Daily Archives: 2008/09/13

Da morte e do renascimento de Portugal

Portugal não é um estado-nação como a França, a Alemanha ou a Dinarmarca.
Portugal é um conceito de vida em comum, de “vida conversável” no melhor sentido agostiniano.
Em dado momento histórico, essa vida, possível na nossa plena medievalidade, deixou de ser possível no continente europeu, por mercê das influência maquiavélicas (Dom João III) e centralistas. Daí o exôdo do verdadeiro Portugal para o Brasil, daí o abandono da plena “ideia de Portugal” que ainda impulsionou o processo dos Descobrimentos, cedo abastardado em Expansão de um imperialismo funesto e inevitavelmente votado ao fracasso pela pequenez deste anão “procurando abraçar o mundo”.
Daí, também, a necessidade de re-fundar Portugal, ABOLINDO-O e recentrando a portugalidade numa União Lusófona em que Portugal e o Brasil (como propulsores) findam e formam uma nova entidade estatal, intensamente descentralizada nos municípios, transnacional e transcontinental.

Será pela adesão apaixonada a este ideia renovada de “Portugal”, que ela se poderá concretizar no mundo e brotar a União Lusófona, um verdadeiro percursor das “Ilhas dos Amores” que depois irão florescer pelo mundo fora, noutras culturas e gentes.

Será este pensamento anti-patriótico?
Sem dúvida.
Se por Pátria tivermos a leitura nacionalista do termo.
E se não formos tão portugueses como eram os portugueses da época de Dom Dinis.

Categories: Brasil, Movimento Internacional Lusófono, Os Descobrimentos Portugueses, Política Nacional, Portugal | 21 comentários

A missão lunar “suicida” da LCROSS “Lunar Crater Observation and Sensing Satellite”

(A missão lunar "suicida" da LCROSS "Lunar Crater Observation and Sensing Satellite" in http://msnbcmedia1.msn.com)

A missão lunar da NASA designada como LCROSS “Lunar Crater Observation and Sensing Satellite” que a agência espacial norte-americana espera lançar para o nosso satélite natural nos começos de 2009 tem como principal objetivo procurar água gelada numa cratera lunar que está sempre protegida da luz solar no pólo sul da Lua. A descoberta de quantidades significativas de água na Lua poderá ser determinante para o estabelecimento de uma base permanente na Lua e foi por essa razão que a NASA vai lançar estes dois “impactadores pesados” para avaliar se a teoria que coloca gelo de água nestes locais tem alguma base concreta.

A LCROSS vai penetrar no solo de uma cratera lunar que nunca é banhada pelos raios solares enviado esses “impactadores” que lançarão materiais que depois telescópios terrestres poderão analisar procurando pela presença de água, hidrocarbonetos e outros materiais hidratados.

A missão depende do trabalho da “Northrop-Grumman” e é uma chamada “missão de baixo custo” (79 milhões de dólares) usando muito equipamento da anterior missão “Lunar Propector” e não será lançada por um foguetão próprio, mas viajará como parte da carga da “Lunar Reconnaissance Orbiter” (LRO), uma sonda que foi concebida para encontrar locais de aterragem para futuras missões tripuladas e aprofundar o mapeamento da Lua e que será lançada em 28 de Outubro por um foguetão Atlas 5. A LRO vai chegar à Lua em apenas 4 dias, mas a LCROSS terá ainda que cumprir um delicado e lento processo de manobra orbital que demorará três meses até um ponto em que um foguete “Centaur” irá lançar os “impactadores” para a cratera alvo.

A missão “Lunar Propector” identificou grandes quantidades de hidrogénio no Pólo Lunar, quando se despenhou intencionalmente também sobre uma cratera e essa descoberta levou à LCROSS, para procurar determinar se este hidrogénio estava aqui isolado ou se em moléculas de água gelada.

Fontes:
http://lcross.arc.nasa.gov/
http://www.msnbc.msn.com/id/23371839
http://www.northropgrumman.com/
http://lunar.arc.nasa.gov/
http://lunar.gsfc.nasa.gov/
http://www.twitter.com/LCROSS_NASA

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade