Cavaco: o filósofo da Bola e o Mudo da crise da Greve dos Camionistas

(O caso do “bolo-rei”: o mais famoso episódio de “fuga às perguntas incómodas” de Cavaco Silva)

“O Presidente da República considerou hoje que a Selecção Nacional está a fazer um “excelente” Euro’2008, manifestando-se “optimista” no desempenho da equipa treinada por Luiz Felipe Scolari, que, no seu entender, pode “ir longe”. “Estou optimista, sobretudo depois daquilo que vi nos jogos com a República Checa e com a Turquia. Acho que podemos ir longe, mas é preciso ter sorte. A sorte é muito importante no futebol”, afirmou Cavaco Silva, à margem da inauguração do pavilhão de Portugal na Expo’2008, em Saragoça, Espanha.

O Chefe de Estado respondia à pergunta de um jornalista sobre uma sondagem de um canal de televisão, que concluiu que os espanhóis preferem a selecção portuguesa à espanhola, o que levou Cavaco Silva a soltar um sorriso. “Quer a selecção espanhola, quer a portuguesa estão a fazer um excelente Campeonato da Europa. Penso que há uma boa relação hoje no campo desportivo entre Portugal e Espanha. Treinadores de Espanha estão às vezes em Portugal, jogadores portugueses estão às vezes em Espanha. Penso que esse intercâmbio é positivo”, afirmou o Presidente da República.”

Ora bem. Vamos a ver se compreendo. Esta longa e filosófica declaração sobre os andamentos do campeonato europeu de futebol contrasta vivamente com o patético episódio de há apenas dois dias de fuga aos repórteres que lhe buscavam a declaração sobre a mais grave crise nacional de que tenho memória, provocada pela greve dos camionistas. Uma crise que parou o país, esvaziou a maioria das bombas de gasolina, exasperou os agricultores, preocupou bombeiros e serviços de socorro médico, ameaçou parar a própria polícia e que mereceu do próprio Sócrates expressões de receio perante a fragilidade assim exposta do país, a Cavaco não merece mais do que uma fuga para a frente e uma gaffe “hoje temos que sublinhar a raça, o dia da raça”, mas perante o Futebol, já tem verno bastante para discorrer desta forma?

É para isto que precisamos de um Presidente da República?

Para fugir para debaixo do tapete (como o governo) em épocas de crise e ressurgir à superfície para filosofar sobre a natureza do jogo da Bola?

Se para o outro “esta não era a sua polícia”, para mim, este não é certamente “o meu presidente”…

Fonte:

http://euro2008.sapo.pt/sportmm/artigo/2173a0da888531d927b1e392af48cae9.html

Categories: Futebol e Corrupção, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “Cavaco: o filósofo da Bola e o Mudo da crise da Greve dos Camionistas

  1. todo esse comportamento era previsível. o professor sempre foi assim. a sua campanha eleitoral foi assim. não enganou ninguem!

  2. M4Jor

    LOOOOOOOOOOOOL
    Abraços!

  3. Viriato:
    Bem… eu não me esqueço do discurso eleitoral de “fazedor”… algo que colidia com a lei nacional e que, logo, era um logro
    M4Jor:
    estamos a suportar a coisa com estoicismo, estou a ver ! 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: