As Pandur II 8×8 poderão ser exportadas para Angola…

Pandur II 8x8
(Pandur II 8×8)

A empresa portuguesa Fabrequipa deverá fabricar até 2010, 260 veículos de transporte de tropas Pandur II 8×8, entre as quais 20 unidades anfíbias, sendo que a este lote inicial deverão juntar-se no Exército português mais 42 unidades montadas na fábrica Steyr-SSF, na Austria. Além destas, existe a opção para comprar um lote adicional de 33 unidades armadas com um canhão de 105 mm por 140 milhões de euros. A decisão de escolher a Pandur, da Steyr, foi uma das boas decisões do consulado Portas no Ministério da Defesa (a dos Submarinos, foi uma das más…) e implicou uma compensação da ordem de grandeza de 150% durante os nove anos da produção dos veículos (entre 2006 e 2009), assumindo-se como um (raro) caso de transferência de tecnologia bem sucedida e tornando-se o primeiro veículo blindado fabricado em Portugal depois das obsoletas “Chaimite” que a Bravia construiu na década de 60…

Sabe-se que existem já contactos com Angola no sentido de fabricar para exportar para este país algumas Pandur II, e que este país lusófono está a pensar reequipar as suas unidades mecanizadas relativamente obsoletas, mesmo para os padrões da região:

A Pandur II poderia ser também uma resposta adequada às necessidades do Brasil se este não estivesse já no programa VBTP-MR de substituição dos Urutu-3… Mais um caso de divórcio entre dois países lusófonos que tudo teriam a ganhar em estabelecer parcerias, partindo, por exemplo, para um veículo blindado conjunto, quer construindo Pandur II no Brasil, quer… participando no projecto brasileiro.

Fontes:
Steyr-SSF
Vida Económica de 16 de Novembro de 2007

Anúncios
Categories: Brasil, DefenseNewsPt, Defesa Nacional, Portugal | 3 comentários

Navegação de artigos

3 thoughts on “As Pandur II 8×8 poderão ser exportadas para Angola…

  1. Ultramar

    Pois é, Clavis, concordo com o que escreveste… E o Brasil, infelizmente, deixou com a italiana FIAT (IVECO) a construção dos substitutos do Urutu (e do Cascavel, creio eu), ao invés de uma empresa nacional… Bem, ao menos eles serão fabricados no Brasil e podem ser exportados…

  2. sa morais

    Angola?… Espero que depois na hora de os pagar… Bem já aconteceu algumas vezes…

  3. Ultramar: É uma pena…Especialmente lembrando aquilo que poderia ter sido o Osorio… Caramba se na época havia tecnologia para o construir, não haveria hoje para construir um APC minimamente decente? Tenho a certeza que sim… Estabelecendo parceiras e garantindo exportações com Portugal e Angola, por exemplo…
    Sá: Sim… Infelizmente há vários relatos desses… com fornecedores russos e ucranianos, creio… Angola hoje está numa situação financeira e orçamental muito diferente. Mas os seus líderes são os mesmos de sempre… Sim, compreendo as reservas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: