Quids S12: A que país pertence esta peça de artesanato?

Dificuldade:3

Regras:

1. Cada Quid valerá entre 1 a 3 pontos.
2. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.
3. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no período seguinte (12:30-14:30 do dia seguinte, juntamente com o lançamento do Quid seguinte). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, se pedidas.
4. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

Categories: Quids S12 | 20 comentários

Navegação de artigos

20 thoughts on “Quids S12: A que país pertence esta peça de artesanato?

  1. Deltóide Latejante

    Socas normalmente vêm da Holanda… 🙂

  2. Pedro Tavares

    Dinamarca?

  3. Zé Lombriga

    Índia

  4. Nito

    japão ?

  5. nope. nenhum desses…

  6. Mascarunço

    Coréia, séc XVII

  7. Deltóide Latejante

    México.

  8. Pedro Tavares

    Rússia?

  9. Mascarunço

    Pronto, pronto… para não desvirtuar o espírito do jogo e acabar com o sofrimento deste quids(que já dava uma novela) sugiro que atribuas os 3 pontos ao Suspeito 🙂

  10. se ele depois entrasse em período de nojo aí por uns meses, até apoiava e me oferecia para lhe entregar a medalha…

    yakyakyak

    (mas tenho cá um filete que ele anda a destilar o prazer sádico de “ir ganhando” isto…)

  11. Suspeito

    Pedro, de facto vou entrar em período de nojo mesmo sem medalha ;). Quando o Jag. e o Masc. foram apagados do quadro(com 38 e 26 pontos respectivamente) e banidos com base numa suspeita eu prometi duas coisas: ganhar a série por uma boa margem (apesar de partir com 15 pontos de atraso), e a seguir encostar as botas.
    De qualquer das maneiras estou a pensar fazer um curral para criar um porco e vou ter menos tempo à hora de almoço nos proximos tempos.
    A não esquecer: Suspeito é inocente até prova em contrário e não o oposto.

  12. Mascarunço:
    não dá… os nicknames é que identificam os concorrentes… não seria correto transferir pontos entre concorrentes…

    Suspeito:
    é pena.
    Julgo ter tomado a decisão correta, removendo os pontos, mas não fechando a porta, de forma a dar possibilidades de provar que não obtiveras os pontos pelo rss “exploit”.
    É uma pena que tenhas saído, assim como o Sá Morais.
    De qualquer forma, ambos estão re-convidados a participar no S14 ou noutro futuro.

  13. Suspeito

    Não concordo que tenha sido a decisão correcta pelo simples facto de que nunca é correcto penalizar alguém com base numa suspeita e esperar que ele prove que estava inocente. É uma questão de bom senso.
    Uma decisão aceitável seria anular o quids com base no facto de ter decorrido em condições anormais, retirando os pontos de todos e não apenas do mais pontuado. A mais correcta seria corrigir a falha sem a mencionar e esperar para ver o que acontecia nas semanas seguintes.
    Entendo e considero que tenha sido uma decisão precitada, e não digo que eu próprio não me precipitaria da mesma maneira, mas depois de reconsiderar admitiria ter-me precipitado.
    Ao fim e ao cabo foi como pegar num suspeito de um crime e cortar-lhe um dos braços, sendo que a penalização para o crime provado seria cortar-lhe os dois. Nesse caso o meio termo nunca é a decisão correcta, é saber que se está a cometer uma meia injustiça, se é que tal coisa existe.
    Mas não é por isso que deixo os quids no fim desta série, pelo menos por uns tempos. Já tinha decidido fazê-lo antes. É só uma espécie de período sabático. Mas já que o Mascarunço entrou em cena e não dá para transferir os pontos, ainda vai ficar mais um pouco 😉

  14. critério são critérios: eternamente subjetivos…
    e impossivelmente capazes de agradar a gregos e troianos.
    e cá esperamos pela semana que vem para encerrar o S12…

  15. sabem uma coisa?

    ’tá a dar-me uma grande curiosidade saber de onde vêm estes CPLSs que participam nos Qs!

    se disserem, eu também digo

    (claro que o nosso CP já sabe só para ele…)

    …ou acham que quebra alguma regra da irmandade do Quid?

    lol

  16. correcção: “CPLPs”, claro!!

  17. CPLSs?
    não.. não conheço pessoalmente a maioria dos quidianos… com excepção do Sá Morais que saiu a meio deste S12.
    Não há “irmandade” é um jogo aberto, que ganha muito em dinamismo e interesse com novos concorrentes e a fidelidade dos mais antigos!

    CPLP… A CPLP e a União Lusófona é um dos meus temas de eleição…

Deixe uma Resposta para Clavis Prophetarum Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: