Daily Archives: 2007/04/07

Filme compósito com algumas das melhores imagens de OVNIs jamais captadas

 

Eis um filme que reúne algumas das mais intrigantes e recentes capturas de imagens e video de OVNIs em pleno vôo… Algumas destas imagens já conhecia (como as dos discos dos Shuttles), outras… Nem tanto!

Categories: OVNIs, Referendo da IVG | 20 comentários

Caças F-15 interceptaram um OVNI no Reino Unido em 12 de Janeiro?

Segundo algumas fontes caças F-15 da Força Aérea dos EUA estacionados na base britânica de Lakenheat, Reino Unido teriam tentado interceptar um OVNI no passado dia 12 de Janeiro.

Uma gravação das comunicações do Controlo de Tráfego Aéreo Militar de Londres estaria a circular na Internet, embora o Controlo negue a veracidade da gravação e a base da RAF se recuse a comentar, Steve Johnson um ovnilogista britânico está a preparar um pedido de informações ao abrigo da lei “Freedom of Information” ao Ministério da Defesa.

Segundo a gravação, um grupo de caças F-15 Eagle da USAF teria tentado interceptar um aparelho desconhecido a uma altitude entre os 3 mil e os 4 mil pés de altitude. Os caças conseguiram um “radar lock” e fizeram uma passagem a 17 mil pés e outra a 17,700. Segundo os pilotos o objecto voador parecia uma “rocha negra” e não se assemelhava a nada que tivessem visto. Na gravação um piloto pergunta a outro: “Viste aquilo?”, e o outro responde: “Sim, mas não quero falar sobre aquilo.” Durante a perseguição, o objecto parou e ficou completamente imóvel no ar.

A gravação está disponível em www.ufodata.co.uk

Fonte:

BurystedmundsToday

Categories: OVNIs | 46 comentários

Instalando Hotfixes

Existem algumas maneiras de instalar Hotfixes em XP. A primeira maneira é aplicá-los durante a instalação do próprio XP. Para o conseguir é preciso:

1. Criar um Distribution Folder. Este será denominado i386 e conterá uma pasta chamada $OEM$. O processo de instalação vai referir-se a esta pasta para a inclusão de ficheiros.

2. Criar um Answer File. Este irá orientar a instalação sobre como interagir com o Distribution Folder que foi criado no primeiro passo.

3. Criar um Cmdlines.txt. Este ficheiro vai conter linhas específicas de código que vão instalar cada hotfix separadamente.

4. Copiar os ficheiros para o Distribution Folder. Depois de todos os ficheiros terem sido criados, terá que copar 3 itens (o answer file, o cmdlines.txt e o executável do hotfix) para o Distribution Folder.

5. Arranque a instalação. O último passo será instalar o OS, o que por sua vez vai instalar os hotfixes a partir das entradas que foram colocada no cmdlines.txt. Os dois comandos de instalação são o winnt.exe e o winnt32.exe

Outra opção é a de instalar os hotfixes cok o QChain.exe. Esta ferramente permite que vários hotfixes sejam instalados sem um reboot. É claro, que se tentar instalar os hotfixes normalmente, sem um reboot, pode provocar sérios danos no computador, e mesmo um completo colapso do sistema.

Os Hotfixes também podem ser distribuídos com o SUS, o SMS e GPOs e através do método update.msi, se o hotfix incluir este ficheiro. A distribuição de hotfizes é semelhante à dos Service Packs e as opções idênticas.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Removendo um Service Pack

Existem dois métodos principais para remover um Service Pack.

O primeiro é o velho método de ir ao Add or Remove Programs no Control Panel. Esta opção permite a deinstalação de um Service Pack enquanto o sistema ainda está funcional.

O outro método de remover o Service Pack é usar o programa spuninst.exe que está localizado em %systemroot%\$NTServicePackUninstall$\spuninst\. Esta pasta é criada quando se instala o Service Pack, a menos que se use o switch /n. O programa spuninst.exe pode também ser executado a partir da Recovery Console no caso de um sistema ter ficado tão instável que não consegue arrancar com sucesso.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Aplicando um SP manualmente

Se não foi possível criar uma Slipstreamed Distribution Share, pode aplicar-se o SP correndo o update.exe na máquina local. Se foram instalados alguns serviços depois do SP, o XP procura qualquer ficheiro de que necessite nesse SP aplicado.

Este processo actualiza um service ou uma aplicação sem requeer que se reaplique continuamente o SP sempre que se adiciona alguma coisa nova, como sucedia antes, no NT4…

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Instalações Unattended do SP2 a partir da Command Line

Existem duas maneiras de instalar o SP2 a partir da command line. Os dois métodos são semelhantes, mas usam ficheiros diferentes:

update.msi

e

xpsp2.exe

Em ambos os casos, são usados switches comuns. Eis alguns deles:

/quiet: não mostra um display, nem coloca perguntas

/n não cria um backup para remover o SP

/f força as aplicações a fechar para um reboot

/forcerestart

/norestart

/uninstall

/integrate:fullpath (usado para slipstreaming)

A maioria dos Service Packs, Updates e Hotfixes vêm com um ficheiro update.msi, que suporta estes switches. Isto significa que é possível fazer um slipstreaming destes ficheiros numa copya partilhada do XP ou numa imagem RIS.

O novo update.msi também suporta a instalação “fora da ordem” de patches e service packs. Isto permite a instalação dos updates em qualquer ordem e o instalador do XP irá lidar com os conflitos e os updates out-of-date de forma a que sejam incluídos no SP que já tenha sido aplicado.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Slipstreaming SPs

O processo de combinar os ficheiros de instalação do Windows XP com um SP é chamado de Slipstreaming. Aplica-se um SP a um Distribution Share executando o comando:

update.exe /integrate:fullpath

Se instalar o XP usando a distribuição slopstreamed, as instalações conterão SP. Usando este método podemos poupar muito tempo e evitar a necessidade de aplicar o SP depois de cada instalação.

Categories: MCSE: MOC2272, Quids S3 | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade