Daily Archives: 2008/08/26

O fechamento da muralha em torno da nova versão “fortaleza Europa” prossegue…

O fechamento da muralha em torno da nova versão “fortaleza Europa” prossegue… Depois da chamada “diretiva do retorno”, para a qual já aqui publicitamos esta petição on-line, a Europa, senhoreada agora pela França, levanta as suas muralhas mais alguns metros e lança na forja um novo “pacto sobre imigração e asilo”.

Logo desde o primeiro momento, o acordo foi contestado por associações de imigrantes e de apoio as migrações, e endurece significativamente a política europeia neste domínio.

O texto comum define regras comuns sobre o direito de Asilo e determina restrições sobre regularizações massivas de imigrantes como aquelas realizadas em Portugal nos últimos anos. O novo conceito europeu gira em torno do principio da “imigração escolhida”, de forja francesa e, de facto,  é apenas mais uma fila de tijolos no muro cada vez mais alto da “fortaleza Europa”.

O acordo que será aprovado em Outubro, e enquadra-se numa política comum de emigração que visa favorecer a “imigração laboral”, limita a reintegração familiar e reforça o combate contra a imigração ilegal. No que concerne a “imigração laboral”, nada temos a objectar, desde que existam nos países de origem organismos dedicados a captar por vias legais os futuros imigrantes. A Europa não precisa de mais desempregados, por isso é um truísmo e uma redundância defender que todos os imigrantes devem trabalhar e ter um posto de trabalho assegurado na sua chegada ao pais de acolhimento. Mas discordamos de qualquer restrição na reintegração familiar. Esta favorece a integração comunitária e social dos imigrantes, reforça, através do afluxo de crianças e adolescentes a demografia europeia que está em estado vegetativo desde há décadas e funciona como elemento pacificador em relações comunitárias por vezes muito turbulentas.

Fonte:
Euronews

Já assinou a PETIÇÃO MIL: CONTRA A “DIRECTIVA DO RETORNO” E EM PROL DO “PASSAPORTE LUSÓFONO”?

Anúncios
Categories: Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Sociedade Portuguesa | 6 comentários

Quids S12-64: Que personagem principal era este (o pendurado no telhado)?

Dificuldade: 3

Regras:

1. Cada Quid valerá entre 1 a 3 pontos.
2. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.
3. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no período seguinte (12:30-14:30 do dia seguinte, juntamente com o lançamento do Quid seguinte). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, se pedidas.
4. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

Categories: Quids S12 | 7 comentários

A “Mars Reconnaissance Orbiter” prova que em tempos passados a água no estado líquido era comum em Marte

(A sonda marciana “Mars Reconnaissance Orbiter” in http://www.martinfrost.ws)

Provas recolhidas a partir de instrumentos da sonda “Mars Reconnaissance Orbiter” indicam que em tempos passados água no estado líquido era algo comum no Planeta Vermelho e se assim era… Então aumentam exponencialmente as possibilidades de que Marte tenha abrigado vida.

Já se sabia há algum tempo que num passado relativamente recente tinham existido grandes lagos, rios de grandes caudais com deltas como os do rio Nilo, na Terra e até Oceanos. Toda esta profusão de água terá existido durantes longos períodos geológicos, e logo, houve condições suficientes durante bastante tempo para sustentar vida microbiana e talvez até algo mais.

Um estudo publicado na revista “Nature” revela que muitas das “terras altas” de Marte, as quais cobrem quase metade do planeta contêm minerais de barro que se formam apenas na presença de agua líquida. Os dados que alimentaram este estudo foram obtido pelo CRISM (Compact Reconnaissance Imaging Spectrometer for Mars) embarcado na Mars Reconnaissance Orbiter. CRISM é capaz de identificar minerais através da reflexão da luz solar a partir do solo, identificando, por exemplo, aqueles que se formam apenas na presença de água.

Estas camadas de minerais estão hoje soterradas em Marte, mas ocasionalmente estão expostas, quer devido a atividade vulcânica, quer devido a impactos meteóricos. A profundidade desta camada indica aos geólogos que estas condições propicias à erupção de vida terão ocorrido entre 4.6 e 3.8 milhões de anos atras.

De entre todos os locais apontados, os deltas de rios são de longe os mais prováveis para que hoje se possam encontrar vestígios de vida e logo, deviam ser uma prioridade para futuras missões robóticas a Marte. Não só pelas suas condições húmidas, mas também porque os barros que aqui se formaram são excelentes formas de captura dos vestígios da passagem de qualquer forma de vida.

Atualmente, existem planos de curto prazo para enviar para Marte duas missões robóticas com a missão de detectar vida. A NASA vai lançar 2009 o Mars Science Laboratory (MSL) e a agência espacial europeia o ExoMars em 2013. Talvez uma das destas duas missões nos traga provas da existência de vida no passado em Marte… E, quem sabe? Registos fósseis de vida microbiana ou até de formas de vida mais evoluídas… E também não podemos descartar a possibilidade de a vida ter sobrevivido nas duras condições atuais do Planeta Vermelho… É que a vida, uma vez que surja, é extremamente resiliente, como prova a capacidade dos extremófilos sobreviverem na Terra nos locais mais inóspitos, alguns ainda mais inclementes que certos locais do Planeta Vermelho.

Fonte:
bbc.co.uk/news

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade