Daily Archives: 2008/03/12

O projecto “Desertec” uma rede de estações termosolares no Norte de África e no Médio Oriente

Desertec

(A proposta rede da “Desertec” in http://www.desertec.org)


A União Europeia está a avaliar um plano proposto pelo rei da Jordânia e que consiste num investimento de 10 biliões de dólares para instalar em zonas desérticas do norte de África um rede de painéis fotovoltaicos que ligados à Europa através de cabos subaquáticos poderão fornecer até um sexto de todas as necessidades energéticas europeias. O projecto resulta de uma ideia do príncipe Hassan bin Talal da Jordânia e recebeu o nome “Desertec” sendo apresentado como tal ao Parlamento Europeu. A União financiaria os fundos iniciais para desenvolver a tecnologia solar necessária e construiria as estações solares prototipais. Após este arranque, Bancos privados e os governos locais desenvolveriam o projecto até aos tais 10 biliões. A tecnologia proposta é idêntica à dos concentradores de luz solar como aqueles que a Stirling vai instalar no Mojave. Embora já existam várias instalações de geração de energia eléctrica por concentradores solares (em Sevilha, por exemplo) nenhuma tem a potencia máxima estima deste tipo de instalações, que deverá oscilar os 100 megawatts. O “Desertec” prevê a construção de uma rede de um milhar de estações solares na costa norte-africana e no Médio Oriente, gerando um total de 100 biliões de watts, dois terços seriam consumidos localmente, em África, poupando recursos para outras importações e reduzindo simultaneamente a dependência do petróleo e as emissões de CO2. O remanescente, 30 biliões de watts, seriam exportados para a Europa, dando emprego e exportações a estes países que são hoje dos mais pobres do mundo.

 

O projecto poderia ser uma fonte importante de Emprego e de riqueza naquelas que são hoje das regiões mais pobres do mundo e dos caldos de cultura mais ricos para o fundamentalismo islâmico. Adicionalmente, os painéis poderiam também produzir água potável, por processos de dessalinização. O grande contra é que os 10 biliões seriam apenas o valor necessário para o arranque do projecto, já que para colocar todo o conjunto em velocidade cruzeiro seria preciso gastar 3 triliões de dólares durante dez anos… Enfim, nada é perfeito…

 

 

Fonte: The Guardian

Categories: Ecologia, Economia | Etiquetas: | Deixe um comentário

Quids S11-19: Onde foi encontrada (que blog) esta fotografia?

qwqw.jpg

Dificuldade: 3

Replicas lentas…

Categories: Quids S11 | 14 comentários

“Oh, up yours, senor”… resposta da AACS britânica

Parsons
(Parsons… O autor do polémico artigo)

A propósito de um artigo publicado no jornal britânico “Daily Mirror” para cuja existência fui alertado pelo Ideias Fixas 2, encetei algumas diligências no sentido de me queixar quanto ao conteúdo profundamente racista das do artigo “Oh, up yours, senor” aqui publicado junto da comissão britânica contra o Racismo, que rejeito a reclamação, afirmando não ser esta (estranhamente) do seu foro, mas sim do equivalente britânico para a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ex-AACS) acabei por receber uma resposta desta segunda entidade pública britânica…

Dear Mr Martins
has now concluded its investigation into the complaint from the Portuguese Ambassador about an article published in the Daily Mirror of October 2007 with the headline “Oh, up yours, senor”.

As a result of the complaint, the newspaper published a correction (enclosed) in regard to a factual inaccuracy in one of the comments ascribed to the Ambassador. Additionally, the columnist sent a private apology to the Ambassador, who was also concerned that the article had contained offensive comments about the Portuguese people and police.

The summary of the complaint has been published on the PCC website, and the matter is now considered to be concluded.

We are very grateful to you for contacting the with your concerns. The article attracted a record number of complaints, of which the newspaper has been made aware.

Aparentemente, não fui o único português que em nome individual se queixou do teor, das palavras e do sentimento implícito a este artigo do Mirror. A este propósito, note-se que idêntica reclamação enviada à redacção do dito pasquim não produziu qualquer resposta… Que admiração… A minha queixa foi de facto englobada noutra, promovida pela própria embaixada portuguesa no Reino Unido que reclamou pela “imprecisão” registada no artigo quanto às opiniões do embaixador sobre o caso McCann e a sua muito fundada reclamação sobre a “posição ofensiva” sobre a pessoa do embaixador, a polícia portuguesa e aliás, sobre toda a nossa população. O Daily Mirror foi forçado a enviar uma carta ao embaixador pedindo formalmente desculpa e publicou as seguintes linhas:

Further to our article of 29th October, we are happy to make clear that whilst the contrary impression was given by the comments of the Portuguese Ambassador to the Times on 27 October we can confirm that the Ambassador did Antonio Santana Carlos not, and has not, said that the Madeleine McCann case has seriously damaged relations between Portugal and this country.

Moral da história… Vale sempre a pena reclamar. Mesmo quando a nossa reclamação acaba por ser englobada numa outra. É que de permeio sempre incomodamos estes indignos senhores da “pérfida Albion” e fazemos vingar os nossos direitos a sermos tratados como seres humanos… ainda que sejamos do tal dito e suposto “Club Med”.

Categories: Madeleine McCann, Sociedade | 6 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade