Uma professora americana foi condenada por exibir pornografia na sala de aula… Mas devia ter sido?

Uma professora substituta do estado americano do Connecticut foi condenada a uma pena de prisão em resultado de uma condenação por colocar em risco estudantes ao expô-los a material pornográfico usando um computador da sala de aula. Esta é a nóticia, apresentada assim, de forma condensada e sintética, intencionalmente… A Acusação alegou que a professora consultava pornografia na presença de vários alunos do sétimo ano, aparentemente, estas imagens eram o resultado de Pop-Ups lançados por Spyware presente no computador da sala de aula e instalado antes da professora substituta ter entrado em funções…


(http://www.norwichfreeacademy.com)

O julgamento de Júri, condenou a professora a uma série de quatro penas, o que resultou cumulativamente, numa pena de 10 anos. A acusada, de nome Julie Amero, afirma não ter mais conhecimentos de informática do que os necessários para ligar um computador e dar-lhe o uso mais básico, como ler o email ou entrar no instant messaging… Mas no dia 19 de Outubro de 2004, Amero saiu da sala de aula por um momento, e quando regressou viu dois alunos em volta do computador da sala no site “new-hair-styles.com”. Segundos depois, o computador era inundado de janelas de Pop-Up com conteúdo pornográfico, que tentou fechar sem sucesso, já que por cada uma que fechava aparecia uma outra. Em pânico, Amero saiu da sala para pedir ajuda a outro professor. Quando terminaram as aulas, alguns alunos contaram aos pais o sucedido, e estes contactaram a direcção da escola. Dias depois, a polícia ía buscar Amero a casa…

Ficou determinado em julgamento que as janelas de Pop-Up eram o resultado de Spyware activo no computador da sala de aula. O “perito” da acusação foi um polícia local que afirmou que “havia logs com datas na máquina que provavam que tinha havido um acesso intencional a esses sites em tempo de aulas”. O site em si, é uma espécie de portal para vendas de drogas de (suposto) alargamento de pénis e contra a perda de cabelo e não um site sobre o fascinante tema de… penteados! E não recomendo que passem por lá, nem que seja por simples curiosidade, já que a página está completamente infectada por Spyware que se tenta instalar no PC, e que é bloqueado pelos bons anti-vírus.

Na verdade, esta professora substituta pouca responsabilidade teve pelo sucedido… O seu computador ainda corria a versão obsoleta do Windows 98 e a velhíssima versão 5.0 do Internet Explorer, um dos Browsers menos seguros do mercado… E ainda por cima, a escola usava uma versão de demonstração de uma firewall que já tinha expirado… E até o antivirus do computador estava desactualizado, ou seja, a escola mantinha o equipamento completamente desactualizado, e a condenação não foi endereçada para o responsável por este laxismo, mas para o desgraçado do utilizador!

O facto de estarmos perante uma condenação efectiva demonstra o quanto estão impreparados os tribunais americanos para exercem eficazmente a Justiça numa área com a Informática, se isto acontece nos EUA… Quando teremos um caso idêntico, cá pelas nossas lusas paragens? E o seu computador?… Está tão desactualizado com o supracitado? Cuidado… Eles andam aí!

Fonte: Washginton Post

O seu computador está seguro?
1) Tenho antivirus
2) Tenho antivirus e firewall
3) Só tenho antivirus
4) Só tenho Firewall
5) O antivirus não é actualizado
6) Não sei nada destas perguntas

View Results

Make your own poll

Anúncios
Categories: Informática, Sociedade, Wikipedia | 9 comentários

Navegação de artigos

9 thoughts on “Uma professora americana foi condenada por exibir pornografia na sala de aula… Mas devia ter sido?

  1. Inacreditável de facto!!!
    E nem consigo imaginar o que cá aconteceria pois estamos num país onde o estado equipou todas as escolas com computadores mas esqueceu-se de dar formaçãqo aos professores… resultado? Muitas escolas não chegaram a desempacotá-los!!!

    Rui, quando puderes passa lá no meu sítio pois tens um prémio para receber 🙂

  2. Sauridio

    A a sociedade americana, no geral, está preparada para quê? Diria que para sugar os resto do mundo.

    Sauridio

  3. Ka: sem dúvida que por cá teremos muitos computadores igualmente despreparados pelas salas de aula… E expostos aos mesmos perigos, de certo!

    Sauridio: Bem… Não sou tão pessimista nem negativo em relação aos EUA… Os EUA continuam a ser o maior garante para a Paz mundial e se tivesse que escolher alguém para “policiar o mundo”, escolheria os EUA antes de qualquer outra nação, exceptuando a Europa (quando esta se unificar, realmente) ou a comunidade de língua portuguesa com que sonho… Mas os EUA são apesar do domínio perigoso das grandes corporações, dos lobbies ultracristãos e de um certo militarismo militante um fenómeno que para o Mundo é globalmente positivo e estabilizante. Descontando, é claro, epifenómenos perigosos como esse imbecil carismático e extremamente manipulável, chamado Bush…

  4. Esta notícia è um exemplo do que pode acontecer quando o estado de direito perde o rumo e o bom senso.

    O estado de direito è uma figura contradictória, por um lado è um dos dois garantes do funcionamento da democracis e liberdade. No entanto se funciona bem demais pode ameaçar gravemente a liberdade e até mesmo contrariar a democracia. (vejam o caso da nomeção de Bush contra Gore, que foi ditada pelos tribunais)

    Acho que casos idênticos cá em portugal são pouco prováveis. Os tribunais tem menos poder no nosso estado do que no modelo americano. Na america podem, por exemplo legislar, e cada sentença adiciona à lei usada, com precedência sobre todos os outros orgãos legislativos.
    Por outro lado casos como os do sargento luis gomes ou o dos jornalistas do 24h também eram pouco prováveis…

  5. JG: OS tribunais, desde o caso Casa Pia, têm revelado uma certa tendência para marcarem a agenda política e parecem caminhar no mesmo sentido do que o de outros países mediterrânicos, como a Itália e a Espanha onde o Poder Judicial tem ganho uma influência na Sociedade que lhe era estranha há menos de 10 anos… Sim, é certo que o mecanismo do “precedente” cá não a mesma força, nem sequer é comum os julgamentos por jurados dos EUA, o que pode reduzir a incidência de casos idênticos… Mas também temos a nossa dose de mal-informados e de ignorantes na judiciatura… Ou não fossem os juízes homens e mulheres como nós, comuns, mas apena de batina e com uma certa formação e experiência profissional… E casos disso mesmo, temos precisamente nos dois casos que apontas!

  6. Era exactamente isso que eu na minha forma nublada e ligeiramente pomposa tentava dizer. Nos anos do fascismo, um poder judiciàrio fraco apenas apresentava uma relutância envergonahda em alinhar nas ilegalidades do regime. A revolução não modificou muito, mas a evolução social posterior mudou. temos agora uma boa colheita de juizes que já se aventuram a afrontar os Valentins e os Pinto da Costa por esse país fora. Temosa justiça quase no ponto que precisamos.

    No entanto o caso dos toiros de barrancos, já nos deu um cheirinho do que è um sistema judicial hiperactivo. Nesse caso um tribunal, de cascais creio eu, pretendeu limitar as liberdades de uma população lá quase para o meio de espanha. A grande opinião pública (*deferência*) achou bem a intervenção. Dessa vez a democracia foi mais forte que a justiça cega, mas e agora? Como seria se hoje um tribunal decidisse aplicar a lei sobre vestuàrio numa praia, digamos, no que resta da caparica? Será que ainda seria possivel contestação contra o acto judicial?

    Enfim, tou a ter delírios nocturnos.
    Fiquem em paz.

  7. JG: o Poder Judicial é uma das três parcelas essenciais do Estado de Direito, segundo o bom velho e fiável modelo de Montesquieu. Nesse sentido, os Tribunais portugueses, tinham um papel demasiado fraco que tem subido (felizmente) nos últimos anos… Mas falta-lhes a eficiência que existe noutros países onde o Poder Judicial assume esse seu devido papel, e é aqui, que estão os meus maiores receios: o de um Poder Judicial Forte, mas Arrogante e inecifiente… O caso Esmeralda, foi um tanto paradoxal disso mesmo: os juízes transpiraram arrogância e Erro. Em partes idênticas…

  8. Como já disse várias vezes, o que vem dos EUA já não me surpreende, é o país do absurdo por excelência!

  9. Miguel: pessoalmente, evito os juízos redutores… Os EUA não são propriamente um “país”, mas uma federação de países, com realidades tão extensas com a dimensão continental dos Estados Unidos… Existem lá liberais mais esquerdistas do que a nossa esquerda europeia radical e nacionalistas mais nazis do que o mais fanático herdeiro das SS… Como exemplo, cito o caso da “Schumacher Society” (http://www.schumachersociety.org/) de que sou membro e que tanto aspectos semelhantes tem com o projecto socio-político de Agostinho da Silva… Esta e outras organizações semelhante trabalham ombro a ombro com os “neocons” mais radicais e com as seitas ultracristãs mais perigosas (e influentes!) do mundo… Os EUA são fundamentalmente um país (ou países) de contrastes… Tendo em si, um pouco de tudo, e sempre o melhor e o pior daquilo que há no resto do mundo…

    É precisamente desta riqueza de diversidade e de multiplicidade, nem sempre pacífica, que ocupam o lugar que ocupam no mundo desde a 1ª Grande Guerra…

Deixe uma Resposta para Sauridio Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: