O SNA e o C-290 teriam sido cancelados pelo governo brasileiro?


(O projecto C-390 da Embraer in http://www.defesanet.com.br)


(Modelo do SNA (Submarino Nuclear de Ataque) brasileiro in http://www.mar.mil.br)

Segundo uma notícia do jornal “Correio Braziliense”, o governo Lula da Silva teria terá cancelado o projecto de construção de um submarino nuclear de ataque assim como todos os demais planos de modernização da já algo vetusta frota. Igualmente cancelado (ou “congelado”, não está ainda bem claro) teria sido o projecto para financiar a construção por parte da Embraer de um cargueiro táctico com até 20 toneladas. Aparentemente, o corte resultou de uma “insuficiência de recursos alocados para cobrir os custos e assegurar a conclusão dos projetos“.

A notícia é estranha, porque não confere com a garantia dada recentemente pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim de que “não haveria cortes nas Forças Armadas”, garantia que deu em entrevista à revista “Tecnologia e Defesa” e que, mais tarde, na “Gazeta Mercantil” viria a reafirmar, sublinhando até um reforço na dotação orçamental: “Para criarmos uma estratégia nacional precisamos ter um setor de insumos para as forças armadas que seja autônomo e independente de outros segmentos internacionais. Para isto, crescemos o orçamento das Forças Armadas de R$ 6 bilhões para R$ 9 bilhões, com a possibilidade de a execução orçamentária chegar a R$ 10 bilhões”.

O C-390 pode contudo, ainda vir a salvar-se se este corte se confirmar… É que embora o projecto tivesse nascido de um pedido expresso da FAB à Embraer, esta está a conseguir cativar o interesse de parceiros internacionais e isto poderá significar que o C-390 avançará mesmo sem o apoio financeiro do governo brasileiro….

E se os recursos são insuficientes, mas foram provisionados no orçamento, então isso significa que estão a ser desviados para outros projectos mais prioritários? Para o FX-2 ou para a sua mais recente encarnação, o acordo (ou “pré-acordo”) Rússia-Índia-Brasil a propósito do desenvolvimento de um caça de 5ª geração, a partir do projecto russo PAK-FA? Ou para a sobrevivência do FX-2 (Rafale ou Su-35) conjuntamente com o ingresso no pesado e dispendioso projecto PAK-FA? A última tese tem pelo menos a plausibilidade de ser algo inesperado, enquanto que o FX-2 é um projecto já relativamente avançado que vem do ano passado…

Está notícia terá credibilidade? Tem já alguns dias e não encontrei em mais nenhuma fonte eco destas informações…

Anúncios
Categories: Brasil, DefenseNewsPt | Etiquetas: , | 49 comentários

Navegação de artigos

49 thoughts on “O SNA e o C-290 teriam sido cancelados pelo governo brasileiro?

  1. Caro ClavisProphetarum,

    À falta de melhor e mais rápido meio de o contactar, escolhi este. O comentário que aqui segue não pretende ser publicado aqui no seu blogue, simplesmente o que venho aqui perguntar-lhe é se me dá a sua permissão para que alguns fotogramas das “Conversas Vadias” que disponibilizou pelo serviço “YouTube” possam ser publicados num artigo que escrevi sobre o nosso bom Agostinho da Silva para o boletim cultural da Escola Secundária Manuel da Fonseca de Santiago do Cacém. Para além disso, procedi também à fixação de excertos da “Conversa Vadia” do Professor Agostinho da Silva com a jornalista Maria Elisa, e pedia-lhe também neste caso a sua permissão para publicar esse texto. Claro que em ambos os casos as fontes serão explicitamente indicadas. Já agora, quero aproveitar para felicitá-lo pela sua óptima ideia de pôr o Agostinho a circular via “YouTube” – eu, por exemplo, não me canso de lá ir e de ver e rever aquelas magníficas conversas… Como sugestão deixava-lhe apenas isto: que metesse também no “YouTube” os excertos das conversas que faltam (há episódios incompletos). Não me refiro propriamente às “Conversas Vadias” que optou por não pôr, suponho, porque sou capaz de imaginar um dos critérios que poderia ter em mente. Também é pena que o som e a imagem não sejam síncronos, em algumas conversas. De resto, só posso agradecer-lhe uma vez mais a sua iniciativa: são estes passos que nos levam até mais perto do V Império.

    Cumprimentos,

    Daniel Marques

    P.S. – Agradecia-lhe que enviasse a sua resposta para o email danielcandeias@hotmail.com

  2. Revoltado

    Caro Clavis,

    A política do governo Lula na área militar se resume a continuar o sucateamento das forças armadas em curso há 20 anos e ganhar tempo com novas promessas. Ao mesmo tempo que isto ocorre, a guerrilha comunista vai se instalando no Brasil(Procure informações acerca do MST e da LCP), governos revolucionários e anti-brasileiros vão se instalando na vizinhança com apoio do PT (Agora foi a vez de Fernando Lugo, no Paraguai) e a soberania vai sendo destruída. O recente caso da demarcação de terras na Reserva Raposa/Serra do Sol acendeu o alerta amarelo entre as forças armadas. Por isso, acredite, nada no sector da defesa passará de anúncio enquanto o PT for governo. Sectores políticos totalitários sabem que as forças armadas são o último bastião da constituição no Brasil.

    Um abraço.

  3. Revoltado

    Caro Clavis,

    Lhe aconselho a dar uma olhada numa entrevista do comandante militar brasileiro na Amazónia. Consiste de duas partes. O link da primeira é este:

    E se quiser assinar uma petição de apoio ao general, vai aqui outro link:
    http://www.petitiononline.com/xptoxpto/petition.html
    É importante que a opinião pública dos países lusófonos esteja consciente dos perigos, e que dê apoio às forças que querem preservar este precioso o território legado pelos nossos bravos antepassados.

    Um abraço.

  4. Anónimo

    pura especulação!

  5. Revoltado:
    ” A política do governo Lula na área militar se resume a continuar o sucateamento das forças armadas em curso há 20 anos e ganhar tempo com novas promessas. Ao mesmo tempo que isto ocorre, a guerrilha comunista vai se instalando no Brasil(Procure informações acerca do MST e da LCP), governos revolucionários e anti-brasileiros vão se instalando na vizinhança com apoio do PT (Agora foi a vez de Fernando Lugo, no Paraguai) e a soberania vai sendo destruída. O recente caso da demarcação de terras na Reserva Raposa/Serra do Sol acendeu o alerta amarelo entre as forças armadas. Por isso, acredite, nada no sector da defesa passará de anúncio enquanto o PT for governo. Sectores políticos totalitários sabem que as forças armadas são o último bastião da constituição no Brasil.”
    -> Bem, gostaria de não ser tão pessimista como você… mas é certo que o FX já uma vez foi ao ar…

    ” Lhe aconselho a dar uma olhada numa entrevista do comandante militar brasileiro na Amazónia. Consiste de duas partes. O link da primeira é este:

    E se quiser assinar uma petição de apoio ao general, vai aqui outro link:
    http://www.petitiononline.com/xptoxpto/petition.html
    É importante que a opinião pública dos países lusófonos esteja consciente dos perigos, e que dê apoio às forças que querem preservar este precioso o território legado pelos nossos bravos antepassados.”
    -> Sim, conheço essa polémica, as suas razões e a tempestade que criou nas relações entre governo e o exército… Mas obrigado pelo alerta, na mesma!

    Anónimo:
    ” pura especulação!”
    -> Assim espero!
    -> A notícia não cita fontes, não dá detalhes nem nomes, nem datas, nem locais… e não encontrei mais nenhuma outra referência em mais lado nenhum… será apenas uma jogada política para denegrir o governo lula?

  6. Fred

    Clavis, isso não é verdade!

    Nada disso está circulando na midia especializada, nem na naval e muito menos na aeronautica!

    A EMBRAER está captando parceiros internacionais para minorar os riscos de projeto. Por enquanto só a Thales está aderindo, mas outras logo devem vir!

  7. é treta, então. provavelmente com teor politizado…
    ainda bem!
    Quando ao C-390 li algures que a Saab estaria muito interessada no projecto!

  8. Fred

    Com razão, nem no correio Web eu consegui achar essa informação, ou menção a isso.

    Sim a Saab seria um parceiro e tanto para a Embraer, bem diferente da Dassault e da EADS

  9. Eis uma fonte que dá uma boa medida do bom acolhimento que o C-390 está a ter:
    http://www.defesanet.com.br/emb1/c390_za.htm

  10. Revoltado

    Caro Clavis,

    O C-390 não depende de recursos do governo para continuar a ser desenvolvido. A Embraer teria a ganhar com uma encomenda do governo, mas a verdade é que está confiante acerca das possibilidades de um avião a jato com capacidade de 20 ton no mercado mundial, já que os aviões disponíveis são turboélices menos sofisticados. O mercado para a substituição dos antigos Hércules C-130 é estimado em 600 aviões. Portanto, este é um empreendimento privado que será continuado. Depende somente da associação de outras empresas para reduzir os riscos. Já em relação ao submarino nuclear, o que se passa é diferente. Ele é um projecto da marinha e depende agora da sua capacitação para a construcção de um casco para um sub com 6.000 Ton de deslocamento e da contrucção do sistema de propulsão. Este último está sendo pensando levando em conta a experiência brasileira com as ultracentrífugas usadas no enriquecimento de urânio. Estas utilizam um sistema baseado no magnetismo, onde não há atrito. A ONU, e não só, querem ter acesso a elas há muito, já que é uma tecnologia exclusiva (Graças à marinha. Se dependesse do executivo…). Assim, o sub brasileiro será extremamente silencioso. É verdade que o ministro da defesa anunciou este aumento do orçamento de defesa, mas isto é um recurso antigo na política brasileira. Na hora de executar o gasto, o dinheiro é retido.
    De resto, pense nisso; O governo não tem feito o mínimo em relação às forças armadas, mas promete o máximo. Todos os meses são feitas declarações de intenções grandiosas anulando as anteriores. Planos mirabulosos cuja fase de estudo demandaria anos, mas que não se mantém de pé por mais de algumas semanas. O que pretendo dizer é que a falta de continuidade na política de defesa não é um simples acidente, ela segue um método.

  11. Fred

    Bem vamos aguardar, então!

  12. gaitero

    E besteria pois o SNA já tem seus recursos garantidos, 100 milhoes ao ano até 2020.
    O C-390 não posso dizer, mas acho que é pura especulação pois o projeto tem caminhado a passos rapidos, e a embraer está confiante em ter esse avião pronto.

  13. Como parecia…
    encontrei o texto do artigo da edição impressa (?) em vários locais na Net, mas apenas isso.
    E do C-390, o projecto tem mesmo pernas para andar!

  14. Índia confirma compra de aviões à Embraer
    Embraer EMB-145 de comando e controlo na Índia até 2011
    20.04.2008

    A imprensa indiana anunciou neste Domingo que o departamento governamental indiano DRDO (Defence Research and Development Organisation), vai assinar um contrato com a empresa aeronáutica brasileira EMBRAER, para o fornecimento de três unidades do seu modelo EMB-145 equipados com sistemas de pesquisa e sensores de longa distância.

    A notícia da aquisição de três aeronaves brasileiras ocorre alguns meses antes de a Índia receber os seus sistemas de vigilância aérea baseados no avião russo IL-76 e equipados com sistemas de radares Phalcon fabricados em Israel.

    Cada um dos três sistemas brasileiros terá um custo aproximado de 100 milhões de dólares americanos.
    As mesmas fontes afirmam que as aeronaves brasileiras fazem parte dos planos indianos para estabelecer uma rede eficaz de defesa que possa resolver o problema de falta de cobertura radar em algumas regiões do país. Por isto, os aviões brasileiros serão utilizados em conjunto com o sistemas Phalcon.

    Os aviões que vão ser operados pela Índia, também deverão ter sistemas e sensores desenvolvidos no próprio país, embora como é normal nestes casos não sejam conhecidos detalhes sobre todos os equipamentos e sistemas que serão incorporados.
    O fabricante Brasileiro, será no entanto responsável não apenas pela construção da aeronave, como também pela integração de todos os sistemas que os novos aviões vão utilizar.

    A Embraer será também responsável por garantir assistência ao sistema na sua totalidade.

    O contrato entre o fabricante brasileiro e a DRDO deverá ser assinado até final de Abril e as aeronaves deverão ser entregues até 2011. O sistema indiano de vigilância aérea, do qual as aeronaves brasileiras serão parte integrante deverá estar operacional até 2014.

    A confirmar-se a notícia, o tipo de aeronave adquirida também é utilizado pelo Brasil, onde as suas capacidades são normalmente aproveitadas para funções ligadas ao mapeamento e gestão de território.

    No entanto, aplicado com objectivos militares, o sistema transforma-se numa plataforma que permite efectuar a monitorização de tropas e sistemas de armas no terreno. A interligação dos vários sensores e a sua ligação a um comando central. O Embraer RS/AGS será utilizado pela Índia como plataforma de comando e controlo.

    A versão indiana do sistema, terá no entanto características e capacidades diferentes de qualquer dos modelos do EMB-145 presentemente ao serviço em várias forças aéreas do mundo.

    Opinião: se dependece de compras no mercado civil ou militar nacional a Embraer já teria falido a muito tempo.

  15. Brazuka

    Clavis, essas informações não são verdadeiras.

    Os recursos do SNA já estão garantidos até o final do projeto e o C-390 não depende do governo, ambos os dois projetos continuam na ativa e bem encaminhados, o que teve contradição esses dias aqui no Brasil foi o “aumento de salário” para os militares que o Presidente Lula adiou para essa semana, justamente por causa do desentendimento com o General da amazônia Augusto Heleno….de resto, tudo normal.

    Já o PAK-FA está tudo normal, é um claro sinal que era verdade as informações sobre o memorando de entedimento entre Brasil e Rússia (tem no sitio do governo)….agora temos que aguardar os resultados dessa parceria.

    abraço.

  16. jnpnhr: o Embraer EMB-145 já é operado por:

    * Brasil Brasil (5 aeronaves)
    * Grécia Grécia (4 aeronaves)
    * México (3 aeronaves)
    * Índia (3 aeronaves) (Variante em desenvolvimento)

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Embraer_EMB-145_AEW&C#Operadores

    sendo que o Brasil para a sua imensa extensão (toda coberta por radares terrestres?… duvido…) opera apenas 5… sim, compreendo o queres dizer…

    Brazuka:
    “Clavis, essas informações não são verdadeiras.”
    -> Cada vez tenho mais essa certeza. Era só um rumor sem fundamento lançado pelo jornal.

    “Os recursos do SNA já estão garantidos até o final do projeto e o C-390 não depende do governo, ambos os dois projetos continuam na ativa e bem ”
    -> Mas pode depender da compra de n unidades pelo governo na fase de arranque…

    “encaminhados, o que teve contradição esses dias aqui no Brasil foi o “aumento de salário” para os militares que o Presidente Lula adiou para essa semana, justamente por causa do desentendimento com o General da amazônia Augusto Heleno….de resto, tudo normal.”
    -> Sim, isso tem sido muito noticiado por aí, ambos os temas… Lula ligou-os? Soa um tanto a chantagem, não soa?… 😉

    “Já o PAK-FA está tudo normal, é um claro sinal que era verdade as informações sobre o memorando de entedimento entre Brasil e Rússia (tem no sitio do governo)….agora temos que aguardar os resultados dessa parceria.”
    -> Que esperemos que redunde num caça de 5ª geração…

  17. Brazuka

    Clavis:
    “Os recursos do SNA já estão garantidos até o final do projeto e o C-390 não depende do governo, ambos os dois projetos continuam na ativa e bem ”
    -> Mas pode depender da compra de n unidades pelo governo na fase de arranque…

    *-> Sim, o governo se comprometeu à comprar pelo menos 30 unidades do novo avião C-390 quando fosse lançado, era oque eu tinha visto nas noticias, inclusive tinha noticiado ano passado nos jornais de todo o Brasil (inclusive no JN) que o congresso do Brasil tinha garantido “800 milhões de reais” para ser injetados no projeto (garantir a participação do governo no projeto), tudo indica que esse dinheiro foi repassado sim, pois foi votado e aprovado no próprio congresso do governo e não dependeu só do Lula.

    “encaminhados, o que teve contradição esses dias aqui no Brasil foi o “aumento de salário” para os militares que o Presidente Lula adiou para essa semana, justamente por causa do desentendimento com o General da amazônia Augusto Heleno….de resto, tudo normal.”
    -> Sim, isso tem sido muito noticiado por aí, ambos os temas… Lula ligou-os? Soa um tanto a chantagem, não soa?

    *-> Sim, foi uma pura chantagem por parte do Presidente, como uma forma de punição aos militares brasileiros pelo manisfesto que fizeram à favor do General, mas parece que tudo já foi superado e voltou ao normal, segundo o ministro da defesa Nelson Jobim.

    abraço.

  18. Trinta unidades, são muitos aparelhos… Só essa encomenda irá garantir a sustentabilidade financeira do avião, decerto.
    E quanto à chantagem… sim, parece que fiz a leitura correta, mesmo à distância de um oceano, era tão grosseiramente evidente… ainda bem que ganhou juízo.

  19. gaitero

    kkk

    JetBlue encomenda 36 EMBRAER 195 e deve começar a operar no Brasil.

    Empresário David Neeleman, nascido no Brasil, fundará nova empresa aérea com aeronaves nacionais a partir de 2009.

    So com essa grana dava pra se fazer o projeto dos C-390.

  20. Fred

    Algumas unidades dessas seriam para o Correio ( empresa brasileira de correios e telegrafos). Que hoje opera com fretamento de aeronaves. Não sei presisar quantas, creio que 10 pelo menos.

  21. gaitero

    28/03/2008 11:56 – Transporte Aéreo
    A encomenda firme é avaliada em 1.4 bilhões de dólares e o valor com todas as opções e compra excede 3 bilhões. O EMBRAER 195 é uma aeronave perfeita para o mercado brasileiro, disse Neeleman em comunicado oficial. Com 30% de assentos a menos que as aeronaves da Boeing ou Airbus operadas por outras empresas brasileiras, o 195 oferece custo por unidade competitivo.

    “Por causa disso nós podemos lucrar com menos passageiros que nossos competidores, e que poderemos oferecer vôos nonstop com eficiência onde outras não poderiam assim como com maior freqüência.

  22. gaitero

    C-390 para os correios.
    A empresa de correios deve operar uma frota inicial de cinco aeronaves, a qual poderia ser aumentada para até 25 unidades na próxima década.

  23. Fred

    É eu tinha lido algo assim em algum lugar!

  24. gaitero

    nossa, vcs sabiam disso.
    B-1B pega fogo em pista no Catar
    07/04/2008 11:51

  25. gaitero

    Bah e com esta parceria, será que os helicopteros de ataque serão russos??????????

  26. Gaitero:
    Pois, parece que sim!
    http://www.foxnews.com/story/0,2933,346610,00.html
    e lá vão 281 milhões ao ar… e menos um avião onde eles tanta falta fazem…
    E sim… os russos, ganham aqui certamente vantagem, ainda que não tivessem sido mencionados explicitamente, pois não?

  27. Fred

    o problema é o pós venda russo, depois da venda ao Peru, essa má fama do péssimo pós venda, espalhou pelo continente!
    🙂

  28. mas se a manutenção fôr feita localmente, pela Embraer…

  29. Fred

    peças, peças e mais peças.

    Existem manutenções de 50 horas de vôo com troca de borrachas, retentores e filtros que não dão volume para fabricação. de 100 horas com trocas de outros componentes, o mesmo problema, e finalmente as de 500 horas com troca de lâminas, palhetas, rolamentos, etc, o mesmo problema, sempre!.

    Quem faça não é o problema, o problema mesmo são as peças. Veja os AF1 falcões como exemplo.

  30. Fred

    Sim eu li sobre isso

    o misterioso soluço do merlin! 🙂

  31. misterioso, mesmo!
    ninguém sabe as causas destes saltos em pleno voo e só foram registados em Portugal, de entre todos os operadores do aparelho!

  32. Fred

    como dizem por aqui: Sinistro!

  33. será um… gremlin? 😉
    ” Gremlins
    The word “gremlin” is now part of the English (American) language. Gremlins have become part of a rich American folklore. They are malicious little ill-humored gnome-like creatures with supernatural powers — able to walk around on B-17 wings in flight or work their way into a carburetor through the gas line. First heard of during the Second World War, they were responsible for unexplained and/or unexplainable mechanical failures mostly in aircraft and mostly in B-29 engines, even in-flight.There are many scholarly opinions about where the word and the legend came from, such as: “They were, perhaps, a blend of Irish gruaimín, a bad-tempered little fellow (from Middle Irish gruaim, gloom, surliness) and goblin.” In fact, they sprang fully grown from the fertile minds of American fighting men trying to make some sense of a world gone mad. Semi tongue-in-cheek articles were written about them in many war time publications. They were, at times, taken seriously — at others, with the usual wry laughter that accompanied GIs in battle. The word is now used to describe most any inexplicable mechanical failure. They, “Gremlins,” can always be blamed when all else fails. ”

    http://www.kilroywashere.org/005-Pages/05-0Miscellany.html

  34. Brazuka

    Nelson Jobim anuncia reajuste médio de 47,19% para militares (23/04/2008)

    RENATA GIRALDI
    da Folha Online, em Brasília

    O ministro Nelson Jobim (Defesa) anunciou nesta quarta-feira o reajuste médio nos salários dos militares de 47,19%. Os percentuais variam de 35,01% para os generais-de-Exército até 137,83% para os recrutas. O reajuste será pago de forma escalonada a começar por janeiro de 2008 (retroativos) até julho de 2010. Jobim informou ainda que a partir deste ano o menor salário a ser pago será de R$ 415 –o equivalente ao salário mínimo– destinado aos recrutas.

    Jobim disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda não decidiu se o aumento será concedido via medida provisória ou projeto de lei. Segundo o ministro, Lula deve definir a forma até sexta-feira. De acordo com Jobim, só depois disso será possível dizer quando os militares receberão a primeira etapa.

    Pela definição do governo, o pagamento do reajuste deve ocorrer, em média, em cinco etapas: janeiro de 2008; julho de 2008; outubro de 2008; fevereiro de 2009 e julho de 2010. No caso dos recrutas, o pagamento ocorrerá em duas etapas: em janeiro deste ano e janeiro de 2010.

    Para manter a política salário fixada por Lula, na qual não haverá militar recebendo menos de um salário mínimo, os recrutas terão os salários reajustados a cada aumento do mínimo. Atualmente, os recrutas recebem R$ 235,20. A previsão é que até 2010, eles recebam R$ 559,38.

    Desde janeiro o governo examina as alternativas de reajuste dos militares quando foram analisadas 17 tabelas diferentes para chegar a um consenso. Jobim e o ministro Paulo Bernardo (Planejamento) conduziram as negociações sobre o aumento em parceria com os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Mas só na semana passada, houve um acordo.

    A tabela adotada para conceder o aumento aos militares considera desde recrutas até general-de-Exército que é o maior salário –atualmente é de R$ 13.933,51. A previsão é que em julho de 2010, os generais recebam R$ 18.853,27.

    fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u395072.shtml

    -> Pronto, mais uma promessa cumprida para os militares, é um claro sinal de que o governo não está fazendo descaso com as forças armadas do Brasil.

    abraço.

  35. Sidnei Tives

    Projeto SNA,

    neste mês de maio várias notícias saíram na imprensa quanto à aquisição de subs com transferência de tecnologia.
    Está-se entre os franceses e os russos. Segundo o ministro da Defesa, que visitou estaleiros tanto em França quanto em Rússia – aliás mostrou-se impressionado com o enorme tamanho dos subs nucleares russos – precisamos de um parceiro que se associe para construção de um casco que comporte a propulsão nuclear e que transfira tecnologia para a cibernética de bordo. Esse último ponto parece-me de difícil atingimento.
    Daí os russos bateram forte do alto de seus quase mil subs construídos, com mais de cem nucleares. Daí os franceses reafirmaram o aspecto mais amplo da cooperação Brasil-França que há décadas fornece caças e helicópteros … e por aí vai a conversa.
    Fato mesmo é que com a descoberta – anúncio público na verdade – das novas e enormes reservas de petróleo em subsolo marinho, a Marinha Brasileira tem firmemente se posicionado e afirmado sua real impossibilidade, com os meios de que dispõe atualmente, de assegurar os interesses brasileiros no mar.
    A MB se divide em duas correntes: os que consideram mais importante, no curto prazo, a disponibilidade de porta-aviões, em múmero de pelo menos dois e a outra corrente, que considera que devemos ter uma força de subs como principal capacidade dissuásória.
    No curto prazo o NAe São Paulo vai ser retirado de serviço e não se tem ouvido conversas sobre o próximo NAe para a MB.
    Com as recentes notícias sobre a visita do ministro da Defesa aos estaleiros franceses e russos – para chiadeira geral dos alemães – parece que a corrente dos subs vem mantendo a liderança.

  36. Sidnei:
    Mas julgava que a opção russa estava posta de parte porque estes tinham manifestado reservas em transferir tecnologia e que tudo se encaminhava para uma parceira com a França neste domínio…
    http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI1880923-EI6578,00.html

    Não posso votar… mas se pudesse escolheria antes um PA do que um SNA… O seu raio de acção, a sua capacidade, o seu poder de disuasão… são muito maiores! e por um custo idêntico ao de um SNA!

  37. Sidnei Tives

    Pois é Clavis,

    Essa questão de custo aliás é o fator pelo qual o Brasil recusa os subs alemães com AIP. Ano passado o comandante da Marinha disse – parece-me que ao DefesaNet – que o custo por milha navegada mais que dobraria co muso de AIP, exigiria muitos investimentos em logística e não resolveria os pontos que você levantou: raio de ação e principalmente velocidade. Lembro-me de um exemplo dado de uma suposta perseguição a um navio de superfície. Os AIP não conseguiriam dar conta de patrulhar meio Atlântico e se colocar em posição com a velocidade necessária sem ter que vir à tona. Os aspectos de dissuasão são indiscutíveis, a despeito dos elevados custos de operação de um sub nuclear.

    Essa questão de aceitar propostas russas…
    realmente, no mesmo artigo da viagem do ministro à Rússia está registrada a impressão ruim deixada pelos russos de que não querem repassar tecnologia.

    Preciso amadurecer minha opinião sobre o tópico. Mas veja: a MB está há duas décadas envolvida nos projetos de construção local de subs, tendo iniciado com os alemães.
    Penso que a MB não alimentar um fio sequer de ingenuidade na questão de transferência de tecnologia, até pela experiência adquirida.
    Ou se quer mesmo um casco para dar continuidade ao projeto brasileiro – e a eletrônica de bordo e os sistemas de armas não são prá valer – ou nesse mato tem coelho.

  38. bem, admito que já muito mais crítico do SNA do que sou hoje… mas continuo a acreditar que em vez de ter 1 ou 2 SNAs se poderia ter 5-6 AIPs e um pequeno Porta-Aviões (tipo Principe de Asturias) e obter um rendimento e uma disuasão muito mais elevada….
    é que 2 SNAs… não poderão estar em todo o lado na extensíssima costa e ZEE brasileira…
    e serão de nulo uso em missões de Paz ou da ONU no ultramar…

  39. Graxaim

    Brasil produzirá avião de combate
    Parceria firmada com a Rússia garante o desenvolvimento de caças de quinta geração, que são invisíveis ao radar

    Pedro Paulo Rezende
    O Brasil vai participar do programa de desenvolvimento de um avançado avião de combate, o PAK-FA T-50, que será fabricado pela Sukhoi. O aparelho, invisível ao radar, promete um desempenho igual ou superior aos caças F-22 Raptor, fabricados pelos Estados Unidos (o mais caro do mundo, ao custo unitário de US$ 225 milhões), e deve fazer seu primeiro vôo em, no máximo, dois anos.
    A construção da nova aeronave é apenas parte de um amplo memorando de entendimento, negociado em Moscou, em fevereiro, e assinado ontem pelo ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, e pelo secretário do Conselho de Segurança da Federação Russa, Valentin Alekseevitch. O acordo lança uma ampla cooperação entre os dois países, inclusive de tecnologias consideradas sensíveis. Na área espacial, estão previstas a construção de um veículo lançador e de satélites de comunicação e sensoriamento remoto. O uso da Base Aeroespacial de Alcântara por uma nova empresa binacional também será contemplado pelo tratado.
    Ao falar do PAK-FA, o ministro brasileiro destacou que “será um caça de quinta geração”. O custo total previsto é de cerca de US$ 20 bilhões, a ser dividido, em cotas, por Rússia, Brasil e Índia, que também participa do programa. O preço unitário, mais barato do que o dos caças europeus de quarta geração, ficará em torno de US$ 80 milhões.
    Os aviões de combate de quinta geração, além de invisíveis ao radar, são capazes de atingir velocidade supersônica usando meia potência do motor, o que reduz o gasto de combustível, amplia o raio de ação e diminui o tempo de engajamento do inimigo.

    Se fosse um jogo, jogaria todas as minhas fichas na opinião contrária. Acho que é uma piada.
    PS. Os assuntos estão mesmo Off topic, daí lembrei das associações do Brasil com a Russia… Uma piada mesmo… Nunca vai acontecer nada sério entre ambos… Émuito mais fácil produzir material de defesa no Brasil, do que comida na Russia.
    Com o andar da carreta, as abóboras se acomodam…
    Fraternais saudações
    Saudações

  40. maria rita matos

    todos nois brasileiro tambem somos indio brasil tem que investir na no melhor que tiver na sua defesa fora do brasil todas essas oganizacaoes investir nos nossos soldados marinheiroe e piloto dando o que tiver de melhor investindo em teconolozia de ponta somos um pais de paz mais precisamos estar preparado e fazer da unasul ficar forte todos nois latino seremos mais forte se nois se unimos

  41. maria rita matos

    brasil a nacao do futuro

  42. gaitero

    Sem duvida será uma das 6 mais.

    Só que muita coisa tem de ser revista antes de se modernizar a FA, por isto só a aprtir de 7 de setembro é que saberemos como vai ser a nova política militar e como ela sera reorganizada, para que se tenha uma politica eficás e que permita uma FA moderna.

  43. É o o q eu sempre falo, “eles ” ñ são serio…As FAs estão precisando e mt de serem reequipadas; p/ ontem. Estão brincando c/ n soberania. O perigo vem do norte.

  44. gaitero

    Mas de nada adinata comprar diversos equipamentos se eles não serão ultilizados corretamente, ou equipamentos desnecessários e de menor prioridade.

    7 de setembro já esta ai, estamos todos anciosos e agora é a hora de evitar comentar, então vamos passar uma semana em silencio falando somente oque =e fato como a compra dos 12 Mi-35, para que nada que seja dito possa ser contradito daqui a 1 semana.

    Pelo menos eu vou só falar de coisas concretas.

  45. gaitero

    O próprio termo “reaparelhamento” mostra-se inadequado. Não se pretende a simples reposição da capacidade perdida, ou seja, trazer o passado para o presente. A avaliação das necessidades e a construção de novas capacidades se relacionam com os desafios que se vislumbram nos cenários futuros. Tal procedimento altera a lógica que preside, hoje, a discussão sobre aquisição de equipamentos.A nova avaliação de necessidades faz com que o equipamento deixe de ser um objetivo em si mesmo, e passe a ser uma ferramenta adequada a um objetivo.

    Identificam-se as tarefas a serem desempenhadas e, em seguida, os meios necessários ao seu cumprimento. Com isso, inaugura-se também a possibilidade de adoção dos mesmos sistemas nas três Forças.

  46. Marcos Altenhoffen

    Apesar de tanta conversa fiada contra o Governo Lula, o contrato de construção do C-390 pela EMBRAER foi assinado pela FAB, no valor de 130 milhões de dólares inicias , na LAAD, no Rio de Janeiro, nesta semana.

    O Governo Lula está recuperando nossa capacidade de defesa por uma razão muito simples: tem dinheiro para isso. A exemplo de seus companheiros no BRIC (aliança estratégica que reúne 4 dos 5 maiores países do mundo – com sua primeira cimeira presidencial marcada para julho de 2009 em Moscou) o Brasil tem reservas internacionais e títulos do tesouro norte-ameriacano, do qual é o quarto maior credor, no valor de 210 bilhões de dólares, com toda a crise, etc. A dívida externa brasileira, para se ter uma idéia, corresponde a 14.9% do PIB, enquanto a da Espanha, que se considera (alucinadamente) a oitava economia do mundo, é de 166% do PIB. Em outra comparação, o aporte da Espanha ao FMI acertado na reunião do G-20, de 4 mil milhões de dólares, corresponde a 25% das reservas internacionais do país, enquanto o aporte do Brasil, de 4.5 mil milhões de dólares, corresponde a cerca de 3% das reservas brasileiras.

  47. é uma excelente noticia de que darei conta aqui, brevemente…
    melhor seria se Portugal também aderisse a este programa e se os nosso 390 fossem montados parcialmente aqui nas Ogma (que tb são da Embraer, aliás)
    A Espanha tem sérios problemas… um desemprego a caminho dos 20%, uma baixa produtividada (muito abaixo da portuguesa, p.ex.), um setor imobiliário completamente descontrolado, etc, etc…

  48. Sr, Marco, boas falas. e dizer que os ianks são nossos devedores…que volta esse mundinha dá ! É tomara que os sr. Lula continue a imprementar esse reequipamento das n/FAs, e contrua sos 06 SSKs e 02 (dois) subs neclares, sem esquecer da FAB , tão maltratada e quase obsoleta com caças velhos , ainda que operacionais. Vamos ficar de olho “nele” e nos outros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: