Daily Archives: 2008/11/24

O BPP quer os nossos impostos para redistribuir pelos… ricos

//dn.sapo.pt)

(Ele quer o dinheiro dos nossos impostos in http://dn.sapo.pt)

Deve ser porque não sou nenhum economista que não percebo porque é os meus impostos hão de acolher às alhadas em que os gestores do Banco Privado Português meteram os seus clientes. Especialmente quando falamos de um Banco que não está aberto ao público e que serve apenas para os muito ricos depositarem as suas fortunas em fundos de ações altamente especulativos e recolherem elevados dividendos.

Agora que estes Fundos estão em dificuldades e que os ganhos astronómicos dos últimos anos se esfumaram, estes Senhores (de novo oriundos do mundo da Alta Finança e da Alta Política) querem que o seu Banco use 750 milhões de euros da garantia do Estado para tapar os buracos nas contas de algumas das pessoas mais ricas de Portugal e que têm contas no BPP. A garantia pedida tem também um valor muito suspeito… Os 750 milhões correspondem a quase seis vezes o capital do Banco e das duas uma: ou existe mesmo um gigantesco buraco de liquidez no BPP, fruto de operações especulativas absolutamente descabeladas ou então o empréstimo gigantesco que o Banco quer contrair no mercado internacional, a baixos juros (porque coberto pela garantia do Estado) poderá servir para operações financeiras que se destinam a enriquecer ainda mais os seus já ricos depositantes (Pinto Balsemão e Cavaco Silva, por exemplo) à custa dos impostos dos trabalhadores e reformados deste país.

Fonte:
www.rtp.pt

Categories: Economia, Política Nacional, Portugal | Etiquetas: | 5 comentários

Quids S15: Como se chama este homem?

1. Todos os quids valem um ponto.

2. Os Quids são lançados pela manhã. Entre as 6:00 e as 10:00 (Hora de Lisboa)

3. As pistas só serão dadas à hora de almoço (12:30-14:30). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S15 | 11 comentários

Sobre a nova corveta indonésia “Diponegro”… A falta de corvetas na Armada e o estado estagnado dos “Patrulhões”

Com a entrega da primeira corveta “Diponegro” pelo estaleiro holandês “Shelde Naval Shipbuilding” faz já mais de um ano, em Julho de 2007, a Indonésia recebia a primeira de três das melhores corvetas da sua classe atualmente em operação no mundo. Um segundo navio seria entregue ainda em 2007 e um terceiro será entregue para o ano, em 2009.

Sendo navios polivalentes, as “Diponegro”, foram projetadas para cumprirem missões de patrulha a longas distâncias nas extensas águas do arquipélago indonésio tendo um especial enfoque na luta contra a criminalidade e sobretudo contra a pirataria que assola as águas territoriais deste país vizinho do lusófono Timor-Leste.

Estes três navios são consequência de um contrato assinado em 2004, e o primeiro casco estava na agua pouco mais de um ano depois. Que contraste com os nossos “Patrulhões” dos Estaleiros de Viana do Castelo que embora tenham datado de um contrato assinado em época semelhante ainda jazem – aparentemente abandonados e incompletos – nos estaleiros de Viana, e isto em finais de 2008… Se ao menos a espera compensasse… Mas não, os nossos “Patrulhões” são navios praticamente desarmados, sem helicóptero embarcado e de capacidades marítimas muito duvidosas… Um supremo e perigoso fiasco iminente num contexto em que a Armada portuguesa se encaminha brevemente para ter apenas as três Meko e as duas fragatas ex-holandesas em inventário…

Fonte:
Revista Marinha, Setembro 2008

Categories: DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Política Nacional | 11 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade