Do iminente colapso da indústria discográfica, das redes P2P e do grande erro ao matar o Napster…

As grandes empresas discográficas estão a passar por um mau período… As vendas de CDs diminuiram 20% em 2006 e estima-se que em 2007 caiam mais 18%. Segundo estas multinacionais as redes P2P como os clientes Torrent, eMule, estariam a ser responsáveis por esta quebra de vendas que ameaça fazer reduzir a zero dentro de 5 anos o seu mercado… É que a um ritmo de mais de 1 bilião de downloads ilegais por mês (um número que cresce 4% todos os anos) a indústria discográfica depois de durante décadas ter arrecadado imensas fortunas à custa dos trabalho dos seus artistas arrisca-se a desaparecer já que as vendas cibernéticas como as feitas via iTunes ainda que em crescendo são incapazes de compensar estas quebras de vendas…

Mas se a situação presente parece desesperada é porque uma boa parcela da responsabilidade compete à… própria indústria discográfica… Sim, porque se hoje as redes P2P estão fora de controlo e o seu uso é explosivo no que concerne ao número de utilizadores e à quantidade de filmes e músicas trocadas nestas redes isto deve-se ao facto de que quando tudo começou, na época em que todos estes ficheiros eram trocados pela rede do Napster a indústria fez tudo para levar ao encerramento judicial do mesmo, dispersando os seus utilizadores pelas milhentes redes alternativas que depois a necessidade haveria de fazer florescer… Na época, se a indústria não tivesse sido tão sôfrega (e apressada) na resolução da questão do Napster podia ter mantido este serviço, entrado nele em parceria e cobrando por cada música um valor razoável ou uma assinatura razoável, um pouco como funciona hoje o iTunes com tanto sucesso e usar as redes P2P a seu favor e a favor da manutenção de alguma justiça numa indústria que hoje se arrisca a desaparecer… A sofregidão do Lucro matou a galinha dos ovos de ouro, logo à sua nascença e agora… o fenómeno está simplesmente demasiado estendido para ser controlado, por muitos utilizadores finais que estejam a processar, e estão… Em 2006 foram processados em todo o mundo mais de 22 mil utilizadores de redes P2P.

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, Defesa Nacional, Informática | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “Do iminente colapso da indústria discográfica, das redes P2P e do grande erro ao matar o Napster…

  1. Wikipedista

    É mesmo mania deles, pois não os estou a ver queixarem-se do iTunes e doutros websites e doutras lojas electrónicas legais que por aí andam a fazer grandes sucessos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: