Daily Archives: 2007/11/03

Sobre o número de licenciados e cursos de Arquitectura, a sua sustentabilidade e do papel amorfo do… Governo


(Um original exemplo de arquitectura in http://www.tathiwitch.kit.net)

“(…) um sector profissional cujo número de licenciados tem crescido exponencialmente nos últimos anos, sem equivalente resposta do mercado de trabalho num país onde a arquitectura está ainda à procura de encontrar o seu lugar.”
(…)
A OA conta actualmente com mais de 15 mil associados, o que significa que o nosso país tem uma das mais altas taxas de arquitectos por habitante na Europa (um arquitecto para cada 650 portugueses, quando a média europeia é de um por mil habitantes).
(…)
“um ritmo anual superior a mil inscrições – resultado dos mais de 20 cursos actualmente existentes nas universidades provadas e públicas”

Fonte: Público de 17 de Outubro de 2007

Num país onde a Construção Civil tem um mandato invisível para tudo construir e todo o lugar, com evidente compadrio de muitas autarquias e nem sempre pelas melhores razões estranha-se que os arquitectos recém-licenciados não consigam encontrar saídas profissionais… Mas mais do que isto, estranha-se que tipo de pensamento terá andado pelas cabeças doutas dos responsáveis que no Ministério da Educação autorizaram um número tão cogumelar de cursos de arquitectura tão profuso e evidentemente incapaz de criar um número sustentável de arquitectos em Portugal. Talvez tenha acredito nas “virtudes insondáveis” do Mercado que inevitávelmente haveria (e haverá) de levar ao encerramento por insolvência da maioria destes cursos de arquitectura em funcionamento em universidades privadas, mas desprezando aquela que deve ser a atitude reguladora do Estado e reduzindo as frustações, o tempo e o dinheiro e esperanças perdidas pelos 400 a 500 novos arquitectos que saiem das universidades todos os anos… Porque que não orientar o número de autorizações de novos cursos em função das necessidades do país e da sustentatibilidade dos mesmos quanto à oferta já existente?

Anúncios
Categories: Educação, Portugal, Sociedade Portuguesa | 2 comentários

Como instalar o BOINC (Seti@Home e quejandos) em Ubuntu


(O Seti@Home, um programa que corre como ScreenSaver no seu PC e que procura sinais de vida inteligente no Espaço, já que cá em baixo… Esta parece não abundar…)

1. Em Applications:Add/Remove adicionar o BOINC Manager
2. Ir a http://boinc.ssl.berkeley.edu/download.php e carregar o último cliente
2. Terminal:
su root
sudo passwd root (se esta password ainda não existir)
sh boinc_5.8.16_i686-pc-linux-gnu.sh (mudar a versão se fôr o caso)
aparece o texto: “use /home/rmartins/Desktop/BOINC/run_manager to start BOINC”
cd BOINC
ls
aparece:
“binstall.sh boincmgr boincmgr.8×8.png run_client
boinc boincmgr.16×16.png ca-bundle.crt run_manager
boinc_cmd boincmgr.32×32.png locale”
boinc_cmd
aparece:
“The program ‘boinc_cmd’ is currently not installed. You can install it by typing:
apt-get install boinc-client
Make sure you have the ‘universe’ component enabled”
apt-get install boinc-client
aparece:
“Reading package lists… Done
Building dependency tree
Reading state information… Done
Suggested packages:
boinc-app-seti
The following NEW packages will be installed:
boinc-client
0 upgraded, 1 newly installed, 0 to remove and 0 not upgraded.
Need to get 346kB of archives.
After unpacking 881kB of additional disk space will be used.
Get:1 http://pt.archive.ubuntu.com feisty/universe boinc-client 5.4.11-5 [346kB]
Fetched 346kB in 0s (545kB/s)
Preconfiguring packages …
Selecting previously deselected package boinc-client.
(Reading database … 115822 files and directories currently installed.)
Unpacking boinc-client (from …/boinc-client_5.4.11-5_i386.deb) …
Setting up boinc-client (5.4.11-5) …
* Starting BOINC core client: boinc_client [ OK ]”

3. Está instalado. Ir agora a Applications:Acessories:BOINC Manager
4. Fazer o Advanced:Select Computer e escolher localhost
5. E já está. Em Advanced já se pode fazer o Attach Project e juntarmo-nos aos nossos projectos BOINC… Como o… Seti@Home que procura sinais de inteligência extraterrestre e que corre nos meus PCs há uns bons 12 anos!…

Categories: Informática, SpaceNewsPt, Ubuntu | 5 comentários

Língua-hipótese: O Guanche

A cultura dos povos indígenas das Canárias, os Guanches, é claramente uma cultura da civilização aurinhacense. Esta relação é defendida por Osborn, René Verneau e Lord Abercromby, que afirmam que estas ilhas atlânticas eram povoadas pela raça Crô-Magnon que tem sido caracterizada pela utilização desta indústria lítica.

No seu “Races of Europe”, Ripley lança uma tese que interessa directamente ao objectivo deste estudo: os bascos do norte de Espanha e do Sul de França falam ainda hoje uma língua herdada da dos Crô-Magnons, os mesmos bascos que noutro ponto julgamos aparentados com cónios, ainda que pertencendo a outro grupo étnico-linguístico. Outros autores defendem a ligação entre Berberes, Iberos e as populações indígenas das Canárias. De entre aqueles que defendem esta corrente de opinião destacamos o investigador italiano Sergi que designa os Iberos sob o termo “Raça Mediterrânea”, um termo que respeita á região onde exerceram maior influência, mas que não reduz a esta região ao defender igualmente uma presença desta raça nas ilhas britânicas e até ao extremo norte do actual território francês.

Estes habitantes Crô-Magnon das ilhas Canárias perderiam rapidamente a sua cultura após a conquista espanhola. A língua perdeu-se em menos de um século e somente algumas raras palavras sobreviveram até aos dias de hoje. Isto é lógico se nos lembrarmos que se tratou de um choque entre uma cultura neolítica e a Europa do Renascimento e especialmente se nos recordarmos do grau de violência da Conquista espanhola nas Américas e o fanatismo religioso dos seus missionários. Embora pouco se conheça hoje da língua dos guanches, a sua identificação com as línguas mediterrâneas, o seu parentesco com as línguas do norte de África colocam-na entre aquelas que melhor estão posicionadas para o estudo da língua e da escrita dos cónios.

Categories: A Escrita Cónia, História | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade