Quid S8-37: Onde foi tirada esta fotografia submarina?

yonaguni3-mu.jpg

Dificuldade: 3

Anúncios
Categories: Quids S8, sQuids S2 | 14 comentários

Navegação de artigos

14 thoughts on “Quid S8-37: Onde foi tirada esta fotografia submarina?

  1. sá morais

    Yonaguni monument. Alguém andou a ver documentários? 😉

  2. sá morais

    em yonaguni, claro! 🙂

  3. nope! “alguém” agora só vê mesmo é manuais e livros microsoft…

  4. Nito

    mediterraneo, ilhas gregas ?

  5. Pedro Tavares

    Bahamas

  6. nito e pedro: too late! O Sá já acertou! http://www.morien-institute.org/yonaguni.html
    e pensar que a “ciência oficial” diz que são fenómenos geológicos naturais… claro! e as grandes pirâmides também!

  7. vic

    parabens.Abraço.

  8. Clavis, se fores à serra do cercal por exemplo encontras várias formações como essa, e em terra. Aliàs tem zonas um pouco mais para o interior em que se encontram pedras que são paralelipipedos perfeitos a unica diferença è que yonaguni tem pedras gigantescas. No entanto já vi formações semelhantes à “praça central “de yonaguni .. só que numa escala de 1/20

  9. sá morais

    Por falar em documentários… Estive agora a (re)ver um no canal História. Ainda ninguém da tradução percebeu que um destroyer não é um coraçado? Ainda não viram que nem todos os aviões de dois lugares em porta-aviões são “Devastators”? Aflitivas estas traduções… Até no Canal História…

  10. A História sempre foi escrita pelos vencedores e a verdadeira História não é contada nas escolas.
    O que escondem as áreas interditas do Museu do Louvre, dos grandes museus americanos, russos e ingleses.
    Há áreas que como sabe estão interditas ao Público.
    Será que a civilização começou no Médio Oriente?
    Não acredito.
    E a Atlântida?
    Mu?
    Aghatha?
    Interessante o livro «Primeira Civilização» editado há menos de um ano pelo Círculo de Leitores.
    Mário Nunes

  11. Estivemos quase mil anos nas trevas….
    E muita coisa se perdeu com a derrocada do Império Romano.

  12. JG

    Bem te percebo Sá. Couraçado>Cruzador>Contra-torpedeiro.
    Mas olha que a meu ver a vertente de conhecimento em que estamos pior è uma em que tens algumas responsabilidades. Lembro-me quando Jogava D&D . Eu, o “High-elf ranger” queria dar uma porrada no “goblin” com a “two handed sword”. Depois ele dava-me com a “flail” Logo vinha o “dwarf priest” com o seu “mace” e depois fazia “heal” na “party”. Quando na realidade queria dizer que como caminhante elfo pretendia atacar o duende com o meu montante, logo o doende me agredia com o mangual, mas o clérigo anão vinha com a sua maça e matava o duende com um golpe e depois prosseguia a evocar cura para todo o grupo.

  13. JG:

    A questão está aqui na escala e na complexidade das estruturas… Sabes, a idade têm-me tornado cada vez mais céptico, especialmente desde que descobri a Net… Mas neste caso, não me parece que a “explicação oficial” seja suficiente para explicar estas estruturas monumentais. e com certeza que não explicar algumas destas fotografias:
    http://www.pacal.de/yonaguni.html
    e sobretudo o rosto esculpido e as pedras decoradas…

    Sá Morais:
    “Por falar em documentários… Estive agora a (re)ver um no canal História. Ainda ninguém da tradução percebeu que um destroyer não é um coraçado? Ainda não viram que nem todos os aviões de dois lugares em porta-aviões são “Devastators”? Aflitivas estas traduções… Até no Canal História…”
    -> Mas quem faz mesmo essas traduções? Até há algum tempo não era aquela empresa do tipo do macaco adriano? E não me parece que os conhecimentos em História sejam requisitos para ser tradutor no Canal História… Como deviam ser!

    Mário Nunes:

    “A História sempre foi escrita pelos vencedores e a verdadeira História não é contada nas escolas. O que escondem as áreas interditas do Museu do Louvre, dos grandes museus americanos, russos e ingleses. Há áreas que como sabe estão interditas ao Público.”
    -> E por cá, no Museu Nacional de Arqueologia onde cercad e 90% do espólio está em armazém… Eles dizem que é por não haver espaço de exposição suficiente… mas fica sempre a dúvida, não fica?… Especialmente em anomalias como esta…

    “Será que a civilização começou no Médio Oriente? Não acredito.
    E a Atlântida?”
    -> Para mim, a Atlêntida existiu e existiu nos Açores…

    “Mu?”
    -> Sendo este monumento de Yonaguni um eco desta antiga civilização…

    “Aghatha?”
    -> Algures no Gobi… Ainda hoje!

    JG:
    “Bem te percebo Sá. Couraçado>Cruzador>Contra-torpedeiro. Mas olha que a meu ver a vertente de conhecimento em que estamos pior è uma em que tens algumas responsabilidades. Lembro-me quando Jogava D&D . Eu, o “High-elf ranger” queria dar uma porrada no “goblin” com a “two handed sword”. Depois ele dava-me com a “flail” Logo vinha o “dwarf priest” com o seu “mace” e depois fazia “heal” na “party”. Quando na realidade queria dizer que como caminhante elfo pretendia atacar o duende com o meu montante, logo o doende me agredia com o mangual, mas o clérigo anão vinha com a sua maça e matava o duende com um golpe e depois prosseguia a evocar cura para todo o grupo.”
    -> grympf! Nunca cheguei a jogar D&D, mas um “clone” que inventei com um amigo e que ainda nos valeu umas boas tarde de valente divertimento!… De qualquer modo, acho que esse é mesmo o estilo do Sá (http://avatar74.blogspot.com)…

  14. sá morais

    JG: Podes não acreditar mas nunca joguei a isso… Tinha um livro de Douglas Niles de AD&D, mas nem o li até ao fim… Tenho influências pouco comuns… E, tal como me parece que o Rui fazia, preferia inventar os meus próprios jogos, a minha própria “mitologia”…

    Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: