Daily Archives: 2007/11/28

CurtasLinhas (3): Da presença sistemática de Portugal nos últimos lugares de todas as tabelas comparativas entre países

Portugal não pára de cair em todos os índices comparativos com outros países europeus. Praticamente todos os dias encontramos na imprensa uma notícia nova onde se dá conta do afastamento da riqueza média portuguesa da média europa, da queda de lugar dos indíces de desenvolvimento humano, da incidência de HIV entre a população, etc, etc. Somente no que concerne à recuperação do deficit do Orçamento parece haver algum optimismo, e mesmo este decorrente de uma sucessão de sacrifícios, entre os quais alguns que serão responsáveis por várias das descidas acima listadas… E esta situação não é recente, nem pode ser imputada a um único Governo, já que todos os partidos já tiveram responsabilidades governativas de algum tipo e que – antes do 25 de Abril – o mesmo tipo de atraso endémico caracterizava o país. Existe então algum problema profundo que levará sempre este país para os últimos lugares destas comparações? Existe. Portugal não é um “País” na acepção norte-europeia ou “estado-nação” do termo. Portugal é sobretudo uma ideia, uma atitude de “presença no Mundo” e para que esta consiga respirar e desenvolver-se tem que esta balisada e objectivada para missões de grandes propósitos – aparentemente inalcansáveis – e para objectivos de grande fôlego e de longíssimo prazo. Portugal é um país missionário, todo ele, e com ele todos os portugueses de Portugal e de além-mar, como os brasileiros, verdadeiros continuadores da alma portuguesa (existem hoje mais descendentes de portugueses no Brasil, do que portugueses em Portugal). Portugal precisa assim de encontrar uma nova “Missão” universalista e global, como aquelas que o norteram durante os Descobrimentos, a Expansão no Oriente ou o reconhecimento do Brasil. E não serve para tal os objectivos tacanhos e contabilísticos da Europa. Portugal precisa de reencontrar o seu Centro “Onfalos” perdido… no meio do Atlântico, algures entre Portugal, o Brasil e os demais pólos da lusofonia… Portugal precisa de se reconciliar com o sonho esquecido do “Quinto Império” e tornar a ser, novamente… Portugal.

Anúncios
Categories: Brasil, CurtasLinhas, Economia, Portugal | 3 comentários

QuidSZ S3-19: Que computador era este?

dddddaaaaa.jpg

Dificuldade: 4

P.S.: Lamento pelo atraso… Mas só agora pude “deitar” a mão ao computador…

Categories: QuidSZ S3 | 5 comentários

O OLPC está finalmente pronto para entrar em produção

OLPC XO 1

A produção em série do famoso “portátil de 100 dólares” finalmente começou, após cinco longos anos de avanços, recuos e de muitas promessas falhadas… A produção foi entregue à empresa chinesa Quanta que está agora a fabricar os primeiros OLPC XO-1 de série na sua fábrica de Changshu, na China. A Quanta não é uma empressa qualquer… fabrica cerca de 1/4 de todos os laptops do mundo, para vários fabricantes desde a HP à Dell (49 milhões em 2006). Desta forma, os primeiros OLP poderão ser entregues ainda no mês de Novembro e concretizar assim o sonho do fundador do projecto Nicholas Negroponte de entregar a milhões de crianças de países em Desenvolvimento estes computadores.

Segundo este artigo da Wikipedia, estas serão as características do OLPC XO-1:

Connectivity 802.11b/g /s wireless LAN
3 USB 2.0 ports
MMC/SD card slot
Media 1 GB flash memory
Operating system Fedora-based (Linux)
Input Keyboard
Touchpad
Microphone
Camera
Camera built-in video camera (640×480; 30 FPS)
Power NiMH or LiFePO4 battery removable pack
CPU AMD Geode LX700@0.8W + 5536
Memory 256 MB DRAM
Display dual-mode 19.1 cm/7.5″ diagonal TFT LCD 1200×900
Dimensions 242mm × 228mm × 32mm
Weight LiFeP battery: 1.45KG; NiMH battery: 1.58KG

Dada a necessidade imperativa de manter os preços de produção baixos, houve necessidade de só arrancar depois de terem sido asseguradas as primeiras encomendas de massa, as quais vieram do Uruguai, embora tenha ocorridos muitos outros contactos, nomeadamente com o governo brasileiro, os quais ainda não se concretizaram na forma de encomendas (para a História do OLPC no Brasil, clicar AQUI). Bem, o certo é que graças a uma encomenda do governo do Uruguai de cem mil OLPC XO-1 o projecto passou finalmente para a fase de construção, e isto apesar de toda a força lançada por gigantes como a Intel (cujo presidente disse ser o “XO um gadget de 100 dólares”) e da Microsoft (que criticou a falta de disco rígido e o “écran pequeno”). Outros ainda, afirmaram que um laptop não deveria ser prioritário em paises onde falta saneamento e água potável…

Mas o OLPC nunca procurou ser um prodígio tecnológico, apenas uma forma barata e acessível de levar a Educação para a tecnologia até paragens onde esta tem sido uma total impossibilidade prática! O OLPC foi concebido a pensar no seu uso em locais díficeis, quentes e húmidos… Não tem partes móveis e é especialmente resistente a quedas e inclui um tipo de écran LCD especialmtne desenhado para ser usado no exterior, com forte luz solar. De igual modo, o OLPC tem um muito baixo consumo de energia e pode ser carregado a partir de painéis solares… O plano para incluir uma manivela para carregar o laptop foi infelizmente abandonado por questões de custo e técnicas, já que embora estivesse presente nos primeiros protótipos acabou-se por concluir que o uso de uma manivela introduzia um stress estrutural ao OLPC para além de alguns estudos que indicavam que os músculos dos braços e pulsos poderiam ser muito castigados e isso não seria nada simpático para os seus utilizadores…

O plano inicial de vender um laptop a 100 dólares é que não foi possível concretizar, já que cada unidade custa hoje 188 dólares uma vez que também não foi possível dar cumprimento à excepectativa inicial de que seriam necessárias pelo menos 3 milhões de encomendas para arrancar com a produção do OLPC, mas pelo menos, e graças a uma encomenda do Uruguai de 100 mil OLPCs (mais 250 mil em opção) (ver AQUI) é possível começar a construir em série OLPC. Para além do Uruguai, também a Mongólia vai comprar pelo menos 20 mil unidades (ver AQUI e AQUI) no âmbito de um programa de dar até 2010 a cada criança mongol um laptop ligado à Internet.

O OLPC pode também ser adquirido directamente por particulares que vivam na América do Norte no âmbito do programa “Give 1 Get 1 programme (G1G1)” em que por cada OLPC que um particular comprar outro será cedido a uma criança do Mundo em Desenvolvimento. Infelizmente, o programa não inclui a Europa…

Fontes:
BBC
Wall Street Journal

Categories: Informática, Sociedade | 6 comentários

Para ver filmes flash (.flv) num Windows Server 2003

O .FLV é um novo formato usado por ficheiros Adobe Flash. Permite colocar video num site, mas se este correr em Windows Server 2003 teremos que realizar a seguinte configuração:

1. Sob o Site do IIS, chamar “Properties”
2. Em Headers, seleccionar “File Types” e em MIME fazer “New Type” e introduzir
Associated Extension: .flv
MIME Type Box: flv-application/octet-stream (há também relatos de que é necessário usar aqui “video/x-flv”)
3. OK para sair da caixa de properties do IIS
4. Stop e Start do serviço de WWW

Mas atenção… Este procedimento apenas funciona sob Windows Server 2003 SP1, não sob o Windows Server 2003 sem o SP1 !

Fontes:
http://kb.adobe.com/selfservice/viewContent.do?externalId=tn_19439&sliceId=1
http://flv.brothersoft.com/news_windows-2003-server-does-not-stream-flv-videos.html
http://renaun.com/blog/2006/06/15/42/
http://blogs.ittoolbox.com/c/engineering/archives/adding-flv-mime-type-in-iis-4198
http://blogs.ugidotnet.org/kfra/archive/2006/10/04/50003.aspx

Categories: Informática | 5 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade