O Partido Ecologista “Os Verdes” tenta impedir a construção da barragem da Foz do Tua

Linha do Tua
(Linha do Tua in http://fotos.afasoft.net)

Existe uma certa falta de visão nos movimentos ecologistas actuais… Por aqui já falámos muito de Ecologia, e aliás, temos até uma categoria inteira dedicada ao tema (ver AQUI), por isso, quando assistimos a certos fundamentalismos, erguidos em nome dos princípios da “Ecologia” sentimos um muito especial sentimento de revolta… Agora, parece que o partido ecologista, “Os Verdes” está a pressionar a Unesco para que esta trave a construção da barragem da foz do rio Tua.

É certo que a futura barragem se insere numa zona classificada pela Unesco, e que isso pode levantar algumas questões, mas também é certo que Portugal é hoje o país europeu que menos aproveita os seus recursos hídricos como fonte de produção de energia eléctrica, quando no começo da década de 80, era líder europeu nesse campo! O dito “Plano Nacional de Barragens” vai introduzir mais de 1400 GWs (340 destes neste projecto do Tua) na rede eléctrica nacional e assim ser um auxílio decisivo para o cumprimento da metas de Quioto e para a redução da crónica dependência energética lusitana…

Os “Verdes” parecem preocupados com a “alteração da paisagem em duas localidades – Pinhão e Carrazeda de Ansiães – que integram a zona classificada de património mundial. “O Governo português está a desrespeitar o compromisso assumido, de preservação da paisagem, num sítio emblemático dessa mesma paisagem classificada em 2001”, sacrificando o Bom Senso e esquecendo que não haverá paisagem a preservar se não conseguirmos reduzir drásticamente as emissões de CO2 nos próximos anos, e que esta redução nunca poderá ser significativa em Portugal sem a extensão da energia hidroeléctica em Portugal! Isto é, em prol da “paisagem” (o mesmo argumento tem sido usado contra os aerogeradores) sacrifica-se o… Ambiente! E isto pela mão de um partido supostamente “Verde”?! E o argumento de que a submersão da (bela) Linha do Tua, alegando o seu uso turístico, também não colhe… A menos que os “Verdes” achem que Portugal deve tornar-se em mero entreposto turístico das grandes potencias do Norte, sacrificando totalmente o seu desenvolvimento e autonomia em nomes desses “senhores altos e louros” que nos visitam no Verão… O Turismo é importante neste mundo globalizado onde vivemos, mas não deve ser argumento decisivo para sacrificar outros interesses, a menos que os “Verdes” também defendam o caos urbanístico que foi montado no Algarve em nome de exactamente os mesmos valores dúbios… De qualquer forma, esta submersão é de facto o ponto mais sensível desta oposição… Mas talvez seja possível salvar alguns troços ou descer a cota da barragem sem submergir totalmente esta Linha Ferroviária…

Fonte: Público

Concorda com a construção da Barragem da Foz do Tua?
1) Sim
2) Não
3) Sim, mas…View Results
Categories: Ecologia, Economia, Política Nacional, Portugal | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: