Daily Archives: 2007/10/09

A BL-5C: a bateria explosiva da Nokia e como verificar se é o feliz possuidor de tal engenho em sua casa…


(A BL-5C: a bateria explosiva da Nokia in http://www.ettoday.com)

Cuidado se tiver um telemóvel Nokia… O último acidente com um telemóvel desta marca finlandesa ocorreu na África do Sul e envolveu a detonação de um… não de um petardo ou de um homem-bomba talibânico, mas de um Nokia 6320i que estava a carregar sobre uma cómoda… A família sulafricana que possuia este aparelho foi subitamente acordada à 1 da manhã pelo intenso zumbido emitido pelo aparelho e, pouco depois, a bateria saltava do telemóvel, atravessava o quarto e caia sobre a cama onde dormia o casal Ismail Noorgat e a sua mulher Shazia. Em resultado, Noogar teria queimaduras nos pés e no braço e peito… E a menina de dois meses de idade que dormia sobre a barriga da mãe na altura sofreria queimaduras ligeiras!…
Como a maioria dos utilizadores destes aparelhs, a família Noorgat desconhecia a campanha de recolha de baterias deste e de outros modelos da Nokia… Ainda hoje convenci um amigo a confirmar no site da empresa se alguma das suas duas baterias com da série suspeita estariam na lista de potenciais “baterias-bombas” e uma delas… estava!Quantas das 46 milhões de bateriais como esta que explodiu na África do Sul ainda não forem recolhidas pelo fabricante finlandês? Uma esmagadora maioria? Vai uma aposta?

A recolha da Nokia começou em 14 de Agosto e pode consultar os seus detalhes AQUI referindo-se a um grupo de baterias com a etiqueta “BL-5C” e que foram fabricadas pela Matsushita entre Dezembro de 2005 e Novembro de 2006. Acedendo ao site, se a sua bateria tiver a potencialmente letal etiqueta introduza o número de série da mesma e confirme se ela é uma das afectadas. De seguida, a Nokia promete enviar “logo que possível” por correio uma bateria substituta… Veremos quanto tempo é “logo que possível”…

Estas baterias BL-5C podem ser encontradas nos modelos:

Nokia 1100, Nokia 1100c, Nokia 1101, Nokia 1108, Nokia 1110, Nokia 1112, Nokia 1255, Nokia 1315, Nokia 1600, Nokia 2112, Nokia 2118, Nokia 2255, Nokia 2272, Nokia 2275, Nokia 2300, Nokia 2300c, Nokia 2310, Nokia 2355, Nokia 2600, Nokia 2610, Nokia 2610b, Nokia 2626, Nokia 3100, Nokia 3105, Nokia 3120, Nokia 3125, Nokia 6030, Nokia 6085, Nokia 6086, Nokia 6108, Nokia 6175i, Nokia 6178i, Nokia 6230, Nokia 6230i, Nokia 6270, Nokia 6600, Nokia 6620, Nokia 6630, Nokia 6631, Nokia 6670, Nokia 6680, Nokia 6681, Nokia 6682, Nokia 6820, Nokia 6822, Nokia 7610, Nokia N70, Nokia N71, Nokia N72, Nokia N91, Nokia E50, Nokia E60
Se tem um destes telemóveis… Ou se conhece alguém que tenha um… Aceda ao site e verifique se é um dos “felizes” contemplados… Antes que seja acordado de noite…

Fonte: Ars Technica

P.S.: Por sorte o meu telemóvel actual tem uma… BL5-B !… 😉

Categories: Ciência e Tecnologia, Sociedade | 4 comentários

QuidSZ S3-12: Que veículo é este?

sssa0.jpg

Dificuldade: 4

Categories: QuidSZ S3 | 11 comentários

Sobre o “Voto Electrónico”: Um atentado à Democracia?


(Máquina de Voto da Diebold in http://www.truthdig.com)

Existe no mundo uma tendência para estabelecer sistemas de voto electrónico… Em Portugal o Projecto www.votoelectronico.pt produziu as primeiras experiências nas eleições para o Parlamento Europeu em 2004, repetidas nas Legislativas de 2005. Os organizadores do projecto tencionam levá-lo agora até um patamar mais elevado, estendendo o voto electrónico a todo o território nacional e a todas as diversas eleições que se realizam hoje em Portugal… As supostas vantagens do método têm a ver com a redução do tempo do apuramento dos resultados, a redução a zero dos votos nulos e até o combate à fraude eleitoral… Os testes foram supervisionados pela Comissão Nacional de Eleições e pela Comissão Nacional de Protecção de Dados sendo auditados e validados por várias (ver AQUI) Universidades portuguesas…

Tudo parece em marcha para estender o uso desta forma de escrutínio, em Portugal e nos EUA… Mas agora, um inquérito ordenado pela Secretária de Estado da Califórnia Debra Bowen (ver AQUI ) vem lançar sérias duvidas sobre esta tendência que empresas como a Indra, a Unisys, a PT Inovação e a Novabase estão tão ansiosas por vender ao Estado português… É que a Califórnia depois de uma auditoria aos sistemas de voto electrónico da Sequoia, Diebold, Hart InterCivic, e da ES&S, todas empresas desse ramo submetidas a estudos conduzidos por equipadas de cientistas informáticos da Universidade da Califórnia concluiram que todas, mas todas mesmas, as máquinas de votação que lhes foram submetidas podiam ser hacked e que os resultados nelas apurados podiam ser falsificados. Havia três equipas de peritos compostas por sete especialistas cada, alguns da própria Universidade, outros de outras universidades dos Estados Unidos e alguns ainda pertencentes a empresas de segurança informática norte americanas. Todas as equipas se queixaram do escasso tempo que lhe foi dado para produzirem o seu relatório, indicando que havia vulnerabilidades que não conseguiram explorar e que as suas conclusões são apenas parcelares…

Responsáveis das empresas visadas, como a Sequoia Voting Systems apressou-se a declarar que os testes se baseavam num “cenário irrealista”, já que foram conduzidos em laboratório por um grupo de especialistas com acesso ilimitado às máquinas e outros responsáveis, desta feita, da Diebold declararam que “em laboratório todos os sistemas de voto podiam ser hacked“. Outros ainda alegaram que os modelos testados “não eram os mais recentes”… Todas objecções válidas mas… Inadmissíveis! As condições de um laboratório e o acesso ilimitado ás máquinas são condições efectivamente difíceis de cumprir por um hacker, mas não se por detrás dele estiverem os imensos recursos de um grande lobby ou de uma grande multinacional interessada em fazer eleger alguém favorável ou um dos “seus” candidatos… E uma vez que o voto se torna puramente electrónico é mais fácil alterar os resultados do que se este se mantiver na sua forma convencional, muito diversas e em… papel. É que nenhum hacker conseguirá alterar milhões de votos em papel, por muitos recursos que quem o contratou consiga alinhar… E como garantir a absoluta segurança no acesso a milhares destas máquinas espalhadas por todo um Estado ou País? Com uma multidão de polícias e militares guardando as ditas, antes e depois das eleições? E durante quanto tempo antes?… Anos?

Na verdade, somos muito críticos destes sistemas… Por muito cuidado que se tenha na concepção e implementação de um sistema informático, quando o prémio é tão grande como a eleição de um Governo ou no caso dos EUA, do homem mais poderoso e com mais botões para premir do mundo, o risco é tão elevado que é quase certo que haverá intrusões e tentativas de manipulação de resultados pelos interesses mais obscuros… Desde gestores sem escrupúlos de poderosas multinacionais e lobbies até aos muito ricos cartéis da Droga que encontrarão aqui formas de virar os resultados eleitorais para direcções mais compatíveis com os seus próprios interesses…

Fonte: News Factor

Categories: Informática, Política Internacional, Política Nacional, Sociedade | 6 comentários

Formas Usadas nas Inscrições Romanas em Portugal

Da análise destas inscrições podemos também extrair as fórmulas que eram então utilizadas e que, também elas, poderão ser semelhantes às utilizadas pelos seus antepassados cónios. Por esta razão as vamos passar a listar:

Nome + Apelido + Teónimo + Fórmula

(Bandis Arbariaicus, Bandis Isibraia, Durbedicus, Lares Findenetici)

Nome + Apelido + Fórmula

(Abna, Banda Raeicus)

Nome + Apelido + Teónimo

(Bandis Vorteaeceus)

Nome + Apelido + Filiação + Teónimo + Fórmula

(Bandis Tatibeaicus)

Nome + Tribo + Filiação + Teónimo + Fórmula

(Bormanicus)

Nome + Apelido + Posição Social + Fórmula

(Dii Deaeque Coniumbricensiu)

Nome + Profissão + Teónimo + Fórmula

(Castaecae/Castaeci)

Nome + Filiação + Teónimo + Fórmula

(Bormanicus)

“deus” + Teónimo

(Aernus)

“deus” + teónimo + nome + fórmula

(Aernus)

teónimo + nome + fórmula

(Genius Toncobricensium, Issibaeus, Lares Erredici)

teónimo + fórmula + nome + filiação + fórmula

(Bandoga, Frovida)

teónimo + nome + filiação

(Bandis Isibraia)

teónimo + nome + apelido + filiação + fórmula

(Ameipicer, Aracus Aranius Niceus, Banda Brialeacus, Banda Velugus Toiraecus)

teónimo + nome + apelido + fórmula

(Arantius Tanginiciaecus, Bandua, Brigus, Caepus, Igaedus)

teónimo + nome + posição social

(Iuno Meirurnarum)

teónimo + nome + título + fórmula

(Lares Cerenaeci)

teónimo + nome + posição social + fórmula

(Cabar)

teónimo + nome + filiação + fórmula

(Lares Cusicelenses)

teónimo + teónimo + nome +filiação

(Arentia e Arantius, Ilurbeda)

fórmula + nome + apelido + fórmula

(Antiscreus)

“grato ao” + teónimo + fórmula

(Aponianicus Poliscinius)

Fórmula + Teónimo + Nome + Filiação

(Genius Laquiniensis)

Categories: A Escrita Cónia, História | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade