Daily Archives: 2008/05/10

Enceladus: O local mais provável no Sistema Solar para albergar vida?

(Enceladus, fotografado pela Cassini em 12 de Março de 2008 in http://www.nasa.gov)

Algumas das mais recentes imagens captadas pela sonda Cassini, da NASA, indicam que há géisers na superfície deste satélite Enceladus. Segundo tudo indica, a algumas centenas de metros sob a superfície gelada do satélite existem depósitos de água líquida que alimentam estes géisers. Esta descoberta coloca Enceladus no topo da lista dos locais no Sistema Solar capaz de abrigar vida e deverá reformular os planos de exploração espacial para as próximas décadas…

(Imagem revelando os géisers no Pólo Sul de Enceladus in http://www.nasa.gov)

Sob a superfície do satélite existem condições para que existe vida microbiana – pelo menos – já que calor, água líquida e materiais orgânicos são factores todos aqui presentes, como revelou a sonda Cassini, que encontrou nesses géisers dióxido de carbono, monóxido de carbono, metano, propano, acetileno e formaldeído, compostos nunca antes descobertos em tais concentrações no Sistema Solar, nem em Titã, nem em Europa, nem sequer em Marte sendo que alguns deles, como o metano é geralmente associado a uma prova da existência de vida (ver AQUI).

Os primeiros sinais de que haveria água a escapar-se da crosta de Enceladus surgiram em 2005, sendo agora confirmados pela Cassini durante a sua aproximação de Março, um movimento que tornará a repetir em Agosto e, mais tarde, em Outubro, obtendo então mais elementos sobre estes intrigantes sinais de vida no sistema de Saturno…

E quando haverá uma sonda na superfície de Enceladus, imitando o desafio vencido com tanto sucesso pela sonda europeia Huygens?

Fontes:

http://www.msnbc.msn.com/id/11736311/

http://www.space.com/scienceastronomy/080326-cassini-flyby-update.html

Categories: Ciência e Tecnologia, SpaceNewsPt | Etiquetas: | 2 comentários

Notícia do “O Primeiro de Janeiro” sobre a Petição “EM PROL DE UMA MAIS RÁPIDA IMPLEMENTAÇÃO DO ACORDO ORTOGRÁFICO”

Petição on-line
Nem todos os portugueses estão contra o Acordo Ortográfico, facto provado pela petição que se encontra na Internet para que o diploma seja posto em prática o mais rapidamente possível. O Movimento Internacional Lusófono conta com mais de 500 membros, entre eles Adriano Moreira, Baptista Bastos, Carlos Magno, Guilherme de Oliveira Martins e Mário Cláudio, e defende a convergência e o reforço dos laços dos países lusófonos. Renato Epifânio, porta-voz do MIL e responsável pela petição, defendeu, em declarações a O PRIMEIRO DE JANEIRO, uma união entre Portugal e Brasil para que o acordo seja aprovado, algo que fará a língua portuguesa mais acessível nos quadros internacionais. “Em organismos internacionais como a ONU, a situação chega a ser aberrante porque os documentos têm de ser traduzidos em dois idiomas: o português e o brasileiro”.
A petição on-line é uma forma de fazer com que o acordo não caia no esquecimento, algo que, segundo Epifânio, o governo português tentou fazer. “A primeira moratória de 10 anos foi um modo de fazer esquecer o acordo”. O filósofo não concorda com o período de transição de seis anos proposto pelo Governo, mas admite que não haverá outra alternativa. “O Brasil tem estado sempre um passo à frente neste tema. O ideal é que houvesse sintonia com o Brasil e que os dois países avançassem ao mesmo tempo mas, do mal, o menos, o que interessa é que o acordo se implemente”. Renato Epifânio afirmou que Portugal deve perder o orgulho e o medo da língua se tornar abrasileirada, em nome de um bem maior. “O fantasma do abastardamento da língua não existe. Portugal tem de ter noção que já não é o dono da língua portuguesa. O Brasil é o país mais preponderante na lusofonia e o futuro da língua passa por lá”.”

Primeiro de Janeiro

Mais um eco na imprensa escrita DESTA petição que patrocinámos no âmbito dos projectos do

MIL: Movimento Internacional Lusófono

Categories: Brasil, Educação, Movimento Internacional Lusófono, Nova Águia, Política Nacional, Portugal, Sociedade Portuguesa | Etiquetas: | 8 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy