É o fim do Pico de produção de petróleo…

(http://www.geolsoc.org.uk)

Em 2007, a produção mundial de petróleo terá sofrido uma queda de mais de 130 mil barris por dia, ou seja, 0,2 por cento menos do que em 2006, a esta queda, que parece confirmar já não somente que a produção do “ouro negro” está no “Pico”, como até já o ultrapassou… Paralelamente, e para agravar ainda mais a atual alta de preços dos combustíveis, as economias emergentes, China e Índia, não têm parado de aumentar as suas importações e contribuiram muito significativamente para um aumento de 1,1 por cento do consumo mundial… Tudo isto, mais a pressão de especuladores e intermediários contra os quais os governos e as organizações internacionais parecem incapazes de agir, está a contribuir para a presente escalada de preços.

Contudo, as reservas mundiais de petróleo, têm-se mantido estáveis, sobretudo devido a novas descobertas, no Ártico e na costa brasileira, estando hoje na ordem dos 1,24 triliões de barris. É preciso contudo ter em conta que muitos países têm as suas reservas muito inflacionadas, já que a OPEP concede quotas de exploração em função da dimensão estimada das reservas e que, por exemplo, o Iraque que possui das maiores reservas mundiais as proclamou, sem bases cientificas, em plena guerra do Golfo, contra o Irão.

Fonte:

Euronews

Categories: Economia | Etiquetas: | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: