Daily Archives: 2008/03/29

A minha perspectiva pessoal daquilo que poderá ser uma União Lusófona é que:

MIL

1. Esta deve começar por Portugal e por Brasil, os dois países com graus de desenvolvimento económico e tecnológico mais semelhantes de entre todos os países da Lusofonia. O sucesso desta união percursora haveria depois de cativar os demais países.

2. A União assumiria a forma de uma Confederação, em que os actuais Estados transfeririam para os órgãos centrais da União apenas as responsabilidades de Defesa e de representação internacional.

3. Os Estados compostos da União teriam direitos paritários entre si, mas as responsabilidades de política económica, fiscalidade, solidariedade social, Justiça, Saúde e Educação caberiam em primeiro lugar aos Municípios autónomo democráticamente eleitos e verdadeiro esteio democrático da União Lusófona, aproximando os cidadãos do Governo, como não sucedeu ainda em nenhuma outra forma de Governo ou Estado no mundo ou na História do Mundo.

Esta é, repito, uma perspectiva lusófona e não vincula o Movimento Internacional Lusófono, mas revê-se completamente na sua carta de princípios.

Publicado também em Nova Águia

Concorda com esta visão de uma “União Lusófona”?

1) Sim
2) Não
3) Só com alguns pontos

Se é português: Concorda com a União Portugal-Brasil?

1) Sim
2) Não

View Results


Se é brasileiro: Concorda com a União Brasil-Portugal?

1) Sim
2) Não

View Results

Anúncios
Categories: Brasil, Movimento Internacional Lusófono, Nova Águia, Portugal | Etiquetas: | 6 comentários

O reactor nuclear “doméstico” da Toshiba

(O reactor nuclear “doméstico” da Toshiba in http://www.nextenergynews.com)


A Toshiba, no Japão, está a construir um protótipo de um reactor nuclear pequeno e de baixa potencia desde 2005. O reactor será capaz de fornecer energia eléctrica a blocos de apartamentos ou a pequenas bases militares instaladas em locais remotos. O reactor mede apenas 10 metros de comprimento por 3 de largura e usa reservatórios de Lítio 6 líquido, em vez das conhecidas barras de urânio dos reactores convencionais. O Lítio 6 um isótopo eficaz a absorver neutrões e o seu uso permite automatizar completamente a operação do sistema. O sistema consiste num grupo de seis reservatórios ligados entre si até ao núcleo do reactor. Todo o processo é auto-sustentado e dispensa qualquer tipo de manutenção. O combustível no seu interior é suficiente para manter o reactor activo por 14 anos e a 5 cêntimos de dólar por kw/h produz energia a cerca de metade do preço a que ela fica quando é comprada à rede eléctrica e vai gerar até 200 KW durante quarenta anos.

O primeiro reactor deverá ser instalado no Japão ainda em 2008, e a Toshiba espera começar a comercializar o equipamento nos EUA e na Europa logo no ano seguinte. O sistema tem várias vantagens… Desde logo, não produz resíduos radioactivos (a minha grande objecção contra a Energia Nuclear)… Por outro lado, não produz também combustível passível de ser usado em armas nucleares, como sucede com os reactores de fissão a Urânio da actualidade… E é auto-sustentado, isto é, pode ser operado sem necessidade de controlo técnico… Parece bom demais para ser verdade, não é?… Enfim, veremos ainda este ano se esta promessa se cumpre ou não. E de qualquer maneira… A Toshiba está mesmo a precisar de deitar cá para fora alguma coisa de radical e inovadora… Depois do flop que foi a sua fugida da guerra HD-DVD / Blu Ray, ela logo, que era a grande campeã do primeiro formato.

 

Fonte:

Engadget

Categories: Ciência e Tecnologia | Etiquetas: | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade