Daily Archives: 2007/03/29

Lost: S0303 (Season 3, episódio 3) “Further Instructions”


(Kate… Será que é mesmo… “Fininha”? Talvez… Mas quem quer saber, com este olhos?…)

 

Neste episódio, revela-se finalmente o que aconteceu a Locke, Eko e Desmond depois da explosão da Estação Cisne.

1. O episódio é muito “Locke-centric” aludindo a um episódio da vida passada de John numa comuna rural onde se cultivava marijuana. Mas regressa depois ao tempo correnta na Ilha com Locke vendo Desmond, nu, correndo na selva. Pouco depois, Locke, é quase atingido pelo bastão de Eko, caindo do céu. Locke, continua mudo depois da explosão e leva Charlie a construir consigo uma “tenda de suor” para alcançar um estado alterado de consciência e ter uma visão que o elucide sobre o que fazer daqui em diante. Charlie faz aqui uma referência velada ao filme “Altered States“, quando avisa Locke para ter cuidado e não evoluir até um neanderthal…

2. Locke encontra vários vestígios do rapto de Eko por um urso polar e encontram a Estação Cisne, com vestígios evidentes de que implodiu e não explodiu. Como se a “anomalia magnética” de Desmond (é assim que ele descreve aqui que estava por detrás do túnel fechado a cimento) tivesse engolido toda a Estação. E lá volta a minha tese favorita para aquilo que era guardado dentro da Cisne… Um miniburaco negro de Hawkins, magnéticamente carregado e enclausurado dentro de uma câmpanula tokamak e que quando esta foi desligada (Locke não inseriu os números que serviam de palavra-chave para o sistema) implodiu. Fica por explicar porque é que a Ilha (e toda a Terra, já agora…) não foram engolidos nesta implosão… E como é que Locked e Desmond escaparam incólumes… Embora sobre Desmond um episódio posterior venha a trazer alguma luz sobre esta questão.3. Locke encontra uma gruta, para onde o urso polar parece ter arrastado Eko. No interior da gruta, Locke encontra um camião de brincar da marca “Tonka”. A marca “Tonka” (ver AQUI) é uma das mais conhecidas marcas de brinquedos de construção e a aparição de um camião destes na gruta é uma evidente alusão à captura de uma criança pelo urso, uma criança sobrevivente de um anterior desastre na Ilha. Não muito longe, Locke encontra os restos de uma outra vítima do usso, um esqueleto com o logotipo da “Estação Pérola” no uniforme… Sinal de que a Dharma não controla as suas criações.. Os ursos polares que eram alvo das suas experiências genéticas e que aparecem referenciados no mapa da parede da Estação Cisne.

4. Hurley, entretanto regressado, encontra Desmond, nú, na selva. Este conta-lhe que acordara no meio da selva sem roupa. O que aconteceu a Desmond? Obviamente, não foi empurrado para fora da Cisna, já que esta implodiu… Será que foi assim desmaterializado-materializado? Nalgumas histórias de FC, as naves e tripulantes que caiem num Buraco Negro são desmaterializados e tornados em quanta desorganizado, e recompostos de novo. Desmond parece ter sido vítima de um processo semelhante… Isto implica que não deve ter sido um processo natural, mas algo de artificial. Será que… Toda a Ilha era a fonte de energia do antigo continente de Mu, de quem os Outros são descendentes e que alguém (os Outros ou uma outra entidade) teriam usado para reconstruir o corpo e a consciência de Desmond?

5. Rodrigo Santoro (“Paulo”) tem pouco depois a sua primeira aparição em … Quando ele e Nikki interrogam Hurley sobre o destino de Jack e Eko. Será que veremos mais de Santoro nos próximos episódios?… Não naqueles até eu já cheguei… Mas esperemos que esta tendência se inverta, de acordo com as declarações de Rodrigo na entrevista que recentemente referi.

Anúncios
Categories: Ciência e Tecnologia, LOST (Perdidos) | 9 comentários

Quid S7-21: Que carro é este?

car_3.jpg
Dificuldade: 5

Categories: Filmes, Quids S7 | 32 comentários

sQuid S2-21: Qual o país que construiu esta aeronave?

gh.JPG

Categories: Quids S6, sQuids S2 | 10 comentários

Crónica de Dom João I, de Fernão Lopes (resumo do conteúdo dos capítulos referentes à tomada de Ceuta)

Crónica de Dom João I, de Fernão Lopes
(Ed. Civilização)

Página 205:
Descreve a primeira combinação sobre os termos da trégua entre portugueses e castelhanos.

Página 324/6:
Menciona as cláusulas das tréguas entre Portugal e Espanha:
Pazes Simples, ou seja, Dom João I queria assinar as pazes com Castela.
Dom João I diz querer “lavar as mãos sujas de sangue cristão” auxiliando Castela na conquista de Granada. Ora os negociadores castelhanos querem que isso conste no tratado, o que implicava que Portugal ficava subordinado a Castela, visto que lhe prestava Serviço Militar. Dom João não podia concordar com um arranjo desta ordem.

Página 400 e 406:
Surge uma nova sugestão dos portugueses em retomar a luta contra os mouros.

Página 417:
Refere-se o problema das galés preparadas para auxiliar Castela contra os mouros:
No decurso das negociações tinha ficado estipulado que Portugal auxiliaria Castela se esta o requeresse. É no decurso deste problema que Dom João I começa a preparar uma armada. Como esse pedido expresso não surge, Dom João I acabará por decidir empregá-la para outro fim: A Tomada de Ceuta.

Página 439 e 441:
A questão com Castela é resolvida com o Tratado de Paz Definitiva de 1411, após o que o rei começa a preparar a armada (1409-10).

Categories: Os Descobrimentos Portugueses, Sexo Tântrico e Budismo | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade