Monthly Archives: Novembro 2008

Paulatinamente, os filhos de Jorge Sampaio lá se vão encaixando…

//diario.iol.pt)

(Santana Lopes, a mais brilhante realização de Sampaio enquanto PR in http://images.google.pt/url?q=http://diario.iol.pt)

Segundo notícia do jornal “Público” de 27 de Agosto ficámos a saber que o antigo presidente da República, Jorge Sampaio continua a encaixar a sua prole em bons empregos… Depois do filho – recém-licenciado e prontamente admitido como “consultor da PT” – eis que agora, a filha, Vera Sampaio, que se terá licenciado com uma nota final muito cinzenta (dizem as más línguas, de 10 valores, dos quais, alguns terão tido origem na sua ascendência familiar, certamente) encontra emprego com assessora do Ministro da Presidência. O trabalho é tanto que a dita advogada foi autorizada a continuar a dar aulas de Direito como assistente. Um cargo para onde também foi convidada devido aos extraordinários méritos reconhecidos pela sua brilhante nota final de curso. Ou não. Ou talvez faça parte da numerosa linhagem de professores e assistentes universitários que apenas sobrevivem no meio académico pelos méritos do seu nome familiar.
Jorge Sampaio, entretanto, agora que já não tem militares da Armada para segurarem chapéus de chuva e se tem que dar à imensa canseira que é segurar os seus próprios chapéus de chuva já pode dedicar-e a magicar formas de consumir a sua farta reforma de Presidente, entre as viagens e discursos inúteis e verborreicos que ninguém houve lá no tacho que o PS lhe arranjou na ONU. Entre estes imensos afazeres, ainda arranja tempo para se fazer passear num BMW dourado de motorista fardado, remodelar um palacete na Ajuda onde “trabalha” e… encaixar a prole em todos os lugar que puder.

Bem, pelo menos Sampaio tem apenas dois filhos, e como já estão ambos bem encaixados na vida, tão cedo não teremos mais notícias destas… Até que aparecem num qualquer Conselho de Administração de qualquer grande empresa com bastos contratos com o Governo, claro.

Anúncios
Categories: Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | 9 comentários

Quids S15: O que diz esta mulher à outra?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 5 comentários

Ontem políticos… Hoje, gestores das maiores empresas portuguesas (BPN incluído): As duvidosas carreiras dos políticos portugueses

Eis uma lista que circula pela Internet portuguesa e que explica algumas das maravilhosas decisões políticas de entrega da concessão do terminal de contentores de Monsanto a uma empresa privada por 65 anos e os turvos prolongamentos de cessação do contrato de exploração da Lusponte..

António Vitorino:
Antes -Vice-Primeiro Ministro e Ministro da Defesa
Agora -ex-Presidente da PT Internacional de 1998 a 1999; Presidente da Assembleia Geral do Santander Totta de 1998 a 1999 e do Santander Totta desde 2005, Administrador não executivo da Siemens Portugal desde 2005, assim como da Finpro SGPS desde 2006 e da Brisa desde 2007 (ver AQUI a extensa lista atual de tachos). Múltiplos cargos que acumula com o de comentador residente da RTP, televisão pública portuguesa.

Armando Vara:
Antes – Ministro adjunto do Primeiro Ministro
Agora – Vice-Presidente do BCP (ver AQUI)

Celeste Cardona:
Antes – Ministra da Justiça
Agora – Conselho de Administração da CGD (ver AQUI)

Daniel Sanches:
Antes – Ministro da Administração Interna sob Santana Lopes. Secretário da Assembleia-Geral do BPN e administrador de empresas do grupo SLN. Envolvido no caso Siresp, já que foi a SLN, a entidade que se apresentou a este concurso
Agora – Ligado à gestão de empresas da SLN

Dias Loureiro:
Antes – Ministro dos governos de Cavaco Silva. Antigo administrador do BPN entr 2001 e 2002
Agora – Ligado à adminitração da SLN (que detinha o BPN) e consultor de empresas do grupo

Fernando Aguiar Branco:

Antes – Ministro da Justiça do Governo de Santana Lopes

Agora – Presidência da mesa da Assembleia Geral do BPN

Fernando Nogueira:
Antes – Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora – Presidente do BCP Angola até Maio de 2008, reformado como quadro do BCP com reforma principesca em Maio de 2008 (ver AQUI)

Ferreira do Amaral:
Antes – Ministro das Obras Públicas (que entregou a gestão da ponte Vasco da Gama à Lusoponte, dando-lhe na altura a exclusividade na construção e exploração de qualquer nova futura ponte entre Vila Franca e a foz do Tejo) (ver AQUI) no XI e XII governos constitucionais e antes disso ministro do comércio e do turismo.
Agora – Presidente da direção da Lusoponte (ver AQUI)
João de Deus Pinheiro:
Antes – Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Agora – Vogal do CA do Banco Privado Português, presidente da assembleia geral da Word Monument Fund e do Conselho Fiscal da SAPAS e membro do Conselho de Administração da GALP (ver AQUI)

Jorge Coelho:

Antes – Chefe de Gabinete do Secretário de Estado dos Transportes e posteriormente ministro de Estado e do Equipamento Social (Obras Públicas)

Agora – CEO da Mota-Engil, uma das maiores empresas de construção civil e principal beneficiário nos concursos de Obras Públicas, sob o governo Sócrates (ver AQUI)

José Manuel Alves Elias da Costa:
Antes – Secretário de Estado da Construção e Habitação e das Finanças
Agora – Vogal do Conselho de Administração do Banco Santander (ver AQUI e AQUI)

José de Oliveira e Costa:
Antes -Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Agora -ex-Presidente do Banco Português de Negócios (BPN), atualmente membro do CA do BPN com funções “não executivas” (isto é, nenhumas além de receber muito $$$ in AQUIe de se prepara para receber uma choruda indemnização do Estado pela nacionalização do BPN. De sublinhar que é ao nome de Oliveira e Costa que se associam geralmente os actos de gestão danosa que destruiriam o Banco). Reside atualmente em parte incerta – algures no Universo conhecido ou desconhecido – gozando parte dos milhões que se evaporaram dos cofres do BPN, provavelmente…

José Silveira Godinho:
Antes – Secretário de Estado das Finanças e Ministro da Adminstação Interna
Agora – ex-membro do conselho de administração do BES (ver AQUI), atual administrador do Banco de Portugal desde 2004 (ver AQUI) onde tem feito um fantástico trabalho de supervisão, como demonstram cabalmente os fracassos clamorosos do supervisor nos recentes escândalos do BCP e do BPN.

Paulo Teixeira Pinto:
Antes – Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
Agora – ex-Presidente do BCP, de que saiu depois de uma polémica guerrilha com Jardim Gonçalves que quase destruiu o BCP, mas que lhe encheu os bolsos com mais de 10 milhões de euros por 15 meses de “trabalho” e uma pensão anual de 500 mil euros (ver AQUI)

Rui Machete:
Antes – Ministro dos Assuntos Sociais, da Defesa Nacional, da Justiça e Vice-primeiro-ministro.
Agora – Presidente do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negocócios, que detinha o BPN (ver AQUI); Presidente do Conselho Executivo da FLAD (ver AQUI)

Estas transferências suspeitas de políticos de cargos políticos para altos cargos nalgumas das maiores empresas portuguesas explicam muito. Explicam porque é que a economia portuguesa se mantêm em estado vegetativo há tantos anos, já que é as suas maiores empresas estão nas mãos dos mesmos que à frente de governos do Bloco Central que regularmente se vai alternando no poder. Explica também porque é que os governos se têm revelados todos eles incapazes de resolver os problemas estruturais da economia e sociedade portuguesa, porque a qualidade dos seus políticos está também espelhada pelo escasso sucesso que revelam à frente das empresas que vêm depois tutelas. Explicam também porque é que a Economia portuguesa está tão “estatizada” e porque é que tantas grandes empresas dependem quase totalmente de contratos com o Estado… Veja-se por exemplo o caso da Mota-Engil e da muito polémica concessão do terminal de contentores de Alcântara…

Não discuto que os políticos depois de se reformarem terem direito de encontrar trabalho no setor privado, claro. Mas estes exemplos, não são os de “reformados”. São de pessoas que muitas deles gozam múltiplas reformas políticas (como Santana Lopes que acumula reformas de deputado com a de autarca, num total que excede os 700 contos mensais) e que depois lhes somam ainda “cargos de gestão” (de facto, de influência política) em empresas que dependem em muito de contratos governamentais. É esta transferência que é suspeita… E muito. E que diz muito da qualidade da nossa democracia e dos políticos do Bloco Central que se vão alegremente alternando no Poder, protegendo-se mutuamente, como se viu neste salvamento que o PS fez ao Banco do PSD, aka BPN…

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 5 comentários

Mais um atraso do A400M…

Em mais um episódio negativo na curta, mas já muito turbulenta história do transporte militar europeu A400M, a sua construtora, o consórcio EADS, declarou que o primeiro voo do aparelho não teria afinal lugar ainda antes do fim de 2008, como estava previsto inicialmente.

Quando o primeiro A400M saiu da oficina de montagem e percorreu alguns metros de pista, ainda sem os motores, em setembro deste ano, a EADS anunciou que o primeiro voo do aparelho teria lugar em Setembro ou Outubro deste ano. Contudo, os testes com os novos motores turbohélice TP400-D6 estão atrasados, já que o Hércules XV208, um avião especialmente adaptado para testar estas turbinas, ainda não realizou um único voo…

O anúncio deste novo atraso do A400M é uma excelente notícia para os seus concorrentes, como o norte-americano C-130J e até para o projeto brasileiro C-390…

Fonte:

Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt, Economia | Etiquetas: | 4 comentários

Quids S15: Que computador é este?

dddt

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 6 comentários

Sobre a captura de 33 tanques T-72 por piratas somalis, um superpetroleiro saudita e… da sua crescente ousadia

A NATO vai enviar sete navios de guerra para o largo da Somália para obstar à livre atividade de que têm gozado os piratas desta região nos últimos anos. A ousadia dos piratas somalis está num crescendo, como demonstram as suas mais recentes ações, como a captura de um cargueiro ucraniano que transportava um letal carga de 30 tanques T-72 e diversa peças sobresselentes para veículos blindados de outros tipos. Nada indica que os piratas somalis tivessem conhecimento prévio da natureza da carga no navio, tanto mais porque na Somália não há portos com o tipo de equipamento pesado necessário para descarregar os blindados.

Os tanques foram capturados no navio “Faina” com bandeira do Belize, que parece ser operado por empresas ucranianas, a origem primeira dos blindados e teria uma tripulação de 21 homens, também eles capturados pelos piratas somalis. A notícia não menciona qual seria o destino destes tanques, mas o secretismo ucraniano, o facto de ser um navio fretado indiretamente e até a localização do navio parece indicar que tinham como destino o Sudão… As forças governamentais ou rebeldes.

É claro que os piratas podem sempre obter por ficarem com os T-72 em vez de usarem o método habitual de pedir um resgate e devolver o navio, com carga e tripulantes, mas 30 tanques é algo simplesmente demasiado grande para ficar impune… para além de não os saberem usar, de não terem o equipamento pesado para os descarregar do cargueiro nem… serem o tipo de equipamento utilizável em pirataria marítima, claro. Contudo, o navio não tem apenas tanques, já que a sua carga incluía também RPGs e armas anti-aéreas ZU-23-2. Uns e outros já devem ter saído do navio há muito…


(uma ZU-23-2 em operação)

A França já enviou com sucesso por várias vezes missões de comandos para resgatar nacionais seus detidos por piratas somalis e o estabelecimento desta missão naval da NATO na região pode começar a inverter uma situação que parece estar a fugir ao controlo. Na verdade, até os navios carregados de alimentos com destino à Somália estão a ser atacados. 40% da população somali depende destes carregamentos e se hoje estão a ser escoltados por navios de guerra canadianos, só que estes deixaram de o fazer em Outubro. Essa missão agora compete à NATO.

A missão da NATO à qual se juntaram depois outros países engloba atualmente forças da Bélgica, Rússia, Chipre, França, Alemanha, Dinamarca, Lituânia, Holanda, Espanha, Suécia e Grã-Bretanha. E é imperativo que comece a funcionar, já que este ano já foram atacados 92 navios mercantis nestas águas por piratas somalis que operam a partir de uma muito extensa linha de costa, praticamente sem qualquer tipo de oposição local já que o governo somali continua a ser praticamente inoperante e o país está dividido entre facções. Os piratas operam a partir de lanchas rápidas e estão armados com Ak-47s e RPS, um tipo de armas que existem em profusão num país dilacerado por guerras civis praticamente desde a morte do ditador Siad Barre em 1995. A relativa impunidade com que estes piratas têm operado tem muito a ver com a forma como as nações que têm meios efetivos na região estão a agir… Em Outubro, um navio da marinha de guerra dinamarquesa capturou 10 piratas, libertando-os dias depois, no mar, porque não tinha instruções concretas sobre como proceder perante a sua captura… A Rússia enviou a fragata Neustrashimy para a região depois do incidente com o navio ucraniano, e esta já conseguiu repelir vários ataques de piratas pela simples aproximação do seu helicóptero Ka-27 (o que prova aliás a utilidade de ter este tipo de meios embarcados). Dias antes, a 11 de Novembro a fragata russa tinha colaborado na captura de 11 piratas que tentavam abordar um cargueiro dinamaquês, dos quais dois teriam acabado por ser mortos por comandos britânicos da fragata HMS Cumberland, que juntamente com o navio russo acorreram a um pedido de ajuda do cargueiro atacado.


(os barcos piratas de atacaram o cargueiro dinamarquês “MV Powerfull”)

(O navio dinamarquês HMDS Absalon in http://www.marinebuzz.com)

Mas se esta captura de 33 blindados T-72 revelou a escala e a ousadia destes piratas, o ataque e a subsequente captura de um superpetroleiro saudita com 300 mil toneladas de petróleo indica que estamos perante um fenómeno que todo este esforço internacional ainda não conseguiu aplacar!… O gigantesco navio foi capturado com apenas 3 pequenos barcos que estavam no mar há pelo menos 10 dias, procurando presas. O navio, o “Sirius Star” está agora atracado no porto somali de Harardere, juntamente com outros navios nas mesmas circunstâncias

Todos os anos passam perto da costa somali navios transportando perto de 1,5 milhões de dólares. Atualmente, estarão nas mãos dos piratas, aguardando pagamento de resgate cerca de 14 navios, com mais de 300 tripulantes no total, segundo Noeel Choong do “International Maritime Bureau’s piracy reporting center”. Os navios estão concentrados na sua maioria junto da cidade somali de Eyl (ver Google Maps) e de Harardere e a aparente impunidade com que aí permanecem é prova cabal da inexistência de um “Estado somali” e dos perigos para a comunidade internacional da situação caótica que continua a viver a Somália…

Fontes:
http://www.terradaily.com/reports/Swords_and_Shields_Ships_to_beat_pirates_999.html
http://www.lloydslist.com/ll/news/somali-pirates-capture-ship-carrying-30-t-72-tanks/20017574992.htm
http://www.timesonline.co.uk/tol/news/world/africa/article4831652.ece
http://www.dailyglobal.com/2008/09/pirates-of-somalia-pirates-tanks/
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1350398&idCanal=11
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1350514&idCanal=11
http://www.marinebuzz.com/2008/09/23/danish-warship-absalon-is-a-nightmare-to-somali-pirates/
http://www.eaglespeak.us/2008/11/british-commandos-kill-somali-pirates.html

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , , | 7 comentários

Romance do Manuel Abranches de Soveral

Categories: Livros | Deixe um comentário

Já está no Afeganistão um avião de transporte C-130H da Força Aérea Portuguesa

//www.emfa.pt)

(O C-130H da FAP no Afeganistão in http://www.emfa.pt)

Já está no Afeganistão um avião de transporte C-130H da Força Aérea Portuguesa. Esta é a terceira vez que a FAP envia este tipo de aparelhos para o complexo cenário afegão. O avião, que pertence à Esquadra 501 está agora em Kabul, juntamente com 42 militares em apoio à missão.

A deslocação da FAP foi uma resposta a um apelo da NATO para que os países que compõem a Aliança Atlântica aumentassem o seu grau de empenho no Afeganistão, pelo menos durante mais quatro anos. A FAP está no Afeganistão desde 2002 tendo desde então transportado mais de dez mil passageiros e um milhão de kgs de carga, em missões militares e de teor humanitário.

Portugal assume-se assim como um peão no difícil quadro da luta contra a queda do Afeganistão novamente nas mãos dos “estudantes de teologia” e dos seus aliados da Al Qaeda. Os Talibans prometem uma dura campanha de inverno, e as suas ações estão num crescendo de ousadia e de meios que tem levado a repetidos apelos por parte das chefias da ISAF por mais meios e forças militares. Infelizmente, países como a Alemanha não tem sabido estar à altura do seu dever e insistem em manter as suas forças em posições de retaguarda. Portugal, pelo contrário, tem mantido no terreno forças de apoio e unidades combatentes até em Kandahar, numa das zonas “mais quentes” do Afeganistão. Pela mesma altura, devem também chegar os Panavia Tornado italianos de reconhecimento e onde se juntarão aos 2400 militares italianos já no terreno

Se já houvesse a “força lusófona”, cuja criação advogamos AQUI, poderia haver hoje no Afeganistão uma força militar menos suspeita de parcialidade e de alinhamento com os “cruzados” do Ocidente cristão e que se pudesse realmente dedicar às tarefas da reconstrução e da pacificação interna de um país que durante toda a sua história recente não conheceu mais do que uma década de paz.

Fonte:
Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Política Internacional | Etiquetas: , , | 23 comentários

Quids S15: O que é isto, aqui, a vermelho?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 6 comentários

Usou a Internet (“Craiglist”) para… assaltar uma carrinha de valores e despistar os perseguidores

Provando que a realidade muitas vezes ultrapassa mesmo a mais delirante das imaginações, temos um assalto que teve lugar em 30 de Setembro de 2008 a um carro blindado do”Bank of America” da cidade norte-americana de Monroe. O assalto ocorreu por volta das 11 da manhã quando o veículo estava à porta de uma filial do Banco e foi executado por um único assaltante, com uma máscara contra poeiras, como aquelas que usam os pintores da construção civil. O assaltante atacou o guarda com um spray de gás pimenta, agarrou um saco de dinheiro que o guarda transportava e correu cerca de cem metros até uma falésia de onde saltou para o leito do rio, despindo-se e abandonando as suas roupas.

Ainda que a fuga em si mesma, seja inusitada… (porque é que não usou um carro de fuga, como toda a gente neste meio???), o mais incomum foi, contudo, a forma como o assalto foi preparado de forma a confundir eventuais perseguidores: O assaltante usou o popular serviço de apontadores e diretórios Craiglist para recrutar doze “empregados” que se deviam vestir como empregados da construção civil, a troco de um pagamento de 28,50 dólares por hora para uma certa “obra” de manutenção rodoviária. Cada um destes 12 “empregados” que responderam ao anúncio, receberam por correio eletrónico instruções para se encontrarem com o empregador junto à… adivinharam: filial do Bank of America pelas 11 da manhã. A mensagem indicava precisamente que tipo de roupa deviam trazer vestida… nomeadamente uma máscara contra poeiras.

Um dos que respondeu ao anúncio disse ter recebido instruções para se apresentar ao serviço perto da filial do “Bank of America” de Monroe, pelas 11 da manhã e trazer vestido “um fato-macaco amarelo, óculos de segurança, uma máscara respiradora e… se possível, uma camisa azul” (!?) Juntamente, com ele, apareceram mais outros doze homens, todos trajando idênticos preparos, mas… não encontrando nenhum empregador e trabalho algum a ser feito. Apenas um trabalho não-remunerado de “figuração” para despistar perseguidores a um assalto a uma carrinha de valores…

A polícia continua a procurar o assaltante… sabendo-se dele apenas que tinha uma camisa azul e que… tinha uma boa imaginação capaz de aplicar no ramo da Internet… Uma vocação falhada?

Fontes:
http://www.king5.com/topstories/stories/NW_100108WAB_monroe_robber_floating_escape_TP.ce3930c1.html

Categories: Informática, Sociedade | Deixe um comentário

A Índia vai comprar mais 29 MiG-29K para a sua Marinha de Guerra

O governo indiano aprovou a aquisição de um grupo adicional de mais 29 aviões russos MiG-29K para o porta-aviões da Marinha. Atualmente, a Índia utiliza já doze aviões MiG-29K e quatro treinadores MiG-29UB adquiridos em 2004 no âmbito de um pacote mais amplo que incluía a venda – após modernização – do porta-aviões russo Admiral Gorshov, o qual ainda está a ser alvo de modificações, como já anunciámos noutro artigo do Quintus.

Ainda que detalhes sobre o preço final destes 29 MiG-29K não sejam ainda conhecidos, estima-se que o seu preço final venha a rondar os 2 biliões de dólares. Um preço elevado, para aviões russos e de 4 geração, mas compreensível se tivermos em conta que são versões navalizadas, o que eleva sempre o preço unitário destes aparelhos.

Fonte:

Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: | 5 comentários

Quids S15: Que navio é este?

sss2on

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 3 comentários

A Embraer vendeu um Super Tucano à empresa de mercenários norte-americana Blackwater

//brasil.indymedia.org)

(O Super Tucano polémico in http://brasil.indymedia.org)

Um dos operadores menos conhecidos do avião de ataque e treinamento brasileiro Embraer EMB-314 Super Tucano é a tristemente célebre… Blackwater. Esta empresa de mercenários e de “serviços de segurança”, muito ativa no Iraque e envolvida com alguns dos mais negros episódios da ocupação norte-americana desse país do Médio Oriente (ver AQUI) adquiriu em meados de 2008 um Super Tucano com a matrícula C/N 31400082, comprado indiretamente pela “EP Aviation LPP” por cerca de 4,5 milhões de dólares, de forma a mascarar o verdadeiro destinatário do aparelho, já que é afinal uma subsidiária da Blackwater, sediada no campo de aviação de Elizabeth City. Um aeródromo “municipal” onde ese encontra sempre muitos helicópteros e C-130H “civis” como se pode ver AQUI)

O avião é do modelo EMB-314B1 e parece que foi comprado com o intuito de adestrar os pilotos da empresa de mercenários em voo de ataque ao solo e patrulhamento em zonas de conflito. Este isolado Super Tucano poderá assim ser apenas o começo de uma relação comercial que poderá levar à aquisição de mais aparelhos, que serão posteriormente cedidos com pilotos e a restante equipa de terra a países com os quais a Blackwater tenha contratos de “segurança”. Sinal disso mesmo, de que a Blackwater tenciona mesmo formar uma “esquadrilha mercenária” são as afirmações do presidente da empresa, Gary Jackson que terá dito que escolhera o modelo porque a sua baixa velocidade o tornava num “excelente avião de ataque ao solo”… Ou seja, não um “excelente teinador”, mas foi o facto de ser “um excelente avião de ataque ao solo”, que levou à compra… Se isto não significa que a empresa tenciona expandir a sua frota de Super Tucanos e “alugá-los” a governos estrangeiros ou a missões para o governo dos EUA, então não sei o que significa…

Tudo indica que este Super Tucano não vai ser usado em nenhum dos principais clientes internacionais da empresa: Iraque e Afeganistão. O aparelho será apenas usado como treinador. Sabe-se que a USAF está a planear utilizar oito aviões deste tipo em missões de “vigilância armada” na fronteira do Iraque com o Irão e a Síria, libertando assim os helicópteros que atualmente as cumprem para outras missões e deixando de usar aviões F-16 e F-18 como complemento. A substituição poderia representar uma notável poupança financeira, já que uma hora de voo no Super Tucano custa 950 dólares enquanto que a de um desses aparelhos oscila entre os 5 e os 7 mil dólares… Este interesse da Blackwater indica que pode haver um acordo prévio para transferir este aparelho do inventário da USAF (que usa para as mesmas missões os PC-21 suíços) para o inventário da ainda incipiente força aérea iraquiana… mas entregando os seus comandos a pilotos mercenários da Blackwater, treinados nos EUA, neste avião de matrícula C/N 31400082, claro…Há também uma questão de legalidade pendente a esta venda… Parece que a legislação brasileira impede a venda de equipamentos militares a empresas privadas. Nacionais ou estrangeiras… Para contornar esta “dificuldade” a Embraer vendeu o aparelho desarmado, mas a aviónica e eletrónica que permitem a utilização de armas (instaladas posteriormente) ficou lá toda e claro, quem duvida que a Blackwater assim que recebeu no seu aerodromo de Elizabeth City não instalou logo os dois canhões que faltavam?… Esta mesma polémica é aliás espelhada por este requerimento apresentado ao Ministério da Defesa brasileiro (ver AQUI ) pelo senador José Nery Azevedo, e que aqui apresentamos:


“Requeiro nos termos regimentais, conforme o disposto no artigo 50 parágrafo 2º da Constituição Federal e artigo 216, inciso I do Regimento Interno do Senado Federal, que esta Casa solicite ao titular do Ministério de Estado de Defesa o seguinte pedido de informações:

1. O Ministério da Defesa possui conhecimento acerca de venda de um avião  Super Tucano, modelo Emb314B1, de propriedade da Embraer, para a Empresa Americana Blackwater
WorldWide, conhecida agência de fornecimento de soldados mercenários para guerras pelo mundo?
2. É fato público que a referida empresa está sendo investigada no Congresso dos Estados Unidos devido a sua atuação no Iraque, acusada de violação de direitos humanos. O Ministério da Defesa considera legal a venda de equipamentos militares para empresas que os utilizem em conflitos armados que já estejam em curso no momento da transação comercial, como é o caso da participação da referida empresa na Guerra do Iraque?

Plenário do Senado Federal, 3 de junho de 2008.

– Senador José Nery Azevedo, Líder do PSOL.
Justificação: No dia 1º de junho deste ano o jornal Estado de São Paulo publicou a seguinte reportagem, que justifica o pedido de informações que ora solicito (grifos de responsabilidade do autor do requerimento). “Empresa de mercenários compra Super Tucano”

Roberto Godoy

O avião que não deveria existir tem matricula, 31400082, e endereço – 1.650 Tyson Boulevard –, na cidade de McLean, no estado americano de Virgínia. O avião que não deveria existir é um Emb314B1 Super Tucano, vendido em dezembro de 2006 para a Blackwater Worldwide – a maior empresa do mundo de serviços de defesa independentes, ou seja, de soldados mercenários. A aeronave, pintada de cinza e preto, foi entregue sob sigilo pela Embraer há pouco mais de três meses. Era 25 de fevereiro e chovia forte no aeroporto de São José dos Campos. Com registro N314TG da Federal Aviation Agency (FAA), o avião que não deveria existir voou direto para Elizabeth City, em Virgínia, uma espécie de base aérea corporativa. O valor do contrato é de aproximadamente US$4,5 milhões. Durante oito meses, a existência do único Super Tucano particular foi sistematicamente negada. A companhia compradora é a EP Aviation, uma subsidiária da Blackwater. A transação teve de ser autorizada pela Presidência da República e negociada diretamente com o Governo dos Estados Unidos. A legislação do Brasil proíbe o fornecimento de equipamentos militares para companhias e para uso em conflitos já existentes no momento da transação. O princípio é adotado desde os anos 80. Uma das destinações prováveis do turboélice Emb-314 é o preparo de pilotos em missões de ataque contra posições de insurgentes no Iraque.
Essa venda do Super Tucano é assunto sensível para todos os envolvidos. Nos Ministérios da Defesa e das Relações Exteriores, setores pelos quais o processo circulou, trata-se de tema a ser discutido ao abrigo da proteção das fontes. No Itamaraty, um veterano diplomata ouvido pelo Estado, pondera que a administração do Presidente Lula está admitindo, na carteira de clientes do País, uma empresa sob investigação do Congresso dos EUA. Além disso, salienta o embaixador, a Blackwater é malvista entre nações do Oriente Médio que interessam à política externa brasileira. Na área da Defesa, mais cuidados: todas as etapas da operação são consideradas sigilosas e reservadas.
Na sede da Blackwater, o Presidente Gary Jackson limitou-se a confirmar, por meio de um portavoz, a compra da aeronave e a anunciar que ela será empregada em um novo programa de treinamento. O analista Cláudio Lucchesi, diretor da revista especializada Asas, acredita no benefício de mercado “a partir da escolha, por um cliente não sujeito a lobbies ou pressão política, que fez sua seleção com base na qualidade do produto”. A Embraer apenas reconhece ter feito a exportação.

A versão do Super Tucano vendida para a EP
Aviation/Blackwater é a mesma utilizada pela aviação brasileira. O sistema de armas foi inibido. As duas metralhadoras .50, internas, montadas nas asas, foram removidas. O conjunto eletrônico não sofreu alterações – o que permite realizar ataques simulados de alta precisão. A Blackwater Worldwide foi fundada em 1997 por Erik Prince e Al Clark. Prince tem sólida formação empresarial e treinamento militar de ponta: foi integrante da Força Seal, considerado o mais avançado time americano de operações especiais. Aos 39 anos, Erik é um republicano convicto. Católico recém-convertido, pai de 18716 Sexta-feira 6 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Junho de 2008 6 filhos, divorciado e novamente casado, ele responde por 987 contratos oficiais no valor de US$1,2 bilhão. Em 16 de setembro de 2007, um grupo de agentes da companhia atirou e matou 17 civis iraquianos em Nasur. Segundo a investigação conduzida posteriormente pelo FBI, 14 vítimas “foram atingidas sem motivo”. Ainda assim, não houve acusações formais. Erik Prince não gosta que “os rapazes da firma” sejam chamados de mercenários. “Mercenários são combatentes profissionais que trabalham para quem oferece o melhor salário; nós somos americanos garantindo a segurança de americanos em zonas de risco”, declarou em entrevista coletiva. Na ocasião apresentou números: em 18 mil missões realizadas não perdeu nenhum cliente. Um deles é o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, alvo de cinco atentados conhecidos. A contabilidade das ações registra cerca de 200 tiroteios só em território iraquiano. Em 173 casos o fogo foi iniciado pelos homens da Blackwater.”

Fonte:
Categories: Brasil, DefenseNewsPt | 1 Comentário

Estarão prestes a descobrir doping massivo nas Olimpíadas de Pequim?

//www.telegraph.co.uk)

/http://www.telegraph.co.uk)

Tomando uma iniciativa absolutamente inédita, o COI, (Comité Olímpico Internacional) decidiu testar novamente algumas amostras de sangue recolhidas durante as Olimpíadas de Pequim de forma a localizar um nova droga de aumento da performance desportiva. Os novos testes procuram apurar se a nova droga – detectada no último “Tour de France” – é responsável por alguns dos resultados obtidos em Pequim… Sobretudo, por atletas chineses, país que encarou estas olimpíadas como mais um circo mediático para provar a sua ascensão aos “grandes” deste mundo… a todo o custo, mesmo pelo doping massivo e tornado em política de Estado.

Os novos testes vão procurar vestígios da CERA, uma droga que pertence a uma nova geração de medicamentos que usam a hormona EPO para aumentar o rendimento desportivo através do aumento de células sanguíneas capazes de transportar oxigénio.

Por norma, o IOC guarda as amostras dos atletas durante oito anos, de forma a conseguir detectar, mesmo a posteriori, novas drogas que possam ter deturpado os resultados desportivos.

Fonte:

Categories: China, Ciência e Tecnologia, Política Internacional, Sociedade | 7 comentários

Quids S15: Em que localidade foi tirada esta fotografia?

22

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 11 comentários

Decisões tomadas pela Comissão Coordenadora do MIL na reunião de Novembro de 2008

Eis algumas decisões tomadas pela Comissão Coordenadora do MIL nas reuniões já realizadas:

– Devemos definir o MIL como um “Movimento Cultural e Cívico que defende a aproximação dos povos lusófonos”.

– A ligação entre o MIL e os núcleos ainda está por afinar, e é muito importante.
Sugere-se a criação de um “site” (ou um link para… nos casos que existirem) por cada núcleo.

– Devemos aprofundar a ligação intra-núcleos com encontros anuais

– Ficou decidido que a página oficial do MIL seria o seu “site”, entretanto criado (www.movimentolusofono.org), onde todos os membros da C C do MIL podem publicar textos (para além dos documentos aprovados colectivamente e de outros considerados pela CC do MIL relevantes para a promoção da Lusofonia).

– Foi aprovada a iniciativa da “newsletter”, a ser designada “MILNotícias”, a partir de textos publicados no site.

– Foi decidido que a actual CC do MIL se manteria, como está, por mais um ano.

– Ficou ainda decidido que qualquer futura admissão teria que reunir o “consenso geral” da CC.

– Defesa da indicação do dia 26 de Abril como o “Dia da Lusofonia”.

– Procedeu-se ao agendamento da Primeira Conferência Pública do MIL: 14 de Janeiro, do próximo ano

– Dia 3 de Abril de 2009, está já agendado o lançamento do terceiro número da NOVA ÁGUIA, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Nesse dia, realizar-se-á um pequeno Colóquio subordinado ao tema “O Legado de Agostinho da Silva: quinze anos após a sua morte”, a que o MIL se irá igualmente associar.

– Está agendada para dia 11 de Novembro, às 10h, uma reunião na sede da AMI, para discutir a questão da “epidemia de cólera na Guiné-Bissau”. Ficou assente que, da CC do MIL, irão estar presentes Renato Epifânio e Rui Martins.

Pela Comissão Coordenadora,
Luis Santos

Fonte:
http://movimentolusofono.wordpress.com/2008/11/09/decisoes-tomadas-pela-comissao-coordenadora/

Categories: Brasil, Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Política Nacional, Portugal, Sociedade, Sociedade Portuguesa | Deixe um comentário

Ainda sobre a reativação dos SA 330 Puma na FAP

//www.emfa.pt)

(SA 330 in http://www.emfa.pt)

A Força Aérea Portuguesa (FAP) desativou em 2006 os seus helicópteros SA330 Puma. Contudo, problemas com a sua nova frota de helicópteros AugustaWestland 101, criados pela falta de pecas, levaram à reactivação de cinco Pumas, os quais tiveram que ser alvo de uma profunda revisão e recolocados em serviço.

Os cinco Pumas serão utilizados pela Esquadra 752, reativada para a ocasião a 24 de setembro e que recomeçou a operar a pleno a 1 de outubro.

Os problemas com peças dos AW101 deverão estar prestes a serem resolvidos graças a um acordo assinado entre o governo português e a AugustaWestland e que vai implicar o estabelecimento de uma subsidiaria portuguesa da construtora aeronáutica para oferecer todo um completo leque de manutenção aos helicópteros. Outro contrato foi também assinado com a empresa portuguesa ‘Locação de Equipamentos de Defesa, AS” cobrindo a manutenção a longo prazo dos 12 AW101 da FAP.

Os problemas de manutenção com os AW101 atingiram uma tal escala que em agosto deste ano, dos 12 aparelhos, apenas seis estavam ao serviço. Esta taxa de indisponibilidade colocou em risco o bom cumprimento das missões de Busca e Salvamento (SAR) que Portugal tem o dever de assegurar na sua Zona Económica Exclusiva. Esta escassez de disponibilidade levou à decisão radical de reativar os Puma.

Ate que os problemas de manutenção com os Merlin estejam totalmente resolvidos devem passar mais dois anos, havendo planos por parte da FAP para utilizar os cinco Pumas ate pelo menos 2010. Esta situação anómala e profundamente preocupante para as obrigações internacionais de Portugal, já que se por acaso os Puma já tivessem sido vendidos ou estivessem impossibilitados de voar, então Portugal teria que passar pela humilhante experiência de deixar que a aviação e a armada espanhola cumprissem missões de Busca e Salvamento nas aguas portuguesas… E tudo isto, porque durante o mandato Portas à frente do ministério da Defesa, na assinatura do contrato de aquisição dos AW101, os negociadores portugueses se esqueceram de incluir a manutenção destes fantásticos mas muito complexos helicópteros…

Fonte:
Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Portugal | 3 comentários

O NÚCLEO DO PORTO da Liga dos Combatentes

(continuação)

No texto publicado em 6 do corrente fazia-se referência ao magnífico edifício onde o Núcleo do Porto da Liga dos Combatentes está instalado. É um edifício cuja fachada principal é quase todo de cantaria de granito que hoje não mostra as barbaridades que ao longo dos anos lhe foram feitas.

A partir da década de 30 do Século passado, foi ocupado, sucessivamente, pelo Tribunal da Relação e pelo Arquivo de Identificação do Porto.
Em consequência dessas ocupações e dos maus tratos ( péssimos tratos ) que lhe deram, em 1974 o edifício encontrava-se num estado de degradação próximo da ruína. Bastará recordar que, durante esses anos de ocupação, houve quem tivesse sido capaz de retirar ou destruir os fogões-de-sala em mármore de Carrara existentes em cada sala. Igual sorte tiveram as figuras douradas dos capitéis das falsas colunas do salão nobre.
No começo da década de 70, o então banqueiro Pinto de Magalhães pretendeu adquirir o edifício para o demolir para alargamento do supermercado que se estenderia da Rua Passos Manuel à Rua Formosa.
Felizmente, esse crime contra o património arquitectónico da cidade não se consumou porque a Câmara Municipal classificou o edifício como de interesse artístico e arquitectónico.
Assim, a venda que estava ajustada por 11.000 contos, não chegou a realizar-se e os proprietários que, na altura, 1974,eram já em número de 16,viram-se impossibilitados de fazer a partilha do imóvel que só poderia interessar ao Estado, à Câmara Municipal ou a uma instituição, para nele instalar os seus serviços.
Foi então a vez do Núcleo do Porto encetar negociações para aquisição do imóvel, o que veio a conseguir pelo valor, irrisório mesmo para a época, de 5.800 contos.
No dia 16 de Março de 1974, foi assinada, no salão nobre, a escritura de compra e venda.
O edifício teve a sorte de, nessa altura, ser Presidente da Direcção do Núcleo do Porto o hoje coronel Mário Fernandes da Ponte que, não só o salvou da destruição, mas que, graças ao facto de ser engenheiro civil, tratou imediatamente de encetar as primeiras e indispensáveis obras. A ele deve a cidade a preservação desta jóia arquitectónica e a Liga dos Combatentes o orgulho de ter as suas instalações num dos mais significativos edifícios da cidade.
Foi renovada e ampliada a instalação eléctrica, substituida toda a caixilharia da fachada posterior ( a maioria já não existia ), fizeram-se outras pequenas obras e, em Setembro de 1974, os serviços do Núcleo começaram a funcionar no edifício, onde hoje se encontram.

Desde então e à medida que as disponibilidades o permitiam, foram efectuadas as necessárias obras de recuperação e adaptação. Pode dizer-se que, do edifício adquirido, hoje só existem as paredes de pedra, a escadaria principal e alguns pavimentos em madeira. Aos longo destes 34 anos foram-se fazendo mais melhoramentos, dos quais se deve salientar a recuperação da pintura dos tectos do salão nobre ( hoje sala principal do museu ) que se ficou a dever ao empenho e iniciativa de alguns membros da Direcção do Núcleo e ao seu presidente, o médico tenente-coronel Rui Fernandes, e à decisiva contribuição do Centro de Coordenação da Região Norte que cobriu 60% do custo da obra.


Categories: História | Deixe um comentário

Foi testado com sucesso o laser do “YAL-1 Airborne Laser (ABL)”

O primeiro disparo bem sucedido do “Chemical Oxygen Iodine Laser” (COIL) instalado a bordo do avião YAL-1 Airborne Laser (ABL). Ainda que o disparo tenha sido executado já com o laser com uma potência máxima de um megawatt instalado dentro do avião ABL, tratou-se ainda de um disparo no solo.

O sistema COIŁ esta instalado num avião Boeing 747-400 muito modificado e durou apenas uma fração de segundo e teve lugar na base aérea de Edwards, na Califórnia. O disparo foi o culminar de um intenso trabalho de instalação do COIL no avião e teve completo sucesso.

Com este sucesso, as possibilidade de o “escudo anti-míssil” vir a ser complementado com estes aviões armados com lasers de alta potência – um projeto que recua à “Guerra das Estrelas” da era Reagan – dá um passo decisivo para a concretização e os planos de realizar o primeiro teste de um disparo contra um míssil balístico em pleno voo em 2009 tornam-se mais realistas do que eram há uns meses atrás quando o programa parecia estar num estado vegetativo.

Fonte:
Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt | 7 comentários

A China falsificou uma conversa entre os seus astronautas

A mais recente realização espacial chinesa, o pequeno “passeio espacial” de vinte minutos do astronauta Zhai Zhaigaibor a partir da cápsula Shenzhou VII teve um pouco badalado mas muito infeliz episódio… De forma algo semelhante aos patéticos episódios da “falsa menina cantora” e da “marcha étnica” dos Jogos Olímpicos, nesta muito mediática expedição espacial a China tornou a recorrer ao embuste e ao circo mediático para tentar vender a imagem de “modernidade” e “sucesso” do seu país.

A atividade espacial do astronauta em si mesma devia ser bastante aos líderes do Partido Comunista Chinês, já que além dos EUA e da antiga União Soviética, mais nenhuma nação conseguiu transportar, manter e colocar no Espaço nenhum astronauta. Mas não. Isso não bastava aos interesses da propaganda chinesa… É que várias horas antes do lançamento da Shenzhou VII a televisão estatal chinesa emitia uma passagem – supostamente em direto – de uma conversação entre dois dos três astronautas dentro da cápsula, mas já no Espaço!
– “Estamos a abandonar o local do lançamento. Preparando a rota para o Espaço. Estou a aumentar o combustível para obter mais velocidade. Fim.”
– “Estamos no Espaço, agora. Ligando as luzes dianteiras. Fim.”
– “Estamos agora em órbita terrestre, reduzindo o combustível. Fim.”

Como esta “conversa” acabou – por lapso técnico – de ser emitida várias horas antes do lançamento, responsáveis governamentais chineses tiveram que vir a público explicar que se tratara de um erro e que a sua gravação fora feita… para efeitos meramente ilustrativos. Pois. Perguntamo-nos se a missão tivesse sido um fiasco, se tivessem morrido todos os astronautas a bordo da cápsula por asfixiamento (como aconteceu com a primeira Soyuz), o que fariam as autoridades chinesas? Emitiam na mesma a gravação e camuflavam o insucesso?

Fonte:

http://www.gather.com/viewArticle.jsp?articleId=281474977460090

Categories: China, SpaceNewsPt | 5 comentários

Cinema: Kuduro, fado e música tradicional portuguesa este mês na Fonoteca

Lisboa, 15 Nov (Lusa) – O crescente interesse pela música africana, sobretudo pela que é feita em Angola, está representado em quatro dos doze documentários que a Fonoteca exibe a partir de terça-feira em Lisboa.

A quarta edição da Mostra “Imagens sobre música” arranca no dia 18 com a exibição de “Mãe Ju”, filme de Inês Gonçalves e Kiluanje Liberdade sobre os diferentes estilos de música que se praticam actualmente nos bairros populares de Luanda.

Até ao dia 22, serão exibidos ainda três outros documentários, da produção recente portuguesa, que incidem sobre música nascida em África.

Destaque para a exibição no dia 20 de “Kuduro, fogo no musseke”, de Jorge António, documentário que procura as origens deste género musical e de dança e que faz parte de uma trilogia daquele realizador sobre a música angolana.

Ainda sobre África será exibido no dia 19 o filme independente “É dreda ser angolano”, do colectivo Fazuma, rodado em Luanda a partir da audição do disco “Ngonguenhação”, do Conjunto Ngonguenha.

A mostra organizada pela Fonoteca, que se destina a revelar os mais recentes documentários portugueses sobre música, inclui ainda “Arritmia” e “Manda adiante”, duas obras de Tiago Pereira, realizador que há pelo menos dez anos se tem dedicado à recolha etnográfica de música e dança tradicionais e populares portuguesa.

“Arritmia”, que passa na Fonoteca no dia 21, é sobre o festival Andanças, de São Pedro do Sul, enquanto que “Manda adiante”, a exibir no dia 22, se centra nos tocadores e bailadores de uma localidade da Serra de Grândola.

“Brava Dança”, de Jorge Pereirinha Pires e José Francisco Pinheiro, sobre os Heróis do Mar, e “Fados”, de Carlos Saura, são outros filmes incluídos nesta mostra, que acontecerá sempre ao final do dia e com entrada gratuita.

SS.

FONTE: http://ww1.rtp.pt/noticias/?article=373067&visual=26&tema=5

Categories: Cinema | Deixe um comentário

A Espanha aumenta a sua participação na força “anti-pirataria” na Somália

A Espanha enviou um avião de patrulha Orion P-3 para a costa da Somália de forma a cumprir missões de apoio à atividade anti-pirataria que vários países estão agora a tentar executar nesta região, a pedido da ONU.

O avião espanhol vai operar a partir da base aérea francesa em Djibuti e vai reforçar o contingente multinacional composto por forças de 16 países (entre os quais a Espanha) que responderam a um apelo consubstanciado na Resolução número 1816 do Conselho de Segurança da ONU que permite que os países que a ela respondam possam entrar com os seus vasos de guerra nas águas territoriais da Somália. Os piratas somalis atacam navios mercantes praticamente todos os dias e ou capturam a carga ou exigem um resgate para a libertar, como sucedeu recentemente com um cargueiro transportando 33 tanques T-72.

É de uma Resolução idêntica e de uma força multinacional semelhante que a Guiné-Bissau precisa para fazer frente ao crescente poder dos narcotraficantes colombianos que usam as suas águas e portos como o maior entreposto atual para fazer chegar os seus produtos aos mercados europeus. Como a Somália, a Guiné-Bissau é um estado sem meios para fazer valer a sua soberania nas suas aguas territoriais, como ela, é um pais imerso num problema cujos ecos se fazem repercutir em muitos outros. Como a Somália, também já se ouviram vozes internas pedindo auxilio. Então, porque não se faz nada e porque é que ESTA força de paz lusófona não está já no terreno?

Fonte:

Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: DefenseNewsPt | Etiquetas: , , | 6 comentários

Universidade Federal da Integração Luso-Afro-Brasileira em Redenção, Ceará

.
O deputado federal Eudes Xavier deu parecer favorável ao projeto que cria a Universidade Federal da Integração Luso-Afro-Brasileira em Redenção, Ceará.

Foi na manhã desta quarta-feira (12.11) durante reunião da Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos da Câmara dos Deputados. Na condição de relator do Projeto de Lei 3891/08 que cria a Unilab – Universidade Federal da Integração Luso-Afro- Brasileira, o parlamentar cearense destacou a importância da Universidade para uma maior integração entre os vários países de língua portuguesa, tanto na área educacional quanto na área cultural. Eudes Xavier também ressaltou o desenvolvimento que será proporcionado à região em função da nova universidade federal, a segunda do Ceará.

Categories: Lusofonia | Deixe um comentário

O Brasil recebeu 3 F-5II dos 11 jordanos que adquiriu

//i48.photobucket.com)

(F-5II ao ser descarregado in http://i48.photobucket.com)

Foram entregues à Força Aérea Brasileira (FAB) três aviões F-5II que pertenceram ao inventário da força aérea jordana. Os três aparelhos foram recepcionados na Base Aérea de São Paulo a 19 de Agosto e foram transportados no interior de um sempre impressionante cargueiro russo An 124-100 que os transportou, juntamente com várias peças e equipamentos de manutenção desde este país do Médio Oriente.

Estes três F-5II são os primeiros de um grupo de onze aparelhos (oito F-5E e três F-5F) modernizados pela empresa jordana “Jordanian Aerospace Systems Company” antes de serem entregues à FAB.

Estes aparelhos jordanos resultam de uma revisão de uma decisão de comprar aviões F-5 sauditas tomada em 2006, mas depois cancelada quando houve informações que davam estes aparelhos em muito más condições técnicas.

Fonte:
Air Forces Monthly, novembro de 2008

Categories: Brasil, DefenseNewsPt | 21 comentários

Quids S15: O que dizia este sinal?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 5 comentários

Dos malefícios da expansão da produção de óleo de palma na Indonésia

Existe hoje em dia uma atitude cada vez mais negativa em relação aos biocombustíveis. Se esta é exagerada em relação a alguns deles (como aqueles fabricados a partir de cana-do-açúcar no Brasil), a verdade é que outros, como o milho nos Estados Unidos e o trigo na Europa têm uma efetiva “pegada de carbono” e um balanço energético negativo. Isto é particularmente verdadeiro no que diz respeito à exploração dom óleo de palma para produzir biocombustíveis.

As empresas que exploram plantações de óleo de palma, na Indonésia, têm procedido a violentos e extensos desmatamentos de floresta virgem nas regiões da Papua, de forma a expandirem os seus terrenos de cultivo. Esta expansão resulta de concessões obtidas nem sempre pelo meios mais legítimos de entidades governamentais indonésias. A expansão da atividade destas empresas está a levar as florestas desta outrora ainda selvagem região do arquipélago indonésio para o mesmo caminho do Borneo e de Sumatra, onde as plantações fizeram já danos irreparáveis nas florestas dessas ilhas, colocando em ameaça de extinção diversas especiés, entre elas um dos mais próximos parentes do Homem, o Orangotango.

Se não começarmos já a proteger as últimas florestas tropicais, preservando o mais possível a sua capacidade para absorver CO2, não faremos mais do que acelerar ainda mais o problema do Aquecimento Global, e com ele, a extinção da espécie humana. É neste contexto que o salvamento das florestas virgens na Papua, são importantes e essenciais. A intensidade da desflorestação na Indonésia é outro problema: é tão intensa hoje em dia, que só a queima de árvores neste grande arquipélago bastou para transformar a Indonésia no terceiro maior emissor mundial de gases de efeito de estufa.

Um pouco por todo o lado, graças sobretudo ao trabalho da Greenpeace, está a crescer a consciência dos malefícios da exploração do óleo de palma na Indonésia. A Ferrero, que importa esse óleo da Indonésia para os seus produtos Nutella tem sido pressionada para parar com essas importações. E também em resultados destas pressões, a petrolífera sueca OKQ8, que estava a ponderar a incorporação de uma percentagem de óleo de palma indonésio nos seus biovombustível comerciais, já abandonou a ideia.

Fontes:
http://www.energy-daily.com/reports/Palm_oil_clearing_swathes_of_forest_in_Indonesias_Papua_Greenpeace_999.html
http://www.greenpeace.org/international/footer/search?q=palm+oil

Categories: Agricultura, Ecologia, Economia | Etiquetas: | Deixe um comentário

Steve Jobs… o homem que os especuladores na Bolsa querem matar

//www.sfgate.com)

(Steve Jobs... o homem que os especuladores na Bolsa querem matar in http://www.sfgate.com)

Sem dúvida que no mundo da Bolsa todos os golpes contam… Algumas semanas antes de Wall Street estoirar e de a presente crise financeira se instalar a “U.S. Securities and Exchange Commission (SEC)“, a entidade que fiscaliza o normal andamento da Bolsa nos EUA estava a investigar o inusitado caso da notícia fala de morte do CEO e fundador da Apple, Steve Jobs. A notícia apareceu no – normalmente muito fiável – site da CNN (ainda que não no principal) e descrevia um ataque de coração. É claro que a notícia não aparecia no site principal, mas no iReport, um site que contêm informação que provém diretamente dos visitantes dos sites da CNN, mas a SEC acredita que não se tratou de uma brincadeira inocente, mas de um golpe intencional e planeado antecipadamente para manipular o mercado de ações e fazer cair durante algum tempo, as ações da Apple.
O texto da notícia falsa alegava que “tenho uma fonte interna que me disse que os paramédicos foram chamados depois de Steve se ter queixado de fortes dores no peito”. Logo que esta frase lacónica apareceu no iReport, as ações da Apple cairam, de facto de 106,50 dólares para 94,65 e só regressaram ao valor anterior no final do dia, depois de um desmentido oficial da empresa de Cupertino. Tudo indica que algum “espertalhão”, usando o relativo (é sempre relativo…) anonimato permitido pelo iReport da CNN para comprar muitas ações da Apple a menos de 10 dólares cada uma para, as tornar a vender no dia seguinte.
Esta “anedota” mostra contudo algo de muito sério: há uma percepção muito forte que a liderança de Jobs está muito na base do atual sucesso da Apple. Um sucesso tão notável que está a fazer com que a empresa esteja a resistir relativamente incólume aos receios de recessão nos EUA e no mundo, tendo inclusivamente logrado chegar ao terceiro lugar como fabricante mundial de… telemóveis, logo atrás da Samsung, e ainda longe da Nokia. Um feito obtido graças ao extraordinário sucesso do iPhone. O estilo de gestão de Jobs, muito controlador e tido por muitos como demasiado “fulanizado” pode estar na base deste sucesso. Mas fragiliza a empresa, no sentido em que se o capitão partir… o navio fica sem comando. E Jobs é como nós, um mero mortal… Como provou o recente tumor no pâncreas que o CEO teve que combater recentemente. De qualquer forma, desta vez, ainda, Jobs pode ainda dizer como Mark Twain: “as notícias sobre a minha morte, foram largamente exageradas“.
Categories: Economia, Informática | Etiquetas: | Deixe um comentário

Exposição Padre António Vieira em Brasília

Encontra-se patente ao público, no Espaço Chatô, do jornal “Correio Braziliense”, em Brasília, uma Exposição sobre a vida e obra do Padre António Vieira.

Em 22 painéis profusamente ilustrados, é dada a conhecer toda a trajectória de vida do “imperador da língua portuguesa” que se destacou, nos seus sermões, pela defesa dos direitos dos índios e dos judeus e pelas críticas à escravatura.
Uma boa oportunidade de conhecer um pouco da história do Brasil e de Portugal no século XVII.

EXPOSIÇÃO – PADRE ANTÓNIO VIEIRA
Espaço Chatô – Brasília
SIG Q.2, Lt. 340, piso térreo
Mais informações pelo telefone: (61)3214-1350
Quando- De segunda a sexta, das 10 às 18 horas.

Entrada Livre

Fonte: Embaixada de Portugal no Brasil

Categories: Padre António Vieira | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade