Daily Archives: 2007/07/26

DEPOIS da morte de seis militares seus no Líbano, a Espanha decide instalar em todos os seus veículos em missões no estrangeiro, sistemas anti-minas

Depois da morte de seis militares espanhóis no Líbano aquando da explosão de uma bomba que destruiu o veículo blindado BMR em que seguiam, o chefe de estado maior espanhol, o general Félix Roldán afirmou que seriam instalados sistemas anti-minas em todos os veículos em missões no exterior… Recusando comentar se a sua presença poderia ter evitado as mortes dos militares, mas reconhecendo implicitamente que… sim, ou então não seria necessário instalar estes sistemas…

O PP espanhol criticou na altura a decisão de enviar BMR para o Líbano, afirmando que teria sido preferível enviar carros de combate, mas de facto, no cenário libanês estes não seriam particularmente úteis em missões de patrulha e reconhecimento como aquelas que são cumpridas pelo contingente espanhol, e isso é certo, mas a sua existência teria um inegável efeito disuasor e a sua existência na cabeça de todas as colunas poderia salvar os veículos seguintes (BMR ou outros) ao absorver o grosso do impacto da minas ou do explosivo improvisado… E é neste tipo de questões que se vê como em questões de competência e antevisão os espanhóis são essencialmente iguais a nós… Alguém acredita que os Chaimites e jipes que temos espalhado pelo mundo em missões de paz têm todos equipamentos anti-minas? Hum?…

Fonte: El Pais; 15 de Julho de 2007

Se gostou deste artigo, adicione-o nas redes de notícias colaborativas:
DoMelhor.net (Portugal) DoMelhor
(Portugal) ou
Chuza.org (Galiza) Chuza
(Galiza) ou ainda em
Adicionar esta not�cia no Linkk Linkk (Brasil)

Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci, Política Internacional, Sociedade | 4 comentários

Sobre a misteriosa explosão de notas de 500 Euros em Espanha…

Num curioso pequeno artigo, o jornal espanhol “El Pais” de 15 de Junho de 2007 constatou que a totalidade da massa monetária em circulação dobrou em Espanha nos últimos cinco anos… A inflação não acompanhou esta expansão que corresponde a 9% do PIB espanhol (a média europeia é de 7%) e levanta apenas uma explicação possível: a expansão explosiva da “economia subterrânea” espanhola.

De facto, se a dimensão da economia paralela era de 19% do PIB em 2002, hoje, esse valor será muito mais elevado… E ligado à presença em Espanha de 12 milhões de notas de 500 Euros, 26% do total emitidos em toda a Europa! Estas notas – cuja própria existência foi inicialmente muito polémica – e sobretudo a sua multiplicação ou concentração num dado país, indica uma estranha e grave disfuncionalidade económica espanhola que só pode estar ligada ao grande motor do boom económico espanhol: a Bolha Imobiliária. Durante muito tempo os preços do sector explodiram em Espanha, e agora estão estagnados, temendo muito o rebentar desta bolha… Lucrando neste processo estiveram os mesmos agentes económicos que propulsaram uma bolha idêntica, mas menor, em Portugal: promotores imobiliários, construtores, donos de terrenos, agências imobiliárias e autarquias, mas também, e de permeio muito branqueamento de dinheiro do narcotráfego e de mafias de várias origens.

A acção perniciosa destes agentes foi facilitada em Espanha pela inexistência de uma política de investigação dedicada ao crime de colarinho branco e à cumplicidade de muitos milhares de advogados e notários espanhóis que transformaram cidades como Marbella e Madrid em verdadeiros paraísos fiscais pela criação de milhares “empresas opacas”, fictícias, e funcionando apenas como formas de “lavagem de dinheiro”.

E em Portugal?… Seremos assim tão diferentes?… Ou…

Fonte: El Pais; 15 de Julho de 2007

Categories: Economia, Política Internacional, Sociedade, Websites | Deixe um comentário

QuidSZ S1-11: A que país pertence esta bandeira?

wq.gif

Dificuldade: 2

Categories: QuidSZ S1 | 5 comentários

QuidSZ S1-12: Quem é o homem por detrás deste projecto?

aaas.jpg

Dificuldade: 2

Categories: QuidSZ S1 | 2 comentários

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy