A Índia está a desenvolver uma versão para submarinos do seu míssil intercontinental Agni III


Míssil Agni III numa parada (http://newsimg.bbc.co.uk)

A Índia está a desenvolver uma versão para uso em submarinos do seu míssil intercontinental Agni III. Segundo o director da organização estatal de pesquisa DRD: “Os cientistas da DRDO trabalham actualmente na minituarização dos sistemas do Agni III de forma a que o seu terceiro estádio possa ser instalado num míssil de 16 metros de comprimento mantendo o mesmo payload de 1,5 toneladas.”

O objectivo da Índia é equipar uma pequena frota de submarinos com mísseis nucleares e usá-los numa resposta a um ataque nuclear de que o país seja eventualmente alvo, afirmou o líder da DRDO.

No desenvolvimento do Agni III, a instituição estatal DRDO surge apenas como “líder de projecto”, já que o desenvolvimento e construção dos mísseis está a cargo de 258 empresas privadas que colaboram com 20 laboratórios do DRDO no desenvolvimento do principal míssil estratégico da União Indiana.

Se a Índia conseguir tornar o Agni III num míssil capaz de ser lançado a partir de submarinos, o que pode bem conseguir, já que parece ter finalmente conseguido ultrapassar as dificuldades no desenvolvimento deste míssil (ver AQUI) vai tornar a sua nação efectivamente imune a qualquer aventura islamita vinda do Paquistão e aumentar o grau de defesa da União contra o seu velho e agressivo rival chinês… Infelizmente num mundo, onde o Paquistão nuclear parece efectivamente cada vez mais nas mãos dos radicais islâmicos e onde a China elegeu a expansão do seu poder naval (para o Índico nomeadamente onde têm sido vistos os seus submarinos), urge para a Índia dotar-se de meios que lhe permitam dissuadir qualquer ameaça nuclear que se possa abater contra aquele que devia ser… o maior aliado do Ocidente na região.

Fonte: India-Defence

Categories: DefenseNewsPt, O Código da Vinci | 2 comentários

Navegação de artigos

2 thoughts on “A Índia está a desenvolver uma versão para submarinos do seu míssil intercontinental Agni III

  1. Ultramar

    Não confio muito na Índia como aliada do Ocidente… Em princípio, parecem; mas, e no futuro? Será que o Ocidente poderá confiar sempre na Índia? Diferente em costumes, crenças, cultura… E o mal que o Ocidente causou à Índia no passado? Será que não ficou nenhum ressentimento? Não sei, não… E com um arsenal nuclear cada vez mais poderoso… Eu não confiaria tanto! É bom que a Índia continue a ver a China e o Paquistão como seus inimigos e que continue realmente a ver o Ocidente como aliado!

  2. A India nunca foi aliada do ocidente, mas sim dos russos. Ainda agora é uma grande cliente dos russos – http://port.pravda.ru/news/russa/26-12-2006/14612-tanques-0
    O Paquistão é que foi sempre o grande aliado do ocidente e da China.
    Dúvido que a India tenha capacidade para impedir a expansão naval chinesa, que parece imparável, mesmo com a futura oposição japonesa (que está a investir milhões na Marinha).
    Napoleão tinha razão quando no século XVIII afirmor “A China é um gigante adormecido… é deixem-no estar”. O gigante acordou. E agora? Como poderá voltar a adormecer?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

PEDAÇOS DE SABER

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

<span>%d</span> bloggers like this: