O Referendo da IVG: 2º Argumento (a “Alma” e os Movimentos do Feto)

“Se não é nascimento nem a viabilidade que marcam uma distinção moral significativa, há ainda menos a dizer a favor de um terceiro candidato [aos argumentos em defesa ao “Não” à IVG]: os primeiros movimentos do feto. Na tradição da teologia católica, pensava-se que este era o momento em que o feto ganhava a alma. Se aceitássemos esta perspectiva, poderíamos pensar que os primeiros movimentos são importantes porque a alma é, na acepção cristã, aquilo que distingue os seres humanos dos restantes animais. Mas a ideia de que a alma entra no feto quando ele se começa a mexer constitui uma superstição ultrapassada, rejeitada mesmo pelos teólogos católicos. (…) Não encaramos a falta dessa capacidade como algo que negue a pretensão das pessoas paraplégicas de continuarem a viver.”

página 162-163

Ética Prática, Peter Singer, Gradiva, Lisboa, 2002.

Esta é a filosofia subjacente ao cartaz da Campanha pelo “Não”: “Abortar sabendo que já bate um coração?”. Na verdade, o movimento do embrião e – neste particular – o movimento do coração nada tem a ver com aquilo que transformaria o embrião num bebé ou ser humano. O coração não é já a “sede da Alma” ou da Consciência, como se acreditava na Idade Média… É certo que certa padraria excomungadora e laurindiana ainda crê que a Alma está alojada no coração… Mas o órgão onde reside a Consciência de Si (o “homúnculo de António Damásio) e onde são processados os sinais de Dor, Sofrimento e Prazer ainda não está suficiente desenvolvido às 10 semanas para poder produzir nenhum destes tipos de sentimentos e muito menos é já capaz de fornecer ao embrião uma consciência, condição essencial para alguém poder ser incluído na designação de… Ser Humano.

Qual será o seu sentido de voto a 11 de Fevereiro?
1) Sim
2) Não

View Results

Categories: A Escrita Cónia, Livros, Referendo da IVG, Sociedade Portuguesa | 1 Comentário

Navegação de artigos

One thought on “O Referendo da IVG: 2º Argumento (a “Alma” e os Movimentos do Feto)

  1. As teorias para justificar o injustificável. Votar sim à despenalização é para mim essencial para garantir a liberdade de opção de consciência por um lado, e por outro, para que acabem de vez as práticas de aborto ilegal enchendo o bolso de alguns à custa tantas vezes da morte de feto e mãe. Tanto tinha para dizer sobre isto, mas fico por aqui.
    Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

Eleitores de Portugal (Associação Cívica)

Associação dedicada à divulgação e promoção da participação eleitoral e política dos cidadãos

Vizinhos em Lisboa

A Vizinhos em Lisboa tem em vista a representação e defesa dos interesses dos moradores residentes nas áreas, freguesias, bairros do concelho de Lisboa nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização do património edificado, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, defesa do património, ambiente e qualidade de vida.

Vizinhos do Areeiro

Núcleo do Areeiro da associação Vizinhos em Lisboa: Movimento de Vizinhos de causas locais e cidadania activa

Vizinhos do Bairro de São Miguel

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos

TRAVÃO ao Alojamento Local

O Alojamento Local, o Uniplaces e a Gentrificação de Lisboa e Porto estão a destruir as cidades

Não aos Serviços de Valor Acrescentado nas Facturas de Comunicações !

Movimento informal de cidadãos contra os abusos dos SVA em facturas de operadores de comunicações

Vizinhos de Alvalade

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos de Alvalade

anExplica

aprender e aprendendo

Subscrição Pública

Plataforma independente de participação cívica

Rede Vida

Just another WordPress.com weblog

Vizinhos do Areeiro

Movimento informal, inorgânico e não-partidário (nem autárquico independente) de Vizinhos do Areeiro

MDP: Movimento pela Democratização dos Partidos Políticos

Movimento apartidário e transpartidário de reforma da democracia interna nos partidos políticos portugueses

Operadores Marítimo-Turísticos de Cascais

Actividade dos Operadores Marítimo Turísticos de Cascais

MaisLisboa

Núcleo MaisDemocracia.org na Área Metropolitana de Lisboa

THE UNIVERSAL LANGUAGE UNITES AND CREATES EQUALITY

A new world with universal laws to own and to govern all with a universal language, a common civilsation and e-democratic culture.

looking beyond borders

foreign policy and global economy

O Futuro é a Liberdade

Discussões sobre Software Livre e Sociedade

%d bloggers like this: