854 milhões de pessoas passam fome no Mundo

 

“854 milhões de pessoas passam fome, apesar de a produção alimentar mundial ser suficiente.”(…) “Eveline Herfkens, coordenadora da Campanha do Milénio, nomeada pelo secretário-geral da ONU, disse ao Público que será possível atingir os objectivos definidos, a nível global. Porém, algumas regiões ficarão aquém das metas, sendo África e o Sul da Ásia as mais preocupantes.””

De acordo com o relatório de 2007 sobre os progressos para conseguir atingir os objectivos no prazo previsto, a África subsaariana não está no caminho para obter qualquer um dos objectivos”.

Sofia Branco

Fonte: Público de 17 de Outubro de 2007

Graças aos progressos verificados nas últimas décadas nas tecnologias agroalimentares e com o aumento paulatino, mas sistemático da produção alimentar esta terrível constatação é o mais eloquente e cabal demonstrador que o sistema de Economia de Mercado não funciona naquela que devia ser a principal determinação de um qualquer sistema económico, que seria o de distribuir a riqueza bastante para eliminar a Fome.

Não se trata tanto de combater esse grande mal que é a Explosão Demográfica – provavelmente o grande “demónio desconhecido” dos nossos tempos, tão focados no Aquecimento Global e na “Guerra ao Terrorismo”, trata-se aqui apenas de combater o grande problema que é o da distribuição de alimentos, mas de uma forma que não destrua as agricultoras locais, como sucede actualmente quando assistimos ao derrame em África de milhões de toneladas de alimentos a custo zero, excedentários na Europa ou na América e que inundam os mercados locais a custo zero e por dumping arrasam os agricultores locais, incapazes de competir com estes donativos… Enviar alimentos a custo zero não pode ser a solução, se esta destruir a sustentabilidade das economias locais… Sobretudo quando estes excedentes são alimentados a custo de subsídios massivos, como aqueles que a Europa alimenta via PAC… Então como redistribuir, sem aniquilar as economias locais?De qualquer forma, a citação exprime também de forma soberba que a Globalização – ainda que tenha elevado os níveis de vida médios na China e na Índia – está muito longe de ter tido sucesso em África e no Sul da Ásia…

Categories: Agricultura, Economia, Política Internacional, Sociedade | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “854 milhões de pessoas passam fome no Mundo

  1. Pingback: Globo Vídeos - VIDEO - Hackers invadem computadores do Pentágono e roubam projeto de avião de U$ 300 bilhões « Satel!¡te

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: