Daily Archives: 2007/08/29

O Congresso dos EUA quer proibir as Redes P2P

Continuando a ceder às pressões das associações e dos poderosos lobbies das multinacionais de Media, o Congresso dos EUA prepara-se para emitir legislação que proíba as redes “peer to peer” (P2P) (como o eMule, o BitTorrent, etc.) por colocam um “risco para a Segurança Nacional” (!) ao permitirem que “empregados federais partilhem dados sensíveis ou documentos confidenciais acidentalmente a partir dos seus computadores“.

A iniciativa parece estar a ser liderada pelo congressista Henry Waxman (“homem de cera”!), que declarou recentemente e a este propósito que “governos estrangeiros” (como o Lichenstein), “terroristas” (como o puto da cave esquerda que tem sempre o eMule a correr), ou o “Crime Organizado” (um grupo de amigos do Messenger) poderiam usar as redes P2P para revelar “segredos de Estado” (tais como o número de congressistas dos EUA que efectivamente se preocupam com coisas importantes).

Neste contexto, o Congresso chamou o presidente da LimeWire, que fabrica software P2P e interrogou-o sobre a possibilidade de distribuir “dados confidenciais” usando a sua rede P2P, indicando que algo se prepara para daqui em breve… Um indício reforçado com a declaração conjunta de Waxman e do congressista republicano Paul Hodes: “Temos que fazer alguma coisa muito rapidamente.“, disse, mas pensando :”para tornar a encher dos lobbies que nos financiam as campanhas”.

Se o objectivo fosse mesmo a “Segurança Nacional” bem que podiam tomar medidas contra os empregados federais que instalam programas P2P nos seus computadores e contra a desleixadas políticas de Segurança informática que os deixam instalar e utilizar, não usar este laxismo como pretexto contra as redes P2P! Não é a tecnologia em si que é perigosa (aliás, a Microsoft está a ponderar criar uma rede P2P para distribuir os seus Windows Updates, como se vê AQUI), mas o seu uso ilegítimo para trocar software e conteúdos protegidos por Direitos de Autor.

Fonte: News.com

Categories: Informática, Política Internacional, Sociedade | 6 comentários

Da “Crise dos Mercados” pelos problemas no crédito Subprime nos EUA e das suas repercussões no Mundo


(http://media.canada.com/reuters)

“As bolsas norte-americanas só recuperaram de uma abertura negra depois da Reserva Federal ter injectado mais de 7 mil milhões de dólares (5 mil milhões de euros) de liquidez.”
(…)
“Os dramas dos mercados financeiros mundiais continuam a ser alimentados pelos temores de que a qualquer momento, grandes bancos com dimensão mundial venham a público revelar que a sua exposição às firmas de crédito de alto risco era um risco elevado. E que podem ter que contabilizar perdas substanciais nos seus balanços pelos investimentos que fizeram no chamado “mercado subprime”.
“Os analistas não têm aberto espaço para muita confiança. Ainda ontem, a Calyon, unidade de banca de investimentos do Crédit Agricole, estimava que a crise do crédito de alto risco pode representar perdas superiores a 100 mil milhões de euros para os investidores de todo o mundo.”

Artigo de José Manuel Rocha
Público de 16 de Agosto de 2007

Embora ninguém saiba exactamente a que escala parece certo que muitos Bancos de grande dimensão, muitas financeiras de pequena e média dimensão, nos EUA e em todo o mundo se deixaram enredar nesta teia dos empréstimos imobiliários de alto risco. De facto, os actuais problema neste sector – que ameaçam propagar-se rapidamente à “Economia Real”, nas próximas semanas residem na crise asiática da década de 90 e nas tentativas tomadas então pelos bancos centrais para a resolverem e que passaran pela redução das taxas de juro. Isto foi particularmente verdadeiro no Japão e levou muito destes investidores a investirem capitais a entrarem nos mercados imobiliários onde os preços eram mais elevados, como a Nova Zelândia, a Austrália, a Espanha e o Reino Unido. Agora, com a crise do Subprime nos EUA, estão a retirar e a transferir os seus investimentos nestes locais para outros sectores e para outros tipos de investimento (como o Ouro), e começam a criar o mesmo problema de excesso de oferta e descapitalização também nestes mercados onde se desenvolveu uma “bolha imobiliária” nos últimos 15 anos… Que agora ameaça estourar, uma ameaça que é aliás reforçada pela persistência no aumento das taxas de juro em que insiste o BCE… Nos EUA os preços do mercado imobiliário continuam em queda livre, e os efeitos no consumo das familias já são visíveis (os números do desemprego também dão sinais de inversão de tendência). Se o consumo privado nos EUA fôr afectado grandemente por esta crise, é de esperar que a Índia e a China, os dois grandes motores de um crescimento mundial de 5 a 6% sejam afectados, já que a economia dos EUA é ainda a maior do mundo, respondendo por cerca de 20% de todo o consumo e sendo o maior importador mundial de produtos manufacturados na China, não é preciso ser um “guru” para perceber que isso vai provocar uma redução drástica das Exportações chinesas e logo, fazer esfumar a prosperidade de uma Economia que ainda está demasiado dependente do fulgor das suas exportações e sobretudo, do crescimento contínuo das mesmas.

Na Europa, as Economias que são mais frágeis a esta tempestade são as da Espanha, onde muitos economistas locais temem desde há alguns anos a explosão de um mercado imobiliário que esteve na raíz dos últimos de crescimento do PIB de Espanha e onde se sabe que existem já hoje demasiada construção (as famílias espanholas são aquelas que no mundo mais casas têm, com um valor médio de 1,5 habitações por família) e a do Reino Unido… Com efeito, a Economia britânica é essencialmente uma Economia de Serviços Financeiros, muito mais sujeita a estas turbulências do que Economias “mais pesadas” como a Alemã ou a Francesa. Apesar de o RU não ter aderido ao Euro, se o seu poderoso sector financeiro fôr afectado pela crise dos Mercados, dada a sua força e peso no Mundo e na Europa é impossível não acreditar que seria então um dos maiores focos de contágio para a União Europeia… Especialmente porque no Reino Unido existe também uma “bolha imobiliária” flagrante… e a à beira da explosão.

Em suma: Estou pessimista! Para variar!

Categories: Economia, Websites | 9 comentários

QuidSZ S2-13: Em que país foi tirada esta fotografia?

aa.jpg

Dificuldade: 4

Categories: QuidSZ S2 | 8 comentários

Até no “World of Warcraft” eles fazem Dumping…

Na China, nos arredores de Pequim, um empresário alugou um pequeno cubículo, com 5 computadores ligados à Internet e com o jogo onlineWorld of Warcraft”… Todas as noites – quando é dia nos EUA – cinco jovens chineses recebendo 30 cêntimos por hora jogam Warcraft e ganham as “moedas de ouro” virtuais no jogo que depois o seu patrão vende a… 3 dólares cada no eBay, sendo compradas pelos jogadores americanas por dinheiro real que cai assim, com um lucro babilónico, directamente nos bolsos deste inovador “empresário”…

Fonte: China Digital Times

Categories: China, Informática | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy