Dr. Strangelove… Será que afinal a tal “Doomsday Machine” existia mesmo… e ainda funciona?

 

Quem teve já o prazer de ver um dos melhores filmes do Século XX, o “Dr. Strangelove” (”Dr. Estranho Amor”) de Stanley Kubrick deve lembrar-se que a história mencionava uma “Bomba do Fim do Mundo“, uma arma gigantesca de cobalto concebida para ser detonada se a União Soviética fosse atacada com armas atómicas e que tornaria inabitável toda a superfície terrestre. A história pretendia ser de ficção, mas… um artigo da revista Times cita ESTE livro (”Doomsday Men: The Real Dr. Strangelove and the Dream of the Superweapon”) menciona a construção de uma rede subterrânea capaz de resistir a qualquer ataque nuclear dos EUA e contendo no seu âmago um computador de nome “Perimetr”. Segundo o autor, P.D. Smith o sistema teria entrado em operação apenas em Janeiro de 1985 e deveria monitorizar qualquer detonação nuclear sobre o território da União Soviética e alertar para qualquer falha nas comunicações com o Kremlin, em Moscovo. Se fosse detectada uma detonação e não houvesse comunicações o sistema pediria a aprovação humana para um posto de comando subterrâneo onde o oficial no comando tomaria sózinho a decisão final ou não… de… activar uma resposta nuclear ao ataque americano.

Por outro lado… Numa edição do Washington Post de 2003, o investigador Bruce G. Blair, um antigo oficial de uma estação ICBM dos EUA (hoje um especialista internacional em armamento russo) revelou que os ICBMs americanos tinham alvos designados na Rússia e na China, sobretudo em silos de lançamento e em postos de comando, nomeadamente em Yamantau (Google Map) e Kosvinsky (Google Map ) onde foram desenvolvidos grandes trabalhos de construção envolvendo dezenas de milhar de trabalhadores e atentamente monitorizados pelos satélites de vigilância americanos. Blair acrescenta que o Perimetr estaria em Kosvinsky e que o operador humano que teria a cargo a tal “decisão terminal” poderia num único comando lançar todo o arsenal nuclear russo.Não existem certezas… Mas este sistema de 1985 ainda parece existir e, francamente, se a Rússia recomeçou os vôos de bombardeiros nucleares não é provável também que este sistema tenha sido reactivado, isto admitindo que alguma vez esteve mesmo desligado? E já agora… Imaginemos que aqueles rapazes barbudos da Chechénia conseguem pôr as mãos sobre um engenho nuclear e detonar o dito algures na Rússia isso não vai tocar uma campaínhas algures neste bunker em Kosvinsky? Esperemos então que as linhas com Moscovo estejam livres nesses 15 minutos críticos…

Fontes:WiredSlate

Categories: Cinema, DefenseNewsPt | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

%d bloggers like this: