O Estranho Incidente de Ormuz de 5 de Janeiro, entre os EUA e o Irão


(Vídeo do “incidente” entre 3 navios da US Navy e pequenos patrulhas iranianos de 5 de Janeiro)

Um jornalista americano descreve o incidente ocorrido em 5 de Janeiro, no Estreito da antiga cidade portuguesa de Ormuz como uma “fabricação”…

Talvez se recordem que no passado dia 7 de Janeiro o comando da 5ª Esquadra dos EUA no Golfo Pérsico emitiu uma declaração referente a um encontro com pequenos navios patrulha iranianos. Segundo um artigo do jornal Asia Times: “o relatório oficial afirma que vários “pequenos barcos” iranianos “manobraram agressivamente até ficarem muito próximo do Hopper. Mas o relatório não menciona que os barcos iranianos ameaçaram de alguma forma os navios americanos ou que estes estiveram quase a abrir fogo sobre estes.” De facto, acrescenta o jornal indiano, este tipo de encontros são frequentes, nestas paragens e o que aconteceu em Janeiro seguiu completamente todos os procedimentos habituais: alerta via rádio, tentativa de estabelecimento de comunicações e manobras evasivas.

A notícia começou a aparecer depois – diz o Asia Times – de uma reportagem de Barbara Starr da CNN que mencionou as tais “manobras agressivas” por parte dos iranianos que, afinal, nunca existiram nos relatórios oficiais. Depois desta reportagem da CNN, a CBS repetiu a notícia, e horas depois estava já nos écrans de todas as televisões no mundo, televisões lusas inclusivé… com excepção do canal público iraniano, suponho… A fonte desta falsa notícia é confusa, mas em resposta o Pentágono acabou por divulgar um vídeo condensado (ver acima) que ilustra o incidente. No video ouve-se algo assim “Vou para cima de ti… Vou explodir dentro (inaudível) minutos.” Os iranianos, depois da divulgação do vídeo negou tudo e declarou que o som tinha sido digitalmente inserido. Dias depois, a 13 de Janeiro, representantes do Pentágono admitiam que desconheciam a fonte da emissão de rádio captada em vídeo quando antes afirmavam ter a certeza de que a emissão viera de um dos barcos iranianos… Mais tarde o comandante da 5ª Esquadra, o vice-almirante Kevin Cosgriff negou que os seus navios estivessem estado quase a disparar sobre os barcos iranianos… como dizia a notícia da CNN!

Na altura, quando o episódio chegou às televisões lembrei-me do famoso “Incidente do Golfo de Tonkin” ocorrido em 1964, ao lago do Vietname do Norte e onde dois patrulhas P-4 norte vietnamitas teriam atacado navios de guerra americanos em águas internacionais. Todo o episódio está envolto em polémica, mas é geralmente tido como uma fabricação para justificar a entrada de forças dos EUA no conflito… Uma técnica que aliás já tinha sido usada nos EUA, quando da Guerra Hispano-americana onde o “Maine” também teria usado em idênticas circunstâncias… A grande diferença com estes casos é que não houve um conflito justificado pelos mesmos. Será que algo falhou no plano para justificar um ataque aéreo às bases navais e à marinha iraniana? Algo do género de oposição interna dentro dos EUA, ou será que apenas os iranianos não cumpriram a parte “deles” e não tiveram uma atitude agressiva o suficiente para produzir tal resultado?

Fonte principal:

Raw Story

Categories: DefenseNewsPt, Política Internacional | Etiquetas: , | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: