Sobre as “Vias de Alta Ocupação” nas autoestradas americanas e do furto dos… autocolantes


(http://www.mtc.ca.gov)

A Califórnia depois de ter implementado uma interessante medida que foi a de reservar uma faixa das suas autoestradas estatais para a circulação dos chamados HOV “High Occupancy Vehicles” de forma a potenciar a partilha de automóveis particulares entre vizinhos e colegas e assim reduzir as emissões de gases poluentes e de efeito de estufa, acrescentou ao uso permitido destas disputadas e invejadas faixas o acesso de veículos híbridos às mesmas… Um exemplo que bem que poderíamos seguir por estas lusas bandas, não fossem as nossas auto-estradas tão pouco generosas no número de faixas rodoviárias disponíveis…

O acesso a estas faixas é permitido pelo reconhecimento de um autocolante colado no pára-brisas dos veículos…Ora a escassez e a evdiente vantagem de exibir tal dístico parece ter despertado os apetites dos amigos do alheio, que aproveitaram o ensejo para abrir uma nova actividade: o Furto de Autocolantes para vias ecológicas…

Todos os meses, perto de 200 carros são assaltados – só na Califórnia – para roubarem estes autocolantes os quais reaparecem pouco depois no mercado negro…

Fontes:
http://www.engadget.com/2007/04/22/thieves-swiping-hov-exemption-stickers-from-hybrids/

http://www.tfhrc.gov/pubrds/07jan/01.htm

http://www.eere.energy.gov/afdc/progs/view_ind_mtx.cgi?tech/NG/AZ/0

http://en.wikipedia.org/wiki/High-occupancy_vehicle

Anúncios
Categories: CodeFarmPt, Ecologia, Sociedade, Wikipedia | 5 comentários

Navegação de artigos

5 thoughts on “Sobre as “Vias de Alta Ocupação” nas autoestradas americanas e do furto dos… autocolantes

  1. Posi é.. mas cá seria impossível uma coisa destas…aliás além de impossível seria imcomportável pois o estado lembrar-se-ia de cobrar um imposto extra para quem se atrevesse a aderir…lol

  2. Golani

    off topic: (registem-se)

    http://www.mapmyname.com

    Chama-se Map My Name e quer contabilizar todos os utilizadores da Internet no mundo em apenas um mês. A tarefa parece impossível, mas para dois estudantes de Engenharia de Computadores e Telemática da Universidade de Aveiro não é.

    A verdade é que não se sabe ao certo quantos utilizadores de Internet existem. João, da Universidade de Aveiro, dá corpo ao projecto num pequeno vídeo que explica os intentos da página Map My Name. E a ideia é, tal como se chama o site, pôr o nome no mapa.

    Estatisticamente não é impossível, explica o estudante. Basta que cada utilizador convide três amigos e em apenas 19 dias será atingido o número estimado de utilizadores. Em 21, chegar-se-á ao número da população mundial. Depois são nove dias mais, de «desconto», por muitos internautas terem convidado a entrar no mapa utilizadores repetidos, já contactados por outros.

  3. Cá como lá, os amigos do alheio, sempre eles…

  4. Ka: tens razão enquanto formos governados pela Baixa Política, cega de largos horizontes e sempre olhando para o curto prazo e para o bom cumprimento dos mandamentos de Bruxelas… Quanto se pouparia em emissões de carbono com um plano de várias medias que favorecessem a aquisição de carros híbridos? O mesmo digo se todas as estradas com mais do que duas vias no mesmo sentido recebessem por lei uma faixa como esta usada já tão frequentemente nos EUA…

  5. se isso fosse aplicado por cá disticos desses falsificados seriam vendidos emtodas as feiras do país. Essa faixa ia ter bicha e as outras não.
    abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: