O Permafrost… Uma vítima inesperada do Aquecimento Global?


(Nesta fotografia tirada no parque de estacionamento do “Geophysical Institute” em Fairbanks, no Alasca podemos observar a degradação do permafrost provocada pela actividade de construção na superfície in http://www.arctic.noaa.gov)

As consequências do Aquecimento Global não cessam de se multiplicar… Tanto que o campo daqueles que descrêm o papel humano neste fenómeno começa a rarear… Ao mesmo ritmo que se somam os indícios de que o Aquecimento Global pode ter manifestações tão inesperadas quanto perigosas. Alguns estranham o facto do 2º mais forte Tsunamis da História (9,3 na escala de Richter) ter sido registado agora, neste contexto de Aquecimento Global… Com efeito, à medida que a temperatura global aumenta, pequenas alterações na crosta terrestre podem ter grandes consequências… Caminhos de ferro deformados podem provocar catástrofes ferroviárias, estradas com falhas pode criar acidentes rodoviários de grande escala, pequenos desabamentos podem ter grandes consequências, etc, etc…

Sabe-se que cerca de 24% do terreno do hemisfério norte tem uma camada subterrânea de terreno permanentemente gelado, chamado de Permafrost. E além destes 24%, estima-se que 57% do restante terreno subterrâneo gele também, mas apenas durante alguns meses por ano. E não falamos de latitudes extremas, algures na Rússia ou no Canadá, mas de terrenos que se estendem bem dentro dos Estados Unidos e da Europa do Norte. Contudo, segundo um estudo divulgado na última reunião da União Geofísica Americana (ver AQUI), estas percentagens estão a mudar rapidamente, introduzindo um efeito inesperado, mas tão grave como os demais do Aquecimento Global. O volume das alterações é tão grande que a superfície actual do permafrost que hoje é de 10,5 milhões de Km2, em 2100 não deverá exceder em muito o milhão de km2… Uma redução de 9/10!

Para além de todas as consequências mais ou menos geológicas acima apontadas existe um outro impacto cuja escala é ainda impossível de avaliar… É que a supressão do permafrost numa superfície tão grande vai certamente afectar o ecosistema destas extensas regiões numa forma que segundo o geógrafo F. Nelson (ver AQUI) da Universidade do Delaware vai “afectar profundamente” a actividade biológica. Não é impossível que tenha assim consequências no delicado equilíbrio biológico que sustenta as plantas que se desenvolvem na superfície, as quais, por sua vez, servem como isolante térmico que protege o permafrost, e logo, se forem suprimidas, o próprio fenómeno poderá ser ainda mais agravado…

Fonte: Live Science

Se gostou deste artigo, adicione-o nas redes de notícias colaborativas:
DoMelhor
(Portugal) ou
Chuza
(Galiza) ou ainda em
Linkk (Brasil)

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, CodeFarmPt, Defesa Nacional, Ecologia | 9 comentários

Navegação de artigos

9 thoughts on “O Permafrost… Uma vítima inesperada do Aquecimento Global?

  1. E quanto a liberação de gás metano pelo degelo desses solos congelados, que sabe-se ser muito alta?

  2. é mais um factor… quando se altera profundamente a geologia de um local, desencadeam-se todo o tipo de consequências, algumas imprevisiveis no curto prazo. De facto, mais haverá, que ainda não foi sequer medido.
    E cada vez há mais sinais que indicam que já é… tarde demais para parar o processo.
    para mal dos nossos filhos.

  3. Ramon

    A molécula de metano é 21 x mais potente para reter calor na atmosfera terrestre que a molécula de dióxido de carbono.
    Estima-se que as reservas de metano no permafrost são de 500 bilhões de toneladas de carbono.
    As emissões de carbono pela humanidade hoje, são de 7 bilhões de toneladas de carbono ao ano.
    Ou seja em um único verão bilhões de toneladas de carbono em moléculas de metano podem ser liberados na atmosfera de uma só vez…
    E o nosso calorzinho aumentaria muuuuuuuuuuiiito.
    Os dados acima são todos oficiais, quem não acredita é só pesquisar na internet e descobrir.
    Mas por que ninguém contou isso pra vocês na televisão??????????????????????????

  4. sem dúvida.
    o problema do metano do permafrost (e do emitido pelas agropecuárias industriais) não tem merecido de ninguém, nem dos ecologistas a devida atenção.
    para mal de todos nós.

  5. Anónimo

    na verdade essa qtdade de carbono liberada na atmosfera vai nos causar eh uma era do gelo, de acordo com alguns cientistas isso não vai demorar muito uns 20, 30 anos e o nosso inverno inverno chegará a 0 + ou –

  6. os estudos mais recentes afastam a tese da Idade do gelo (popular na década de 80). apontam para outro lado… sobretudo o degelo dos glaciares na Argentina, na Groenlândia, assim como o degelo no oceano ártico e o degelo dos grandes glaciares do Pólo Sul.

  7. Poul Sagrad

    Realmente o que se ve é que nossos governos sabem de tudo e ficam caladinhos, estão juntando o maximo de grana possivel, pois quando a bomba explodir e nao sobrar muita coisa, poderão estar seguros com tanta grana, só se esqueceram de uma coisa: Vão gastar a grana aonde e com quem? Os poucos seres humanos que irão restar com certeza irão voltar a epoca do escambo e sem falar que o mundo irá parecer-se como Marte ou quem sabe Venus, significando que ainda que existam ainda seres humanos, a Terra estará tão destruida que levará milhares de anos para se recuperar, isto se ainda houver recuperação que permita um renascimento do Planeta. è claro que havera milhoes de mutações e o mundo como conhecemos jamais será o mesmo…..

  8. Pingback: jar.io • ECOLOGIA

  9. Todas as evidências científicas a partir de estudos sérios apontam para o aquecimento do planeta. No entanto, a população fica em dúvida devido aos argumentos falsos apresentados para forjar uma falsa polêmica. Deste modo, ‘cientistas’ negacionistas da mudança do clima são apresentados como céticos e, para negarem a mudança em curso, trazem gráficos que não expressam, por exemplo, os dados obtidos nesta década. Esses dados fazem a curva do aumento da temperatura do planeta subir muito. No entanto, esta parte da curva não é mostrada nos gráficos dos que negam esta tendência de aquecimento global.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: