Das condições nas fábricas chinesas… Da responsabilidade das multinacionais e dos… preços baixos


(http://www.flowerseast.com)

A “China Labor Watch” reportou a existência de condições de trabalho sub-humanas em pelo menos oito grandes fábricas chinesas que são subcontratadas para algumas das maiores multinacionais do mundo, nomeadamente para a Bandai, Chip Jap Co, LTD, Disney, E.Box and Eager, Fox TM, Gosh International, Hasbro, Meid LTD, Russ Berrie, Sanrio, Seeds Co. LTD, SEGA, Takara e outras “davam pouca importância mesmo aos padrões mais básicos praticados no país.

As fábricas chinesas têm sido notícia ultimamente sempre pelas piores razões. A Mattel ordenou a recolha de milhões de brinquedos fabricados por subcontratados (devido à presença de níveis anormais de chumbo). Outras notícias têm dado de conta de problemas com componentes em pastas de dentes, alimentos e até pneus… Aparentemente, e a acreditar nesta explosão de notícias coincidentes parece certo que existe ou uma política de laxismo por parte das autoridades chinesas ou então uma flagrante falta de maios para aplicar a lei… Ou corrupção generalizada.

A “China Labor Watch” identificou vários passos que estas multinacionais podem tomar, e agora, já não podem mais continuar-se a escudar no velho argumento: “não sabíamos, são as empresas subcontratadas que têm essas atitudes e não nós.” É que de facto, os maiores responsáveis pelo avolumar deste tipo de relatos e desta sucessão de notícias envolvendo a Qualidade ou a Segurança de brinquedos fabricados na China não pode ser totalmente imputada às empresas chinesas, mas sim às multinacionais que impõem condições draconianas e que ao recusaram pagar preços razoáveis pelos produtos fabricados em contrato são o maior e último responsável pelas más condições de trabalho e pelas más remuneração pagas na China… É esta voracidade pelos lucros, e acima desta pelo crescimento imparável e exponencial dos mesmos, que está na raíz desta situação, a par com a quase inexistência de fiscalização e de uma lei laboral e de normas de qualidade e ambientais na China.

Compete a estas multinacionais, além de pagarem preços mais justos, vigiarem as condições com que os seus produtos são fabricados, não se demitindo dessa responsabilidade, já que, afinal, é o prestígio da sua “Marca” que é posto em causa, em cada notícia sobre a má qualidade ou sobre a retirada massiva de um dado produto fabricado na China. Neste âmbito, o Governo Chinês, devia dar o exemplo e estabelecer um quadro legal que punisse directamente estas multinacionais que com esta atitude demissionário prejudicam seriamente a própria reputação (baixa) de Qualidade dos produtos Made in China… Talvez, assim, com multas pesadas e bem aplicadas, estas vorazes multinacionais mudassem de atitude… Mas para isso, seria preciso que o Governo chinês fosse menos corrupto e mais rápido a reagir perante a realidade e junto dos problemas da mesma… Algo difícil num regime tão monolítico, centralista e autoritário como o Comunista Chinês.

A subsubcontratação deve também ser evitada, e atentamente vigiada… Já que este é método mais comum para que as empresas chinesas satisfaçam o seu caderno de encargos exigente que lhes é imposto, sem que tenham que responder perante certas condições de laborações, de remuneração ou de cargas horárias mais humanizantes que lhes possam ser determinadas pelos clientes… É que este truque de “deslocalizar” internamente, para empresas terceiras – com regimes laborais mais violentos – e até de transferir parte da manufacturação para as casas das famílias é um método cada vez mais usado para escapar a estas operações de vigilância…

É certo que nos últimos cinco anos, depois de uma sucessão de escândalos de gravidade crescente, as coisas parecem estar a mudar… Este próprio fenómeno da subsubcontratação é exemplo disso mesmo… É um subterfúgio para algo que se fazia às claras há menos de dez anos, mas ainda falta fazer muito, e os preços baixos – exigidos pelos altos níveis de lucro das multinacionais – são parte essencial do problema.

Fontes:
CNN
Reuters

Anúncios
Categories: China, Economia | 5 comentários

Navegação de artigos

5 thoughts on “Das condições nas fábricas chinesas… Da responsabilidade das multinacionais e dos… preços baixos

  1. Odysseus

    Não sei se conheces este video: http://www.youtube.com/watch?v=sE76LQwT6qA

  2. Esse, do youtube, não. Mas vi as imagens e a pp reacçãode Kerry…
    E o pior é que estes incidentes se têm multiplicado em universidades dos EUA, recentemente…

  3. Golani

    ehehehe

    Mattel apologizes to China for massive toy recall

    Updated Fri. Sep. 21 2007 8:00 AM ET
    The Associated Press
    BEIJING — U.S. toy maker Mattel has issued an extraordinary apology to China over the worldwide recall of Chinese-made toys.
    In a one-on-one meeting with China’s product safety manager in Beijing, Mattel’s executive vice president says the vast majority of the recalled toys were the result of flaws in Mattel’s designs, not through mistakes made by Chinese manufacturers.
    He also says Mattel recalled more toys than justified, saying follow-up inspections determined some of the recalled toys met U.S. standards for lead paint.
    Mattel ordered three high-profile recalls this summer involving more than 21 million Chinese-made toys, including Barbie doll accessories and toy cars because of concerns about lead paint and tiny magnets that could be swallowed.
    Since then, Mattel has announced plans to upgrade its safety system by certifying suppliers and increasing the frequency of random, unannounced inspections.

  4. Golani

    21 September 2007

    China installs Pope-backed bishop

    A new Roman Catholic bishop of Beijing has been consecrated in the Chinese capital, the first for over 50 years to have tacit approval of the Pope.

    Father Joseph Li Shan, 42, was made bishop at a ceremony in a cathedral near Tiananmen Square.

    His predecessor was appointed by the government-controlled Catholic Church without consulting the Vatican.

    China severed ties with the Vatican in 1951, amid anger at the Vatican’s recognition of Taiwan.

    However, a recent letter from the Pope led to thawing of bilateral relations, correspondents say.

    There has been no formal approval from the Vatican over the recent appointment.

    But when it was announced in July, Cardinal Tarcisio Bertone, the Vatican secretary of state, said that Father Li was “very good, well-suited”, calling his appointment “a positive sign”.

  5. Estranhamente, esta “concessão” chinesa ocorre precisamente com o Papa mais “ultra” da história recente do Vaticano… Coincidências ou comunhões de posição?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: