Daily Archives: 2008/10/28

Petição LISBOA É DAS PESSOAS. MAIS CONTENTORES NÃO!

.
O movimento de cidadãos contra a ampliação do terminal de contentores de Alcântara avançará com um acção popular se o decreto-lei que permite a obra não for revogado pelo Parlamento.
Mas, para já, veja como pode assinar a petição:
www.gopetition.com/online/22835.html

Categories: Uncategorized | Deixe um comentário

Quids S14: Que local é este?

Dificuldade: 4 (-1)

1. Cada Quid valerá entre 1 a 5 pontos.

2. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no dia seguinte, depois das 24:00 do dia do lançamento do Quid. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.

3. Pode haver vários quids lançados entre as 12:30 e as 14:30, cada dia.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S14 | 13 comentários

Quids S14: Que palavra falta aqui?

Dificuldade: 4

1. Cada Quid valerá entre 1 a 5 pontos.

2. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no dia seguinte, depois das 24:00 do dia do lançamento do Quid. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.

3. Pode haver vários quids lançados entre as 12:30 e as 14:30, cada dia.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Categories: Quids S14 | 11 comentários

Sobre o “misterioso” roubo do laptop da Procuradora Helena Fazenda e… de alguma negligência

Vamos lá ver… É preciso ser mesmo muito ingénuo para acreditar que o assalto à casa da procuradora Helena Fazenda de meados de Outubro foi apenas fruto do “acaso” como a própria e as autoridades nos quiseram fazer crer… O jornal “Correio da Manha” referiu que na residência da Procuradora existiam três computadores, um Desktop e dois Laptops, mas apenas o Laptop de trabalho e não o pessoal, onde estavam os dados do processo “Noite Branca”, foi roubado. Isso mesmo foi reconhecido pela PJ quando afirmou que o referido equipamento não continha dados cuja exposição “pudesse comprometer o processo” ou que estivessem cobertos pelo Segredo de Justiça. Querem então que acreditemos que não haviam neste Laptop, nomes, moradas e dados essenciais ao processo? Nem sequer nomes completos e moradas de residência das testemunhas arroladas no processo? Pois sim… Tão credível como acreditar que este furto aconteceu precisamente na véspera do dia em que se deduzia a primeira acusação do processo… Acusando três dos suspeitos da morte de Nuno Gaiato, segurança na discoteca El Sonero.

A multiplicação de declarações publicas diminuindo a importância do incidente é suspeita: a PJ alega que não havia dados cobertos por Segredo de Justiça; a procuradora alega que se tratou de “um assalto comum“, igual a tantos outros e que não devia devia ter merecido mais atenção do qualquer outro. Esta preocupação em diminuir a gravidade do ato indica que, de facto, se libertaram dados essenciais ao processo (muito possivelmente nomes e moradas de testemunhas) e indicia um procedimento comum, frequente e negligente por parte da Procuradora e possivelmente por muitos outros procuradores do sistema judicial deste país: levarem consigo, para casa, dados de processos em julgado em papel ou em equipamentos informáticos não-protegidos. Se estes dados têm mesmo que ser levados para casa – fora da protecção de segurança que existe bem ou mal nos tribunais – então devem sê-lo apenas sob forma protegida, em ficheiros e discos encriptados, nunca da forma aberta como aparentemente foram… Esta negligência é particularmente notável quando hoje em dia as tecnologias de encriptação de dados são gratuitas (PGP) ou incorporadas nos próprios sistemas operativos (XP e MacOS X)… Aparentemente, os serviços informáticos da Procuradoria não os conhecem e a procuradora é info-iletrada o suficiente para não ser capaz de ter o tino bastante para levar esses dados para sua casa ou para os levar de forma protegida. A mal da Justiça.

Categories: Justiça, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade