Daily Archives: 2008/09/29

Quids S14: Quem pintou este quadro?

Dificuldade: 2 (-3)

1. Cada Quid valerá entre 1 a 5 pontos.

2. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no dia seguinte, depois das 24:00 do dia do lançamento do Quid. Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, desde que pedidas por um (qualquer) dos participantes. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.

3. Pode haver vários quids lançados entre as 12:30 e as 14:30, cada dia.

4. Só há quids entre 2ª e 6ª (incluindo feriados). Salvo imprevisto…

5. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

6. É vivamente desencorajado o uso de vários nicknames para o mesmo concorrente, já que desvirtua o espírito do jogo. Lembrem-se que o IP tudo revela…

Anúncios
Categories: Quids S14 | 61 comentários

Japão: o país do mundo mais ligado à Internet?

O Japão caminha a passos largos e decididos para se tornar o país mais ligado à Internet, por tecnologias de fios e sem fios. Ainda há não muito mais do que cinco anos atrás, os EUA lideravam confortavelmente nestas estatísticas, mas atualmente, o acesso à banda larga nos EUA, na maioria das cidades e Estados é apenas possível para as velocidades mais baixas, e isso é verdade quer para a cobertura de fio (Cabo ou ADSL), mas até para a cobertura das redes móveis de 3ª geração, como as usadas pelo imensamente badalado iPhone da Apple. Estatísticas publicadas recentemente pela “Federal Communications Commission” (FCC) revelam uma queda dos EUA do 4º lugar para o 13º no que respeita a utilização da Internet, entre 2001 e 2003, e para o 16º, em 2005 (não encontrei dados mais recentes). Pelo contrário, o Japão recuperou o seu atraso e posiciona-se agora bem à frente dos EUA.

Também na velocidade de acesso à Internet, os japoneses são especialmente afortunados… A velocidade média é de uns espantosos 26 megabits/segundo, enquanto que nos EUA esta média vegeta pelos… 1,5 megabits… É claro que a muito maior extensão geográfica dos EUA, assim como a diversidade da sua população e existência de largas parcelas de território ainda quase selvagem podem explicar esta posição relativa, mas não explicam que este desfasamento se esteja a instalar até nas grandes cidades, não faltando na Internet as queixas de proprietários de iPhones que não conseguem ter rede 3G em quarteirões de Washington ou Nova Iorque… A vantagem é especialmente flagrante quando se compara o milhão de utilizadores norte-americanos de 3G com os mais de 40 milhões japoneses.

Tudo isto estar a deixar para trás os Estados Unidos na sector das Tecnologias de Informação, o único sector onde o predomínio mundial de empresas norte-americanas é ainda predominante. Atualmente, o Japão e os seus vizinhos asiáticos estão a ficar melhor posicionados neste mercado global de acesso à Internet em Banda Larga. Isso quer dizer que é possível utilizar serviços intensivos de rede como teletrabalhar, video-conferenciar, fazer telemedicina e elearning, tudo de uma forma mais fiável e rápida do que na maioria dos Estados e cidades norte-americanas.

Quais são as razoes que explicam esta crescente vantagem nipónica sobre os EUA? Mike Alfant, da empresa norte-americana Fusion Systems, afirma que tal se deve a uma maior densidade populacional, à existência de um único operador nacional, a NTT, e à ubiquidade de telemóveis. A estas razoes somamos nos mais três: a menor dispersão geográfica, a maior homogeneidade de níveis de desenvolvimento do que nos multiformes Estados americanos e o facto de em 2008 já não se terem vendido telemóveis de segunda geração em todo o Japão, apenas terminais 3G.

Será este mais um sinal do ocaso do poderio norte-americano no mundo? Alguns ainda se recordam do tempo em que os produtos industriais “made in usa” eram mais ou menos ubíquos em todos os sectores, desde as televisões ITT ate aos automóveis Ford e aos aviões Boeing. Hoje em dia, raras vezes encontramos a etiqueta e quando a vemos esta está colada a caixas de cartão de software… Tipo o Windows, o Office ou o MacOSX… Será que ate daqui elas vão desaparecer? O autor do artigo da fonte não parece acreditar em tal tese, citando vários exemplos da iliteracia informática japonesa, que são notáveis ate para o exemplo português, mas quando se criam tais fundamentos e bases como uma rede 3G barata e disseminada nacionalmente, não se estarão também a criar as bases para um desenvolvimento da utilização de serviços de Banda Larga e logo, para resolver os tais ditos problemas de iliteracia informática?

Fonte:
http://www.japanprobe.com/?p=64

Categories: Ciência e Tecnologia, Informática | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade