Daily Archives: 2008/06/06

O “ATV Evolution”: a proposta de uma cápsula tripulada europeia


(O ATV modificado apresentado em Berlim http://www.ila-berlin.de)

(Interior do ATV tripulado exposto em Berlim in http://www.ila-berlin.de)

A construtora europeia EADS Astrium revelou planos para transformar o atual ATV (que está hoje atracado na ISS) num veículo capaz de transportar astronautas. A transformação é perfeitamente lógica, tendo em conta a robustez e fiabilidade revelada pelo ATV e as indefinições existentes em torno do programa Kliper russo de que a Europa é parceira (ver AQUI). Até agora os europeus têm dependido das Soyuz russas e do Shuttle norte-americano para enviarem os seus astronautas para a Estação Espacial Internacional (ISS), mas com a aproximação do último voo do Shuttle em 2010 e com as indefinições com o Kliper russo a Europa começa a ser pressionada até pela NASA para construir o seu próprio sistema de transporte de astronautas.

Atualmente, propostas da EADS Astrium e da “German Space Agency” (DLR) estão a ser avaliadas pela ESA, havendo planos para que o primeiro veículo voe até 2017 sendo capaz de transportar até três tripulantes, o mesmo número transportado hoje em dia pelas cápsulas russa Soyuz. A evolução não deverá ser muito difícil, porque o ATV já tem uma área pressurizada… E de facto, a EADS apresentou recentemente na “International Aerospace Exhibition” em Berlim um modelo à escala real de uma variante diretamente resultante do ATV “Jules Verne” que a EADS vai agora apresentar à ESA e à Comissão Europeia apelando para o seu apoio na sua construção. Se estes apoios surgirem, ou se algum governo europeu decidir apoiar o projeto, o primeiro ATV tripulado deverá voar antes de 2018. A EADS afirma que a Alemanha, a França e a Itália, estão interessados no projeto, mas ainda não concretizaram esse apoio em fundos diretos, mas este investimento poderia compensa a longo prazo, já que libertaria a ESA de ter que pagar perto de 12 milhões de dólares por cada astronauta enviado nas Soyuz russas (ver AQUI) e porque a outra opção, o Shuttle norte-americano está a caminhar a passo acelerado (mas demasiado lento… tendo em conta que não tem ainda substituto) para a reforma em 2010…

O projeto consiste na evolução direta a partir do ATV, mantendo deste o essencial dos sistemas de aviónica e de propulsão e sacrificando uma parte da área de carga, transformando-a numa secção tripulada. A maior dificuldade a vencer seria tornar o ATV num veículo espacial capaz de sobreviver às temperaturas da reentrada na atmosfera, coisa que o ATV atual não tem que fazer, mas que merece já muita atenção por parte da ESA (ver AQUI ). Alterar o ATV desta forma poderia ser feito até 2013 e custaria menos de 1 bilião de euros. A partir daqui, o ATV seria modificado de forma a poder transportar 3 astronautas, algo que poderia ser realizado até 2017 a um custo estimado de mais um bilião de euros, colocando todo o projeto num custo total de dois biliões de euros, sem contar com os custos já contabilizados no desenvolvimento do cargueiro europeu ATV que foram de cerca de um bilão de euros.

O sistema seria lançado pelo foguetão pesado Ariane 5 ECA, que aliás foi concebido inicialmente como o lançador do defunto projeto europeu de um vaivém espacial, o Hermes (cancelado em 1993) e que agora, enfim, poderia assumir o seu papel inicial…

Este projeto de criar um ATV tripulado iria colidir – mais cedo ou mais tarde – com a aliança entre a Rússia e a Europa no projeto pós-Kliper “Crew Space Transportation System” (CSTS), o qual envolve uma escala completamente diferente de custos, já que implica desenvolver todo um novo sistema de transporte espacial e inclui os custos de desenvolvimento de um novo lançador Soyuz. Esta opção da EADS oferece aos decisores europeus uma alternativa ao CSTS que a terão sobre a mesa quando em Novembro deste ano se reunirem todos os ministros europeus com o pelouro da exploração espacial na cidade holandesa de The Hague.

Fontes:
http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/7398517.stm http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/7419793.stm http://www.dlr.de/en/desktopdefault.aspx/tabid-1/86_read-11924/ http://www.esa.int/esapub/bulletin/bulletin128/bul128h_tumino.pdf

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: , | 5 comentários

Quids S12-22: Que avião é este?

dfdfye.jpg

Dificuldade: 2

Regras:

1. Cada Quid valerá entre 1 a 3 pontos.
2. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.
3. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no período seguinte (12:30-14:30 do dia seguinte, juntamente com o lançamento do Quid seguinte). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, se pedidas.
4. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

Categories: Quids S12 | 9 comentários

A Catalunha independente em 2014 (?) e a necessidade da solidariedade lusa

Segundo o vice-presidente da autonomia catalã, Josep-Lluís Rovira, “Espanha ainda não assumiu que Portugal é um Estado independente.” O governante catalão referiu a existência de uma atitude “paternalista” e de um “imperialismo doméstico” como exemplos dessa posição por parte do Estado central espanhol.

As declarações deste influente político catalão não surgem descontextualizadas… Foram proferidas no âmbito de uma movimentação que é crescente na Catalunha e que visa optar o número suficiente de apoios para declarar a independência da Catalunha de Espanha e têm como objectivo cativar Portugal para apoiar esta causa, junto de Espanha, mas sobretudo, junto das instituições europeias. O projecto terá o seu apogeu previsto num referendo a realizar na Catalunha em 2014 e onde essa opção será sufragada pela população.

Como bem referiu Rovira, “o que menos interessa a Portugal é uma Espanha unitária” e, sobretudo, “uma Catalunha independente na fachada mediterrânea poderia ser o contrapeso lógico ao centralismo espanhol“. Não nos devemos esquecer que se Portugal é hoje um país independente do “império de Castelo”, normalmente conhecido como “Espanha” tal se deve em primeiro lugar ao facto de em 1640 a revolta portuguesa ter coincidido com a revolta catalã. Na época, nos primeiros meses, a Espanha teve que optar entre reprimir os catalães ou os portugueses. A opção estratégica pela manutenção da Catalunha fez desperdiçar meses preciosos e deu a Portugal o tempo suficiente para reorganizar o seu exército e buscar apoio exterior, sobretudo em França. Sem a revolta catalã de 1640, hoje não haveria Portugal, mas mais uma “região autónoma” de Espanha.

Por isso, quando os catalães se movem para expulsar o jugo castelhano, Portugal deve pelo menos mostrar-se solidário e aliás Rovira invoca essa memória ao dizer: “A Catalunha é como Portugal mas sem os Restauradores”.

E quanto a precedentes… Alguém se lembra da declaração de independência do Kosovo? Bem, o precedente devem valer alguma coisa, a menos que este só contem para independências apoiadas diretamente pelos EUA… Portugal tem o dever e a obrigação histórica de apoiar a Catalunha se esta quiser imitá-lo e deixar a Espanha.

Como curiosidade fica a nota de que Carod Rovira usa os menus do seu telemóvel em… português e no seu gabinete oficial tem na parede uma fotografia de João Soares.

Fonte:
http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1329153

Categories: Movimento Internacional Lusófono, Política Internacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: | 140 comentários

Fórum da TSF de 3 de Junho de 2008: Intervenção de Paulo Borges

Futebol, Pátria, MIL e Nova Águia…

Publicado também na Nova Águia

Categories: Movimento Internacional Lusófono, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | 4 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade