Daily Archives: 2008/05/15

As multinacionais e os Jogos Olímpicos de Pequim: Imagem de marca e Boicotes

(http://www.cnnsi.com)

Todos aqueles que no mundo têm participado de uma forma direta ou mais indireta nos protestos contra a ocupação e o genocídio no Tibete, o apoio do governo chinês aos regime tirânicos de Burma, do Sudão ou do Zimbabwe não deve esquecer que as maiores multinacionais do mundo escolheram os Jogos Olímpicos como forma de venderem os seus produtos… Marcas como a Coca Cola, a McDonalds investiram fortemente nestas olímpiadas, alimentando no acto os cofres do governo e das empresas chinesas e esperam – naturalmente – um significativo retorno desse investimento.

Mas ao associarem-se a este regime e aqueles que – depois dos Jogos de Berlim de 1934 – são provavelmente os Jogos mais impopulares da História, estas multinacionais arriscam-se a atrair o descontentamento de todos aqueles que discordam das atitudes e acções do Governo de Pequim. Várias organizações humanitárias internacionais estão a apelar a estas megaempresas que utilizem a sua influência junto de Pequim para levar este regime a um maior respeito pelos Direitos Humanos. Por exemplo, Ellen Freudenheim, da “Dream for Darfur” apelou a que estas empresas pressionem a China a levar o Sudão a alterar a sua política genocida no Darfir, já que Pequim é o maior comprado do petróleo sudanês e porque, acrescentou “Os patrocinadores não fazem política, e nós compreendemos isso. Mas combinados têm um PIB equivalente ao canadiano, a oitava maior economia mundial; têm gabinetes de relações internacionais: empresas de lobbying e presença internacional – e todas elas se envolvem frequentemente com a política…”

Quando as olímpiadas começarem a ser emitidas nas televisões e as marcas que compraram direitos publicitários forem associados a estas olímpiadas… será que terão o esperado retorno de imagem e prestígio? Muitos ameaçam (eu incluído) a cumprir um draconiano boicote a qualquer emissão televisiva dos Jogos e começam também a surgir apelos a boicotes a produtos das empresas que surjam associadas a estas olímpiadas… Não nos devemos esquecer que quando em 2001, o Comité Olímpico Internacional cedeu a Pequim estas olímpiadas esta comprometeu-se a “resolver” os seus problemas com o seu mau registo no campo dos Direitos Humanos e com a Poluição galopante em muitas regiões da China. Não escamoteamos que na primeira área, alguns progressos foram feitos desde 2001, mas no global, a China continua a deter um dos regimes mais censórios e repressores do mundo, com uma censura esmagadora e generalizada, prisões arbitrárias e um apoio torpe a alguns dos piores regimes do mundo.
E também não nos devemos esquecer que a China executa todos os anos, tantas pessoas como todo o resto do mundo junto… Oito mil mortos por ano, ou 22 em cada dia. É a um regime destes que marcas como a Coca Cola e a McDonald´s se querem mesmo associar?

Fonte:

The Guardian

Categories: China, Política Internacional | 3 comentários

Quids S12-8: Que navio era este?

Dificuldade: 3

Regras:

1. Cada Quids valerá entre 1 a 3 pontos.
2. Cada pista fornecida deduzirá um ponto aos pontos correntes ao Quid, parando esta descida em 1 ponto.
3. Não serão dadas pistas no próprio dia do lançamento do mesmo, mas apenas no período seguinte (12:30-14:30 do dia seguinte, juntamente com o lançamento do Quid seguinte). Contudo, nesse período do dia seguinte podem ser dadas várias pistas, se pedidas.
4. Os Quids terminam quando um concorrente chegar aos 50 pontos.

Categories: Quids S12 | 12 comentários

O SETI faz anos, o SETI@home e algumas especulações sobre vida inteligente no espaço exterior

Arecibo

(O radiotelescópio de Arecibo, de onde o SETI capta a maioria dos seus sinais in http://www.coseti.org)

O Seti fez recentemente 40 anos, um período durante o qual por duas vezes foram recebidos sinais que parecem ter tido proveniência em inteligências extra-terrestres… A primeira vez ocorreu em 1979, com o chamado “Sinal WOW”, e a segunda em 2004. Por outro lado, a Terra emite para o Espaço sinais “involuntários”, sobretudo de televisão (ver o livro e filme “Contact”) durante este período de tempo, estas emissões já se estenderam por uma esfera com 140 anos-luz, onde residem mais de 15 mil estrelas… Se numa delas – basta uma – há alguém a manter um sistema como o nosso Seti, a esta altura devem já ter aberto a garrafa de champanhe… Ou do seu equivalente de lama fervilhante, naturalmente…

Tendo em conta que o número de estrelas no Universo visível é qualquer coisa como 76 triliões, ou seja… Dez vezes mais do que há grãos de areia em todas as praias do mundo, temos que admitir que mais cedo ou mais tarde, mesmo se não houver ninguém a escutar nestas 15 mil estrelas, algures, alguém, nesses 76 triliões há-de estar a sintonizar no canal certo…

Eu próprio participo no Seti já desde há anos, quase o primeiro dia em que apareceu o Seti@Home, um protector de écran (screen saver) que permite que o nosso computador (Windows, Mac ou Linux) quando está inactivo analise os sinais de rádio captados pelos radares do SETI em busca de uma possivel prova de vida inteligente no Espaço. Actualmente, mais de 1,7 milhões de pessoas espalhadas por todo o mundo participam deste projecto.

Infelizmente, o financiamento de um projecto tão importante como este e que pode transformar de forma tão radical a vida de todos nós, deixou de receber financiamentos públicos desde 1993, data em que o Congresso dos EUA suspendeu o envio de qualquer fundo federal para o SETI. Desde então, o projecto tem vivido de donativos particulares e do trabalho gratuito de muitos entusiastas e essa escassez de financiamentos tem impedido que o SETI tenha acesso fácil a radiotelescópios de grande capacidade, conseguindo actualmente apenas algumas semanas por ano no recentemente actualizado radiotelescópio de Arecibo. Além da dificuldade em captar sinais, o SETI luta também com a incapacidade de processar estes sinais ao mesmo ritmo a que os vai recolhendo. Actualmente o projecto depende muito da rede de computação distribuída SETI@home que processa os sinais captados no radiotelescópio de Arecibo e os envia para mais de 320 mil computadores pessoais para serem analisados, processados e enviados de volta para o SETI. O problema é que a rede SETI@home, reforçada pelos computadores do próprio SETI é já insuficiente para processar a nova torrente de dados que são enviados não só por Arecibo, mas também por outros radiotelescópios que começam também a colaborar neste projecto. A nova geração do programa será capaz de processar 500 vezes mais dados que a versão actual e já permitirá processa os 300 Gb captados todos os dias.

Ainda não tem a correr no seu computador o SETI@home? O custo é zero e o programa só é executado quando o seu computador estiver parado e… quem sabe? Pode ser que seja nele que é identificado o terceiro sinal de vida inteligente…

Fontes:

http://www.space.com/searchforlife/ozma_drake_000407.html

http://www.dailymail.co.uk/pages/live/articles/technology/technology.html?in_article_id=528419&in_page_id=1965

http://www.berkeley.edu/news/media/releases/2008/01/02_setiahome.shtml

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade