Hoje… Não haverá Quids!

Categories: Quids S8, sQuids S2 | 12 comentários

Navegação de artigos

12 thoughts on “Hoje… Não haverá Quids!

  1. buhhhhhhhhhhhhhhhhh

  2. Pedro Tavares

    Epá, e eu que preciso do Quintus como alguns precisam de coca. 😉
    …como poderei eu ultrapassar isto?

  3. Nito

    Greve…?????

  4. Hehehe. Mas só mesmo por aqui que isto de trabalhar numa multinacional não dá grandes leques para contestações…

    Amanhã voltamos à actividade!

  5. Também aderi!
    abraços

  6. Nito

    Pois eu também não posso “grevar” por vezes nem “feriadar”…

  7. Tb e Nito: “Grevar”, nem pensar… Não neste contexto em que vivemos hoje… De elevado desemprego, profunda insegurança e incerteza frente ao futuro…

    Nito: Nada que nos espante, vindo de onde vem…

  8. Nito

    Atenção concordo com o direito à greve mas infelizmente acho que a forma de protesto não é eficaz.
    Não sei qual será a forma mais eficaz mas a greve por um dia… não me parece que seja.

  9. Concordo. Actualmente a eficácia é praticamente nula… Os sindicatos deviam começar a ponderar formas alternativas, desde o protesto civil, a formas mais imaginativas, como as dos Provo holandeses:
    http://www.marijuanalibrary.org/HT_provos_0190.html

  10. Sinceramente só soube que havia greve ao ver o telejornal. Mas pouca diferença faz porque quem trabalha por conta propria não tem direito à greve, de qualquer forma. Onde está a justiça disso?

  11. Justiça?… Não há tal coisa… Excepto para a Função Pública, e mesmo aqui, a expressão de um dos direitos mais básicos do Homem está a ser severamente condicionada. Francamente, estou muito pessimista em relação a um futuro onde as relações laborais parecem cada vez menos equilbradas e onde as grandes empresas e multinacionais impõem a sua vontade autocrática aos governos que elegem e a quem depois cobram favores (como a Ota, o TGV, as seguradoras e os sistemas privados de saúde e reforma, etc.) E a tendência para tornar toda a gente em pequenos empresários, que é positiva e estimulante para a Economia e para a realização pessoal de cada um tende também ela – por dumping criado por outras pequenas e micro empresas que não cumprem as regras – a agravar ainda mais esta tendência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: