As espécies comerciais de peixe estão à beira da extinção

(Pesca ao atum, conduzida por pescadores chineses no Pacífico in http://www.greenpeace.org)

As últimas décadas de pesca industrial colocaram os estoques de peixe à beira da ruptura e da extinção em massa de algumas das espécies mais consumidas no mundo… Uma catástrofe que poderá ter impactos tão grandes como a redução da área cultiva em virtude da sua conversão para a produção de biocombustível e quase tão grandes como as consequências do Aquecimento Global.

Cerca de 3/4 das espécies pescadas para fins comerciais estão a ser exploradas para além dos limites da sustentabilidade e o problema do desperdício provocado pelos métodos de pesca industrial, o qual se estima ser superior a 7,3 milhões de toneladas de peixe por ano (dados de 2004) e por cada peixe que chega aos consumidores, entre 10 a 20 vezes o peixe equivalente é deitado para o lixo! Esta insultuosa escala de ineficiência e desperdício. O professor Callum Roberts da Universidade britânica de York, prevê que em 2050 só seja possível alimentar cumprir metade das necessidades da população mundial em proteínas de peixe. E a estimativa pode ser até demasiado optimista, porque a simples extinção de uma só espécie importante pode provocar, em cascata a extinção de várias centenas de outras, dado o delicado intrincado que define qualquer pirâmide ecológica na Natureza…

A União Europeia tem tentado combater estas extinções em massa proibindo a pesca de algumas espécies nas suas costas e financiando países africanos, onde teoricamente essa espécies estariam em melhores condições, para acolher as suas frotas de pesca. Contudo, a corrupção galopante nestes países tem feito com que estes tenham nos últimos quinze anos, sido demasiado tolerantes com as frotas europeias, e em resultado destes abusos, agora, até estes estoque se encontram perigosamente baixos, no Senegal, por exemplo, estima-se hoje que exista menos de 25% da biomassa marinha que existia nos seus mares há apenas 15 atrás…

A Europa é, assim, a maior ameaça para espécies marinhas do globo… Mas, o Japão, onde cada cidadão consome por ano uma média de 66 Kg peixe é outra grande ameaça, e a China, com a sua imensa população e um crescente poder de compra, consome hoje já um 1/3 de todo o pescado mundial. A Greenpeace tem alertado em particular para a falta de escrúpulos das empresas de pesca chinesas, que estão a devastar impunemente as reservas de peixe de muitos pequenos países do Pacífico, valendo-se de “acordos comerciais” negociados em posição vantajosa e incapacidade destas nações do Pacífico se defenderem militarmente contra as intrusões da numerosa frota de pesca chinesa.

Categories: China, Ecologia, Política Internacional | 11 comentários

Navegação de artigos

11 thoughts on “As espécies comerciais de peixe estão à beira da extinção

  1. M4Jor

    o principio do fim

  2. sim, uma notícia muito má,
    especialmente neste contexto de explosão dos preços dos cereais, nem poderemos sequer compensar a sua escassez com o aumento de pescado!
    o mundo está a estoirar por todos os lados, incapaz de manter o nível de consumo que lhe exigimos…

  3. M4Jor

    a aquacultura n resolve as necessidades ou n resolveria? qual a sua opinião? que soluções temos?

  4. o problema da aquacultura é o grande consumo de água e a poluição (por causa dos alimentos para os peixes) que provoca… pode ajudar a colmatar parte do problema, certamente.
    mas a saída a prazo… é mesmo o aumento da “vegetarianização” da alimentação e a redução da parte de carne e peixe. Um e outro são bem menos eficientes na conversão de energia (principalmente a carne) que qualque tipo de vegetal…
    dito isto, não sou vegetariano, apenas predominantemente vegetariano…

  5. fotografar

    A Greenpeace lançou uma lista vermelha sobre os peixes que estão ameaçados e que estão à venda nos supermercados. A organização está a pedir que os supermercados clarifiquem as suas políticas de compra de peixe.

    Vejam:
    http://www.greenpeace.org/portugal/lista-vermelha
    http://www.greenpeace.org/portugal/participa/pede-supermercados-respondam

  6. eu ñ gostei p´q poderia ter a lista dos animais que estão em estinção!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. alguém anda na net a sacar dados para um trabalho escolar…

  8. catarina ferreira vila

    Achei isto muito estupido
    nao esta a explicar bem o que eu queria!

  9. bem… isto não foi propriamente escrito para ser copipastado para um trabalho do ensino secundário… sorry! 🙂

  10. Trabanho de tal magnitude foi otimo para mim montar meu pequeno texto de biologia so tenho a agradecer por este feito.

  11. emanuelomaisgato

    vamos te apoio com as pessoas da camara da re pubrica para ver o que eles fas para nos so porque passa na televisao acha que e so isso nao tem que raciosina pare pa pensa nao e so passa na televisao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: