas Legislativas.

Quantos portugueses votarão no PSD se este se afirmar como o paladino declarado do serviço publico, do encerramento das escolas publicas e do serviço nacional de saúde, privatizando uns, e encerrando onde não for possível (por falta de rentabilidade) os outros? Queremos mesmo liberalizar tudo num mundo onde o excesso de liberdade económica e onde a desregulação financeira expôs as fragilidades do neoliberalismo? Será que Ferreira Leite ainda não se apercebeu de nada do que se passa à sua volta?

Categories: Política Nacional, Portugal | 4 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade