NbWf3042

Com a intensificação das campanhas de bombardeamento aliadas, o exército procurou desenvolver armas anti-aéreas próprias. Partindo do Nebelwerfer 41, um lançador multiplo de foguetes com cinco tubos montados numa estrutura que disparava um projéctil de 125 kg a distâncias de até 7580 metros. O Werfer 31 de 28.32 cm, uma arma pesada e pouco prática, foi rapidamente substituído pelo Werfer 30/42.

Para equipar os Focke Wulf Fw 190 foi construída a série R6, para os Messerschmitt Bf 109 G-6, a série R-2 e para o Messerschmitt Bf 110 a M5. Estas montagens consistiam numa simples armação de um tubo de 130 cm nos monolugares e num par destes no Bf 110, caso em que o par era montado de modo a que os foguetes lançados convergissem a cerca de 1400 metros. Os foguetes eram lançados através de um detonador eléctrico incandescente de baixa tensão, o ERZ 38. A mira Revi 16 F era usada nestes aparelhos para disparar os foguetes.

Apesar de bastante rude, a arma conheceu alguns sucessos apreciáveis. A 17 de Agosto de 1943 dos 376 B-17s do 8º Exército Aéreo da USAAF, 60 (16%) foram abatidos pelos foguetes de 21 cm. A 14 de Outubro do mesmo ano, durante um ataque às fábricas de rolamentos de Schweinfurt, dos 291 aviões atacantes, 60 foram abatidos sobre a Alemanha, 17 no regresso e 121 ficaram tão danificados que foram dados como inutilizáveis mais tarde. As perdas provocadas pelos foguetes de 21 nesse período foram tão intensas que a USAAF enfrentou temporariamente uma falta de meios para prosseguir as suas missões sobre a Alemanha, contudo, a aparição no teatro europeu dos excelentes caças North American P-51 ao lado dos bombardeiros desiquilibrou imediatamente a balança contra os lentos e pouco manobráveis Bf 110.

Categories: As "Armas Secretas" da Alemanha Nazi | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: