O “Caso Roswell” do “The Nebraska State Journal” de 7 de Junho de 1884

Uma das primeiras notícias sobre “Discos Voadores” data de 1884 e descreve os acontecimentos ocorridos nesse ano no Estado americano do Nebraska. A fonte é um artigo do jornal “The Nebraska State Journal” de 7 de Junho de 1884.

Eis o artigo em questão, traduzido para português:
“Um Visitante Celestial
Uma espantosa e curiosa história da região do condado de Dundy

Um fenómeno muito notável ocorreu por volta da uma da tarde ontem a cerca de 35 milhas a noroeste deste lugar. John W. Ellis. um rancheiro bem conhecido, levava o seu gado para o campo com 3 dos seus filhos e vários outros vaqueiros para o encontro anual. Quando cavalgavam ao longo da planície ouviram um som terrível, como um rugido pairando sobre eles e olhando para cima, viram aquilo que parecia ser um meteoro de tamanho imenso caindo em ângulo sobre a terra. Um momento depois precipitou-se para a terra e saiu de vista. Subindo apressadamente a colina viram o objecto caindo a cerca de meia milha e desaparecendo atrás de outra colina.

Galopando a toda a velocidade, ficaram espantados ao ver vários fragmentos de rodas dentadas e outras peças de maquinaria espalhadas pelo chão, ao longo do caminho percorrido pelo visitante dos céus, brilhando com um calor tão intenso que a erva estava queimada até uma longa distância em torno de cada fragmento e tornando impossível a aproximação a cada um deles (“they were astounded to see several fragments of cog-wheels and other pieces of machinery lying on the ground, scattered in the path made by the aerial visitor, glowing with heat so intense as to scorch the grass for a long distance around each fragment and make it impossible for one to approach it”). No fundo de uma ravina funda onde o objecto tinha caído, havia um calor tão intenso que era impossível de suportar e havia aqui uma luz tão intensa que o olho humano não a podia suportar a não ser por breves instantes.

Uma ideia deste calor pode ser adquirida do facto que um membro do grupo, um cowboy chamado Alf Williamson, deixando a sua cabeça descuidadamente exposta sobre o banco da ravina tombou sem sentidos ao fim de meio minuto. A sua face estava desesperadamente queimada e o seu cabelo estava queimado e quebradiço (“hair singed to a crisp”). O seu estado era perigoso. À distância do aerolito, fosse ele o que fosse, era de cerca de 200 pés. O homem queimado foi levado até à casa de Mr. Ellis, tratado da melhor maneira possível de acordo com o que as circunstâncias permitiam e foi chamado um médico. O seu irmão, que vivia em Denver foi chamado por telégrafo.

Descobrindo ser impossível a aproximação ao visitante misterioso, o grupo voltou para trás sobre o seu rasto. Onde este primeiro tocou o solo estava areia e alguma era. A areia estava fundida até uma profundidade desconhecida num espaço de cerca de 20 pés de extensão por oito, e o material fundido ainda borbulhava e silvava. Entre este o local de paragem final havia vários pontos onde tinha entrado em contacto com o solo, mas nenhum estava tão bem marcado como este.

Descobrindo ser impossível fazer alguma investigação, Mr. Ellis voltou para a sua casa e enviou mensageiros para os ranchos vizinhos. Quando a noite chegou a luz do objecto maravilhoso era tão forte como o sol, e os visitantes que o foram ver continuavam a ser incapazes de suportar o brilho.

Na manhã seguinte outra visita foi feita ao local. A equipa incluia E. W. Rawlins, o inspector para este distrito que tinha chegado a Benkleman nessa noite, e a quem uma amostra de particulas recolhidas no local foi entregue. As partes menores da maquina espalhada tinham arrefecido a um ponto até que já era possível a aproximação, mas ainda não a sua manipulação. Uma peça que parecia uma pá de uma hélice feita de metal e a aparência de ser uma espécie de bronze com cerca de 16 polegadas de largura, 3 de grossura e 3 e meia de comprimento foi recolhida com uma pá. Não devia pesar mais do que cinco onças, mas parecia tão forte e compacta como qualquer outro metal conhecido. Um fragmento de uma roda com um diâmetro aparente de sete ou oito pés, foi também recolhida. Parecia ser do mesmo material e tinha a mesma notável leveza.

O aerolito, ou lá o que fosse, parecia ter entre 50 a 60 pés de comprimento, cilindrico e com 10 ou 12 pés de diâmetro. Havia uma grande excitação na vizinhança mas a aproximação foi suspensa enquanto os cowboys esperavam que esta descoberta maravilhosa arrefecesse de forma a que a pudessem examinar.

Mr. Ellis foi à cidade e contactou o “land office” com a intenção de garantir que a terra onde a estranha coisa estava era sua, de forma a que esta posse não fosse disputada.

Um grupo foi enviado para o local e viajaria durante toda a noite até lá chegar. O terreno na vizinhança era muito selvagem e duro, e os caminhos pouco mais do que trilhas.”

O Jornal em questão tem parte dos seus artigos disponíveis online por AQUI (um site ligado à busca de genealogia), sendo a data mais antiga disponível 1897. E de facto, aqui, neste ano em diante há vários artigos mencionado o nome de John W. Ellis… Será então que a publicação do jornal começou apenas em 1897 e logo, o artigo era um “hoax”? Não… O jornal era publicado em 1893, como se depreende desta biografia e do comentário a esta fotografia:


(“Cather at the Nebraska State Journal offices, c. 1893-1895.”)

Mas… Parece que demos com o rabo do gato. Segundo este site, a primeira edição do Nebraska State Journal ocorreu em 1887:
“Nov 28, 1887 First Monday edition of Nebraska State Journal”. Só que… Se referem à sua edição à segunda-feira! É que segundo este outro site: “Gere founded Lincoln’s first newspaper, The Nebraska Commonwealth (later the Nebraska State Journal) in 1867. When the State Journal became a daily in 1870“. Ou seja, entre 1867 e 1870, o jornal haverai de assumir a forma que tinha em 1884: Nebraska State Journal. Fica por tanto estabelecida a certeza de que pelo menos tal jornal existia nesta data…

A história em torno deste estranho relato foi conhecida pela primeira vez em 1964 (ver AQUI) e embora na altura ainda fosse possível encontrar na região pessoas que tivessem alguma recordação do caso estas não foram encontradas… Alguns acreditam que esta história é um Hoax. Alguns detalhes apontam nesse sentido como o das “rodas dentadas” ausentes de todas as histórias modernas de OVNIs, mas compatíveis com o ambiente técnico da época do relato. É claro que as “rodas” podiam não ser exactamente “rodas dentadas”, mas antes círculos ou outros objectos percepcionados como “rodas dentadas”. É verdade que os jornais da época não estavam muito interessados em reportar factos e que a concorrência feroz colocava-os frequentemente no caminho da pura invenção, apenas para “vender papel”. O facto de haver aqui várias testemunhas designadas pelo nome, de haverem indícios da sua existência nesta época e local (ver acima). No Nebraska havia várias famílias Ellis nessa data (ver AQUI, AQUI). Mas no censo de 1860 desse Estado não aparece nenhum John W. Ellis (ver AQUI) e por estas bandas:

Mas aparece um “John Ellis” no censo estatal de 1885:

Teria então 25 anos? E já 3 filhos? É possível… Já que não há indicações que se tratasse de um recém-chegado ao Condado de Dundy, mas até que era uma figura conhecida…

O incidente é segundo parece o relato mais antigo jamais surgido em jornais em todo o mundo. Um outro caso, de 1897, suportamente ocorrido em Aurora, no Texas (ver AQUI) em cujo cemitério:

Estariam enterrados… 4 alienígenas e que teria dado azo a esta notícia:

( http://www.ufocasebook.com/haydonarticle.jpg)

A lápide funerária foi roubada já há muito tempo (ver AQUI) e parece que o Mayor da cidade tinha motivos para atrair população à cidade e esta possível invenção pode ter feito parte desse estratagema (ver AQUI).

O que mais estranha neste caso “roswelliano” do Nebraska é a ausência de testemunhos materiais… Quer dos pedaços de maquinaria, quer da própria “nave”… Será que ainda existem soterrados algures no vale do rio Republican, onde supostamente estaria esta ravina?

Esta é a região onde se teria despenhado este ovni em 1884 (Google Maps).

Fontes:
Ufologie.net
Daily Nebraskan

Categories: Mitos e Mistérios, OVNIs | 18 comentários

Navegação de artigos

18 thoughts on “O “Caso Roswell” do “The Nebraska State Journal” de 7 de Junho de 1884

  1. sa morais

    È estranho… A notícia(s) pode ser um um hoax fabricado recentemente. Aquela das rodas dentadas também me chamou a atenção… Ugh…

    No segundo parece haver uma grande naturalidade ( demasiada?! ) em referir coisas como: airship, pilot… E assumem também com grande naturalidade que os pilots não seriam humanos… Bem, mentes bem abertas aquelas! Seria suposto que ficassem em pânico! Ainda para mais deviam ser comunidades com profundo cariz religioso… Mas se o artigo é autêntico…

    Esses restos materiais ( a existirem ), teriam sumido rapidamente – governo? Autoridades Locais? gente que queria guardar souvenirs?

    Já viste o que acontece quando um avião cai numa zona povoada? Ou temos autoridades que selam a área e levam tudo ou surgem os curiosos e tentam levar tudo o que puderem para casa…

    Se são hoaxes é coisa do séc XX/XXI. No entanto, é mais dificil acreditar em haoxes criados no séc XIX. Onde estava o imaginário de sci-fi, que permitiria a pessoas dessas comunidades alucinar/inventar tais histórias? – um dos grandes argumentos dos cépticos cai nessas épocas. Naquela altura seria normal visionárem anjos, demónios e coisas do género…

    Mas boa investigação. Continua assim que gosto de te ver! 😉

  2. Ultramar

    Boa história, Clavis… Para mim não há dúvida: somos visitados, sim, por seres estranhos, em naves estranhas, muito mais evoluidos, vindos sei lá de onde( por que seríamos os únicos no Universo?). Mas é claro que eles não devem viajar pelo espaço em “linha reta”, o que levaria anos-luz. É claro que eles já conhecem um “caminho” que ainda não conhecemos. Você imagina qual? E qual seria o propulsor das naves? Aliás, acho que esse assunto (OVNIS) deveria aparecer com mais frequência no Quintus… Será que ele não atrai mais visitantes?

    Bem, o que atrai mais visitantes realmente (e infelizmente) são notícias ou “fofocas” da TV, pois saiba que, no WORDPRESS, o blog em português com mais visitantes, segundo informação do próprio, é o brasileiro http://www.resumododia.wordpress.com , com notícias da TV, principalmente.

    Não sei… mas acho que, infelizmente, o seu blog também tem mais visitas (e comentários!) quando vc escreve sobre TV, cinema, Lost, etc…

  3. sa morais

    Por falar em Lost… Não tens dito nada…

  4. Sá: esta história é de facto muito intrigante… e provávelmente, verdadeira, pelo menos até certo ponto (mas qual?) O que lhe dá especial crédito é o facto de ser uma história tão antiga… mas nesta altura Verne e Wells já eram conhecidos… Seriam a fonte deste “hoax” (?) Daquilo que li fiquei mais ou menos convencido da veracidade da história… como na de Roswell, aliás

    Ultramar: É isso, acho mesmo que andam cá, mas também que a maioria das histórias e dos avistamentos são “outra coisa” (desde ilusão colectiva a fenómenos atmosféricos e astronómicos), mas há uma percentam de história e avistamentos que desafia toda a explicação… e Roswell está nesse número, assim como (talvez) esta história do Nebraska.

    Sá: bem… o meu “desinteresse” de Lost tem uma explicação… É que fui vendo todos os episódios à medida que iam sendo emitidos nos EUA, e logo, agora… Já estão mais que vistos… Mas na próxima season prometo ser mais contido e esperar pelos episódios em Portugal, de forma a retomar a Lost Quest!

  5. Meus Caros
    Talvez se queiram dar ao trabalho de ouvir BEM os videos que há no meu blog sobre o assunto? Bem, é verdade que eles costumam bloquear – mas não todos. Talvez tenham bloqueado os mais importantes… O pior é quando eles trocam os videos. Já aconteceu no passado. Eles trocam os links. Quando vocês carregam num link, ele vai ter a outro video do que eu colocara…
    Não estou agora com tempo para ir verificar. Mas vão vendo.
    Não me dou ao trabalho de ter colocado aqueles videos, até com riscos graves, para nada…espero 🙂 Cumprimentos

  6. Certo, Terpsichore! Prometo passar por lá e dar uma olhadela, literalmente!

  7. Olá Clavis
    Obrigada Foi óptimo claro a sua visita, e os seus videos de Agostinho.
    Entretanto, e de acordo com este tema aqui deste seu postal, os videos a que eu me referia neste caso, eram outros. Hehe, os videos do Agostinho da Silva, não implicam riscos graves…. 🙂 🙂
    Experimentem buscar o meu blog com as palavras ETs, ou OVNI, ou UFO, ou extra-terrestres.

    Eu passei muito tempo ouvindo videos intermináveis, que têm também muita mentira… para poder escolher os melhores e colocá-los no A Ilha dos Amores. Tem um ou dois que são os cruciais, e que se calhar estão bloqueados… mas um dia eu volto a buscar, e a colocar o que possa. Tento indo colocando os videos buscando a exposição de uma ou duas coisas cruciais. O especialismo em OVNIs não me interessa. O que importa é compreender algumas coisas cruciais.

    Há questões de que nada sei. Quando vocês discutem armamento, eu nada sei disso. Quando discutem actrizes e cinema, eu nada sei. Até daquilo que é considerado ”A” História de Portugal (e que é só um pequeno lado da História, embora muito relevante) sei muito pouco.
    Às vezes abordo um ou outro tema de que nada sei, para conhecer, ou honrar uma questão – ou porque acho importante aprender. Não sei como fazer bem claro esta distinção. Entre quando estou a abordar uma coisa de que nada sei, movida pelo meu interesse por ela – e outra que abordo para comunicar uma certeza interior… um ENTENDIMENTO?
    Não sei.
    Mas esta questão… como é que vos posso transmitir?… é uma dessas.

    A questão, a pergunta, se existem extra-terrestres, ou se eles andam cá… NEM É a interrogação significativa!! A não ser dos cegos, ainda. Pois que esse silêncio, até mesmo a nível ofiial, já está quebrado!!!
    Mas ao menos vocês interrogam-se. Já não é mau. Em comparação com aqueles que têm a certeza de que é tudo um disparate, e exprimem-no sempre com muitas ofensas a respeito daqueles que viram ou consideram o tema seriamente, a quem consideram excêntricos e imbecis.

    A responsabilidade das coisas serem sempre assim, está nos dois lados. É verdade que tantas vezes, as pessoas que consideram estas coisas demonstram deixar muito a desejar quanto a nobreza de coração, e quanto a moral, e estar ainda em piores lençóis que os outros.

    Para além do saber ”porque já está oficialmente dito”, ou porque finalmente é reconhecido, e vem nos jornais, e a ciência admitiria, há um outro saber. Digamos que é esse que importa escutar…

    A meditação é: QUEM é que escuta?

    Saudações

  8. Terpsichore E.M.:
    Podes dar os links directos para esses posts? Reparei que já não estão na página principal…
    Quanto aos ETs… Francamente, acho mesmo que há muito, mais muito, lixo sobre esta questão. Muito embuste, muita desinformação (alguma oriunda dos Governos, como no caso Roswell) e muita gente a viver à conta deste fenómeno. No meio desta canga toda importa decantar e encontrar aquilo que verdadeiramente importa: os testemunhos credíveis (os pilotos de aviões são aqui exemplares), as provas materiais conclusivas (alguns vestígios de aterragens) e as observações colectivas (como as de Fátima). Tudo o mais, desde o fenómenos dos Raptos, às visões paralisantes de ETs junto das camas… Para mim tudo isso é folcore, e sempre houve, mesmo antes dos ETs tão coisas, tinham apenas outros nomes (demónios, deuses, etc).
    No meio disto tudo, há de facto alguma coisa… Por aí…
    E provávelmente… ainda teremos notícias dela durante as nossas vidas… Veremos!

  9. Ó Caro Clavis, então o seu comentário, onde foi parar, amigo??
    Cumprimentos

  10. Clavis, se por acaso não fez nada com o seu comentário – aquilo é o meu blog que anda fazendo besteira. De vez em quando faz sumir os comentários já publicados, e outras confusões do género.

    Quanto aos videos, se forem até ao fim do meu blog, está lá a janela de busca (…pena não estar em cima, é o template) Basta inserir aquelas palavras que referi acima, sobre o tema.
    Escutando os videos com atenção e sensibilidade, poderá ajudar a distinguir aos poucos o falso do verdadeiro…
    São bem vindos, 😉
    Como eu disse, eu sei que eles trocam os videos, quando não bloqueiam de todo, mas agora não posso ir rever esse assunto, aliás porque tenho a experiência de que os videos que indesejados, estão sob controle em muitos poucos dias…

    Cumprimentos

  11. ja percebi que tens aqui uma rubrica dedicada a ovnis e mistérios. talvez te interesse ver um documentário sobre o avistamento do tenente júlio guerra em
    http://www.oeste.tv... depois faz pesquisa e escreve enigmas
    é um programa sobre isso mesmo: enigmas; mistérios, alquimia.
    o primeiro programa é sobre ovnis , neste caso sobre o o caso guerra

  12. Silviaeagostinho: De facto… Não é das mais povoadas, porque este espaço é tão generalista que tem que caber espaço (e tempo!) para abordar muitos outros temas, mas sim… é presença regular por cá… Não conhecia a oeste.tv… um canal de televisão via Web… Interessante! Vou passar a ser um visitante assíduo!

  13. O primeiro site onde eu soube sobre esse acontecimento foi esse
    http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/

    Embora não tenha tanta credibilidade e eu não acredite em muitas de suas idéias ele me apresentou a existência de locais e acontecimentos intrigantes, tais como a pedra pintada (http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/id88.htm), o disco de nebra(http://pt.wikipedia.org/wiki/Disco_de_Nebra) o coronel Percy Fawcett e outros temas que são extremamente ignorados por razoes desconhecidas(ou não).

    E segue sendo um site interessante embora eu seja um pouco cético sobre vários de seus posicionamentos, bem, mas afinal temos que começar de algum lugar não é?

  14. Fawcett conhecia, claro… e a sua cidade…
    pedra pintada: sim, já conhecia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedra_Pintada
    disco de nebra é que não:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Disco_de_Nebra
    “O Disco de Nebra é uma placa em bronze com aplicações a ouro, originária da Idade do Bronze, onde se crê estarem representados fenómenos astronómicos e símbolos religiosos. É considerada como a mais antiga representação objectiva do firmamento (abóbada celeste) e, consequentemente, um dos achados arqueológicos mais significativos da nossa época.

    O disco foi encontrado numa câmara de pedra, enterrado cuidadosamente na vertical, durante escavações ilegais em 1999 em Mittelberg, nas proximidades da cidade de Nebra em Sachsen-Anhalt, Alemanha. De acordo com outros achados originários da mesma escavação (espadas de bronze, machados, entre outros) deduz-se que o disco terá sido enterrado em c. 1600 a.C., e criado entre 1700 a 2100 a.C.”
    foi novidade (e notável) para mim! obrigado!

  15. ola!adorei excessivamente o vosso fórum!
    vao tambémno meu sitio online em http://www.estrategiaprocasinobonus.pokersemdeposito.com/
    , sobre Bonus de Poker!
    abraço

  16. Você precisa voltar a fazer post como esse daqui Clavis, essa é apenas uma solicitação de alguém que admira o seu blog peço que a cumpra.

    • Esta desculpado, Fadrini… Sim, hei de voltar a esse estilo. Mas o meu estilo aqui tem mudado da analise para o comentario ‘a noticia. O primeiro estilo (comum nos primeiros anos do Quintus) fazia investir dias num unico post que depois era pouco lido. Simplesmente nao era um investimento eficaz de tempo.
      O modelo de comentario da mais liberdade, abre mais espaco aos comentaristas e permite uma maior atualizacao noticiosa no Quintus.

  17. Pedro

    Isso é interesante porque depois que encontraram eses supostos ovinis a tcnologia mudo muinto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: