A Marinha Brasileira comprou ao Reino Unido o LSL “RFA Sir Galahad”


(Sir Galahad in http://www.pembroke-dock.co.uk)

A marinha brasileira vai participar no plano de abate da Royal Navy (a que aludimos noutro artigo) adquirindo o Navio de Apoio “RFA Sir Galahad”. O navio serviu a Marinha britânica durante apenas 18 anos, o que na sua classe, é tido como uma carreira relativamente curta.

Quando fôr inserido no arsenal da marinha brasileira, o navio receberá o nome de G29 Garcia d´Ávila tornando-se numa peça essencial para tornar o Brasil numa efectiva potencia regional já que se trata de um LSL (“Landing Ship Logistic”) concebido para fornecer apoio directo ao desembarque de tropas e equipamentos. O navio tem até a possibilidade de acolher dois helicópteros.

E se o nome vos trás alguma recordação… Saibam que não é o mesmo “Sir Galahad” que a Royal Navy perdeu num ataque de A-4B Skyhawks argentinos nas Malvinas. É precisamente o seu sucessor de idêntico nome e função, e não um qualquer destroço recuperado das águas do Atlântico Sul…


(o “outro” Sir Galahad in http://www.royal-navy.mod.uk)

Fonte: Área Militar

Anúncios
Categories: Brasil, DefenseNewsPt, O Código da Vinci | 16 comentários

Navegação de artigos

16 thoughts on “A Marinha Brasileira comprou ao Reino Unido o LSL “RFA Sir Galahad”

  1. nossa meu deus ai foi grana en bora emmmmnnnnnnnn imagine deve ter gastado uma bolada para fazer ele inves de min dar o dinheiro qu e nao ia esplodir na minha mao na minha mao ele ficava mais seguro

  2. Ed

    so espero que ele sirva para oque ele e programado e nao um, simples apoio logístico.

  3. Diego Antunes

    podiamos comprar navios de guerra inves de apoio logistico ja que estamos perdendo respeito militar na região

  4. e contudo, também são necessários… recorde-se de que este navio, p.ex. pode servir de ponto de apoio para colocar rápidamente militares em qualquer praia no mundo… e que o seu uso foi essencial, p.ex., no conflito das Malvinas, que teve lugar, mesmo aí perto de vocês…

  5. gaitero

    Este navio tem o dobro de capacidade do MATOSO MAIA.
    1000 t contra 500 t

    Foi uma exelente aquisição.

  6. hc.tex

    O navio veio para o Brasil cheio de problemas. Muitos reapros a fazer. Muito dinheiro gasto numa peça de “segunda”. Enfim… precisamos.

  7. normal… os ingleses já sabiam há muito que não iriam continuar a usar o navio, e não investiram na sua atualização…

  8. gaitero

    A Marinha incorpora à frota naval, no dia 19, a corveta Barroso, um moderno navio de combate, armado com canhões, torpedos e mísseis. Leva também um helicóptero Lynx.
    o navio custou US$ 263 milhões.

    O navio tem 103,4 metros e desloca 2.400 toneladas. A tripulação é de 150 militares. Velocidade de 30 nós, ou cerca de 60 km/hora, com autonomia máxima de 30 dias no mar.

    Na festa da entrega, o comandante da Marinha, almirante Júlio de Moura Neto, e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, vão confirmar o programa de construção no Brasil de 27 navios leves de patrulha, “o melhor meio de a Força estar mais perto das plataformas de petróleo”, de acordo com Moura Neto. São embarcações de 500 toneladas, armadas com dois canhões. As duas primeiras foram encomendadas no Ceará, ao estaleiro Inace. Vão custar, ambas, R$ 88 milhões. Uma licitação envolvendo outras quatro foi aberta há um mês. A tecnologia original é da empresa Constructions Mécaniques de Normandie-CMN, da França. Os direitos foram comprados por US$ 20,2 milhões. “Não é nada que o Arsenal não pudesse fazer sozinho, no Rio, mas com a aquisição ganhamos tempo”, justificou o então comandante da Marinha, almirante Roberto de Carvalho. Os patrulhas medem 54,20 metros. Têm autonomia de 4.500 quilômetros. Os 27 tripulantes contam com sistemas digitais que permitem atuar, em combate, de forma integrada com outros navios e aviões.

  9. tenho um artigo pronto a sair sobre esta corveta…
    basta apenas que alguém dê com a resposta do último quid!
    (vítima das férias de parte dos comentadores, aparentemente…)

  10. gaitero

    Será incorporado à Marinha do Brasil, no dia 21 de maio de 2009, na cidade de Falmouth – Reino Unido, o Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Almirante Saboia”

    Este é o Irmão mais velho do Garcia D’Avila, ou Sir Galahad como era chamado.

    O G-25 Almirante Saboia, foi o único da classe a passar por uma extensa modernização em meados de 90, e se tornou ao lado do Sir Galahad, o mais moderno NDCC da sua classe.

    Aquisição interessante por se tratar principalmente de uma padronização dos meios.
    Além é claro de aumentar a capacidade de deslocamento dos nossos soldados…..

    Notícias sobre o novo navio de apoio logístico, em breve.

  11. é um meio importante e que talvez indicie (espero eu) o fim desta isolacionismo que tem caracterizado a política externa brasileira das últimas décadas…

  12. Boas falas, a MB está carente de equipamentos, tem de vir + .assim como os 006 subs SSks….

  13. agora que a carencia é menor… haverá também uma adaptação na doutrina nacional de Defesa e na participação de forças brasileiros em missões internacionais?…

  14. emilio ferreira

    infelizmente a marinha so compra sucata esta e a realidade

  15. Talvez assim,ganharemos fólego p coisas melhores ´p nossa glóriosa MB; q mt merece.

  16. Uma desvantagem de navios desse tipo é que o eles precisam se aproximar da costa para desembarca os meios militares esse configuração já foi abandonada por muitos países ocidentais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: