Daily Archives: 2008/01/15

Agostinho da Silva, Liberdade, Destino, Genética, Defeitos

Conversas Vadias
CD1
Adelino Gomes, jornalista do Público
A Liberdade e o Destino

O ideal dos três S: o Sustento, o Saber e a Saúde

“Na realidade, Liberdade e Destino são duas fantasias nossas, não há nada de real. Sobre as quais podemos constituir belos sistemas filosóficos.”

A Engenharia Genética:
“Não se deve confundir Ciência com aplicação da Ciência”
“Quando o Homem cria uma peça ou máquina tem que decidir logo para que fim a vai usar.”
“Se curasse o Dostoyevsky tivesse sido curado dessa epilepsia, o que o curaria por exemplo de ter escrito um romance… A pessoa tem que decidir o que é que faz e de que maneira faz. Não creio que a coisa melhor do Homem seja ser normal. Como também não me parece que a melhor fruta do mundo seja normalizada, como aquela que Portugal está aí agora a importar e que a CEE vai continuar a obrigar a importar.”

“A pessoa nasce em determinadas circunstâncias, sem se dizer se elas são boas ou más. (…) É um problema esse de dizermos que uma pessoa tem determinados defeitos e qualidades. O que se deve dizer é que as pessoas têm determinadas características e o que nós por vezes verificamos é que são os defeitos que fazem as boas obras e as qualidades aquelas que muitas vezes as abatem.

“casos excepcionais é tudo o que há mundo. Cada um de nós é inteiramente excepcional. Não há nenmhum Homem igual a nós em todos os biliões que existem, nem fisicamente, nem mentalmente.

“Se é sua ideia que eu posso ajudar a resolver alguma coisa está inteiramente enganado. Eu posso ajudá-lo em o meu amigo tomar cuidado em não resolver coisa nenhuma. (…) Por dois lados, para não fechar a porta ao Futuro: Toda a pessoa que tomou uma resolução não quer saber de mais nada daquilo que venha depois, pode não se emendar de coisas que seriam mázinhas para a sua vida. Em segundo lugar, porque a pessoa resolveu qualquer coisa é quase meio passo para estabelecer uma Inquisição qualquer, com a qual quer obrigar todos os outros a serem como ele e a chegarem à mesma verdade.”

“Esse muro do Atlântico que travou o Império Romano, quem o foi derrubar? Foi um pequeno povo, quase esquecido, no Ocidente da Península que conseguiu que o muro se derrubasse e que o Império Romano, ou aquilo e que ele se transformara assim o passasse.”

Anúncios
Categories: Movimento Internacional Lusófono, Portugal | 2 comentários

Quids S10-19: Como se chama este logradouro?

dddis.jpg
Dificuldade: 3

Categories: Quids S10 | 32 comentários

Fernando Seara vai enterrar 30 milhões de euros dos nossos impostos

Fernando Seara
(Fernando Seara, no sempre excelente… We Have Kaos in the Garden)
“Enterrar uma linha de muito alta tensão custa cinco milhões de euros por quilómetro mas o nível de risco para as populações é o mesmo.” (…) “O campo electromagnético gerado pela linha não é atenuado pelo enterramento, a menos que os cabos fossem blindados com uma liga metálica de chumbo, de custos incomportáveis. O único factor de atenuação das radiações é a distância: a mais de 20 metros, o campo é praticamente não mensurável. (…) Uma linha de muito alta tensão custa, 16 vezes menos, (que um enterramento)” (…) “A Câmara de Sintra decidiu suportar os custos de enterrar alguns troços da linha entre Fanhões e Trajouce, com 28 km” (…) O que equivale a uma despesa de 20 a 30 milhões de euros para a autarquia dirigida por Fernando Seara.” (…) “O responsável da REN (Artur Lourenço) explicou ainda: “não haverá nenhuma alteração do campo magnético. As pessoas apenas vão deixar de ver a linha passar perto das suas casas. No fundo, a intervenção vai custar alguns milhões de euros por uma questão visual e de bem-estar das populações.”

Mário de Carvalho

Expresso de 15 de Dezembro de 2007

Não existe Ciência que determine claramente que existe uma relação entre a radiação electro-magnética e qualquer actividade tumoral nos seres vivos… Existem indícios vagos… correlações tentadas… Mas todos podem provir de outros factores paralelos e existem muitos outros factores já melhor conhecidos que provocam tumores e que não merecem igual atenção (por exemplo, a poluição química e atmosférica…) Estes cinco milhões de euros podem ser uma causa popular e por isso são um argumento que um populista como Fernando Seara irá esgrimir nas próximas municipais de Sintra, mas num concelho tão carenciado de estruturas, com tantos e tão graves problemas sociais, enterrar uma linha de alta tensão deve ser uma das prioridades do executivo camarário, especialmente neste contexto de incerteza científica quanto à validade destes temores? Governar é gerir os recursos de todos nós, não acudir a cada causa populista que apareça com os recursos dos impostos de todos. Governar é definir estratégias de investimento, estudadas e fundadas em critérios técnicos e científicos, não escutar e ler sondagens e tomar decisões populistas, mas destituídas de fundamento. Tudo regras que Seara, do alto dos seus nove ou oito empregos acumulados parece desconhecer.

Categories: Ciência e Tecnologia, Política Nacional, Portugal | 9 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade