Daily Archives: 2007/05/05

Uma empresa belga proibiu os seus trabalhadores de falarem outras línguas além do Flamengo… E da moralidade implícita à coisa

Uma empresa de fabricação de peças para automóveis belga (sempre boas notícias, vindas lá da Bélgica…) proibiu os seus trabalhadores de falarem qualquer outra língua além do Flamengo, mesmo durante a pausa de almoço, avisando-os de que poderiam ser despedidos se violassem a norma da companhia…

Segundo o directo dos Recursos Humanos da “HP Pelzer“, um tal de Geert Vermote (curiosamente um nome… flamengo): “Temos pessoas da Itália, Índia, Polónia e Algéria aqui. Isto vai impedir a formação de grupos aqui e ali.”

A “HP Pelzer” está situada no coração da região flamenga da Bélgica e esta probição insere-se no contexto muito delicado na longa rivalidade e animosidade entre falantes do francês e do flamengo neste pequeno país que acolhe a maioria dos órgãos administrativos da União Europeia, e que por isso mesmo, espelha a natureza da complexidade e a incompletitude do processo de unificação europeia…

A medida foi particularmente mal acolhida pelos trabalhadores de origem turca, que formam quase 35% do total dos trabalhadores, que sentem que a regra foi criada tendo em vista a sua comunidade…

A Bélgica é um país severamente disfuncional como sabe quem o conhece mais de perto… A clivagem linguística e comunitária é severa e alcança nalguns momentos níveis perigosamente próximos do separatismo havendo um sentimento generalizado entre a população de língua flamenga de uma superioridade em relação aos francófonos, tidos como “inferiores” e “latinos”. Esta “proibição linguística” insere-se neste contexto fragmentário e pode deter de facto o valor “racial” de que os emigrantes turcos a acusam… Mas num ponto, os flamengos têm razão, assim tem razão a ministra holandesa da Integração e da Imigração Rita Verdonk com uma proposta para que todos aqueles que “planeiam viver na Holanda a longo prazo, devem falar holandês.” E de facto, um residente num país estrangeiro deve saber – pelo menos – falar a língua local e fazer um esforço para a dominar no menor espaço de tempo possível… Muitas comunidades imigrantes pelo mundo fora não o fazem e os recentes motins em França (que provávelmente darão a Sarkozy) a presidência da República…) são um reflexo desta fragmentação social que a descontinuidade linguística implica… Em suma… A “HP Pelzer” pode estar certa… Mas não num contexto laboral e nunca agindo em forma de imposição ou ameaçando com punições severas, que além do mais vão provavelmente contra o espírito da Lei e da União Europeia… Mas não me repugna por aqui além o princípio básico: Um imigrante deve falar a língua nacional do país onde escolher viver…

Fontes:

Reuters

Spiegel

Concorda com esta medida da HP Pelzer?
1) Sim
2) Não

View Results

Make your own poll

Anúncios
Categories: Política Internacional, Sociedade, Wikipedia | 12 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade