Os “Lusíadas” de Luiz Vaz de Camões e o Quinto Império

Luiz de Camões
(http://web.letras.up.pt)

Conquista será a quarta, que no Império
Portuguez só reside com possança:
Pois no emblema e no infimo Hemispherio
As quatro partes só do mundo alcança.
E as quatro Nações d’elles por mysterio
com que conquista, e tem certa esperança,
Que Christãos, Mouros, Turcos e Gentios,
Juntarão n’uma lei seus senhorios.

Lusíadas, Luiz de Camões.

Camões exprime aqui aquela mesma corrente que atravessa toda a sociedade portuguesa da sua época, e até aquela de épocas anteriores e que antevê na gesta portuguesa algo de extraordinário e único, totalmente diverso… A crença na providencialidade do “império” português, de que a extensão quatricontinental da presença lusíada no mundo, representada pela Esfera Armilar e apresenta aqui uma outra interpretação para o termo “Quinto Império”: não o quinto, após quatro, de “quatro impérios”, mas o “quinto” no sentido em que será aquele que tomará a parte dos quatro “impérios” existentes: cristãos, mouros, turcos (muçulmanos) e gentios (pagãos). E note-se que aqui o “Quinto” aparece não como a vitória dos “Cristãos” sobre os demais, mas incluindo nesta mesma lista e a par dos demais, esta própria crença, sinal da própria autonomia do mandato do Espírito Santo aos reis portugueses, livre de mandato vaticânico e do verdadeiro e último objectivo do “Quinto Império”: estabelecer uma “Lei” única e universal a todos os povos e crenças, transversal e aceitadora até das idiossincracia das crenças diversas, já que no poema se diz “juntarão” e não “converterão”, isto é, só se pode “juntar” aquilo que é por essência diverso e distinto, e não uno, coeso e converso como se poderia deduzir de muitas passagens de outros teóricos do Quinto Império, Vieira incluído.

Categories: Movimento Internacional Lusófono, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: