Hoje… Não haverá Quids!

Anúncios
Categories: Quids S8, sQuids S2 | 12 comentários

Navegação de artigos

12 thoughts on “Hoje… Não haverá Quids!

  1. buhhhhhhhhhhhhhhhhh

  2. Pedro Tavares

    Epá, e eu que preciso do Quintus como alguns precisam de coca. 😉
    …como poderei eu ultrapassar isto?

  3. Nito

    Greve…?????

  4. Hehehe. Mas só mesmo por aqui que isto de trabalhar numa multinacional não dá grandes leques para contestações…

    Amanhã voltamos à actividade!

  5. Também aderi!
    abraços

  6. Nito

    Pois eu também não posso “grevar” por vezes nem “feriadar”…

  7. Tb e Nito: “Grevar”, nem pensar… Não neste contexto em que vivemos hoje… De elevado desemprego, profunda insegurança e incerteza frente ao futuro…

    Nito: Nada que nos espante, vindo de onde vem…

  8. Nito

    Atenção concordo com o direito à greve mas infelizmente acho que a forma de protesto não é eficaz.
    Não sei qual será a forma mais eficaz mas a greve por um dia… não me parece que seja.

  9. Concordo. Actualmente a eficácia é praticamente nula… Os sindicatos deviam começar a ponderar formas alternativas, desde o protesto civil, a formas mais imaginativas, como as dos Provo holandeses:
    http://www.marijuanalibrary.org/HT_provos_0190.html

  10. Sinceramente só soube que havia greve ao ver o telejornal. Mas pouca diferença faz porque quem trabalha por conta propria não tem direito à greve, de qualquer forma. Onde está a justiça disso?

  11. Justiça?… Não há tal coisa… Excepto para a Função Pública, e mesmo aqui, a expressão de um dos direitos mais básicos do Homem está a ser severamente condicionada. Francamente, estou muito pessimista em relação a um futuro onde as relações laborais parecem cada vez menos equilbradas e onde as grandes empresas e multinacionais impõem a sua vontade autocrática aos governos que elegem e a quem depois cobram favores (como a Ota, o TGV, as seguradoras e os sistemas privados de saúde e reforma, etc.) E a tendência para tornar toda a gente em pequenos empresários, que é positiva e estimulante para a Economia e para a realização pessoal de cada um tende também ela – por dumping criado por outras pequenas e micro empresas que não cumprem as regras – a agravar ainda mais esta tendência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: